Anúncio

Obras paralisadas do Hospital e Maternidade Cidade Saúde devem retornar em 20 dias

Por Aline Couto

Publicado em 16 de outubro de 2018 às 13:43
Atualizado em 16 de outubro de 2018 às 13:43
Anúncio

As obras do Hospital de Guarapari foram paralisadas ontem pela falta de repasse de verba

A Prefeitura de Guarapari, junto com a Caixa Econômica Federal, tem o prazo de 20 dias para regularizar as pendências existentes em alguns projetos que resultaram na paralisação da construção do Hospital e Maternidade Cidade Saúde no município. De acordo com o engenheiro da Asle Construtora Ltda ME, empresa responsável pela obra, Roberto Aragão, o repasse parou de ser feito por uma questão de ajuste de planilha, que deve ser finalizado para o retorno das obras.

A paralisação das obras acontecem na segunda (15). Foto: Arquivo/Folha.

A paralisação aconteceu ontem e um acordo entre a Asle, seus funcionários e o sindicato que os representa manteve os trabalhadores empregados até o retorno das obras, quando a empresa pretende realizar mais contratações.

A prefeitura foi procura e questionada a respeito da paralisação das obras do hospital, e respondeu em nota. “Durante as obras, na etapa de demolição de algumas estruturas na área central do imóvel, foi verificado que não havia fundação adequada para suportar todas as tensões. Assim, é necessário realizar a reprogramação da obra junto à Caixa Econômica visando aumentar a estrutura metálica, readequação das rampas entre outros. Com isto, a empresa responsável pela execução dos serviços realizou reunião com o sindicato e seus trabalhadores que aceitaram as condições propostas pela empresa, mantendo todas as leis trabalhistas e, inclusive, o ticket alimentação, durante o período em que as obras estiverem suspensas”.

Em tempo

Em julho, foi assinada a ordem de serviço para a construção do Hospital e Maternidade Cidade Saúde e, na ocasião, o prefeito de Guarapari, Edson Magalhães, colocou o prazo de dois anos para o término da construção e funcionamento do hospital, uma instituição público-privada. Ainda na solenidade, o prefeito garantiu que além dos R$ 6 milhões já repassados pelo Governo federal, mais R$ 6 milhões seriam liberados ainda este ano. “Dos 18 milhões prometidos, só vão ficar R$ 6 milhões para os últimos seis meses, em 2020, para a finalização do Hospital”, disse Edson Magalhães na época.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio
Anúncio

Veja também

verão-550x367

Covid-19: Guarapari é classificada como “Risco Baixo”; o município tem 3.198 casos confirmados

O ES tem três municípios em risco moderado e 75 em risco baixo. Não há mais municípios em risco alto

jb

JB completa 30 anos como parceiro para toda obra dos moradores de Guarapari

A loja de material de construção está realizando a campanha “Aniversário do Bem”, que premiará um cliente e uma instituição social do município

Anúncio
Anúncio
juliate

Cantora de Guarapari é alvo de ataques racistas na internet e família cobra justiça

Familiares formalizaram a denúncia e esperam que o autor do crime seja responsabilizado

Foto: Reprodução

Sesi e Senai ES estão com inscrições abertas para cursos online gratuitos

Os cursos do Senai possuem carga horária de 14h e abrangem as áreas de Automotiva, Construção Civil, Energia, Gestão, Informática, Logística, Meio Ambiente, Metalmecânica, Segurança do Trabalho, entre outras

Anúncio
multiplique2

Pizza Solidária: dinheiro arrecadado vira cestas básicas para famílias carentes de Guarapari

A ação acontece desde março e já gerou doação de quase quatro toneladas de alimentos

camara-2-550x482

Vereadores aprovam isenção de IPTU para ONGs de Guarapari

Anúncio