Anúncio

Na Praia do Morro, foram 15 afogamentos por dia no feriadão da Semana do Saco Cheio

Por Glenda Machado

Publicado em 17 de outubro de 2016 às 17:49
Atualizado em 17 de outubro de 2016 às 18:10
Anúncio

No total, foram 139 salvamentos em nove dias. Este número é só da Praia do Morro  

img_8843A Semana do Saco Cheio foi apenas uma pequena amostra do verão. Com as praias lotadas, os guarda-vidas precisam redobrar a atenção. Ainda mais, que neste feriadão, o mar estava de ressaca. Foram 139 salvamentos em nove dias de cidade cheia, uma média de 15 resgates por dia só na Praia do Morro. Já casos de crianças perdidas foram 117 ao todo, uma média de 13 por dia. É o que consta no levantamento da Gerência de Salvamento Marítimo.

Hoje, Guarapari conta com 59 guarda-vidas, sendo 27 efetivos e 32 contratados. Apenas as praias do Morro, da Cerca, das Castanheiras, dos Namorados, da Areia Preta e Setiba que possuem cobertura. Mas esse número deve aumentar para o verão: 65 candidatos estão fazendo o curso prático e físico pelo Corpo de Bombeiros. Agora, o curso será oferecido anualmente.

“A Prefeitura deve lançar processo seletivo em novembro. Mesmo eles passando no curso prático, precisam passar na seleção para serem contratados. Mas já adianta o processo, porque estamos na boca do verão. Quem passar, ganha o certificado com validade para três anos. E muitos líderes comunitários estão pedindo salva-vidas nas praias de suas regiões”, conta o gerente de Salvamento Marítimo, Edson Layber.

Segundo ele, as praias mais críticas que não contam com o serviço atualmente são Meaípe, Peracanga, Bacutia, Guaibura, Praia das Pelotas, Praia da Sereia, Praia do Ulé, Praia das Virtudes, Prainha de Muquiçaba, Praia dos Adventistas e Santa Mônica. “A previsão para o verão é ter pelo menos 90 profissionais, 30 a mais do que temos hoje. Com o quadro atual, priorizamos a orla com o maior índice de ocorrências que é Praia do Morro e Centro”.

Edson lembra que mesmo com quadro reduzido, teve apenas um caso mais grave. “Uma criança se afogou na Praia do Morro. Foi levada pelo Samu para o HFA. Mas Graças a Deus, ficou bem. Outro caiu na Pedra do Marlin. Deslocou tornozelo e foi levado pelo Samu para o UPA. O pior dia foi o feriado do dia 12 de outubro, foram 53 afogamentos na Praia do Morro”, conta Edson.

E não foi por falta de sinalização. “Todas as praias estão sinalizadas, principalmente as que não têm salva-vidas. Mas muitos não respeitam. Na Praia dos Adventistas, por exemplo, uma criança de 12 anos escorregou na pedra e acabou se afogando. Um ambulante que acabou ajudando ele e tirando da água. Depois me ligou e fui lá dar um suporte. É preciso que todos tomem muito cuidado: evitem nadar depois de comer e ingerir bebida alcoólica”.

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra mais dois óbitos e totaliza 306 casos confirmados

Com isso, Guarapari totaliza 16 óbitos; 170 pacientes estão curados da Covid-19

lorenzuttti

Liminar: Guarapari deve apurar se houve desequilíbrio contratual com a Lorenzutti

A decisão foi baseada nas medidas tomadas pelo município diante da pandemia da Covid-19, que impactaram negativamente a economia da empresa

Anúncio
Anúncio
Foto: Divulgação

Polícias Civil e Militar prendem autores de homicídios e realizam apreensão de drogas em Anchieta

A operação intitulada “Pitoco Assassino” cumpriu 10 mandados de prisão e foi concluída com sucesso graças ao trabalho integrado das polícias capixabas; Operação Sentinela apreende drogas, arma e munição

sala de aula1

Guarapari irá disponibilizar atividades não presenciais para alunos do município

Caberá aos professores, o apoio remoto aos alunos e às famílias na orientação e realização das tarefas

Imagem: HM Propaganda

Novo folhaonline.es bate primeiro recorde de acessos simultâneos

A plataforma manteve a estabilidade com quase mil usuários ativos ao mesmo tempo

subsecretario ES

‘Em algum momento será esgotado’, diz subsecretário sobre expansão dos leitos para Covid-19 no ES

Reblin afirmou ainda que a necessidade de expansão está associada a capacidade de distanciamento social no estado