Anúncio

Rede de supermercados faz promoção e espanta a crise das suas lojas

Por Joao Thomazelli

Publicado em 3 de maio de 2017 às 13:33
Atualizado em 3 de maio de 2017 às 15:47
Anúncio

Há décadas o Brasil não enfrenta um período de recessão tão profundo e demorado. Todos os dias é possível ver estabelecimentos comerciais praticamente vazios, apenas com os poucos funcionários que sobraram à espera de clientes. Isso quando não estão baixando as portas, como foi o caso de uma tradicional loja de calçados da cidade que depois de décadas acabou não suportando a crise e fechou.

A loja na Avenida Jones dos Santos neves ficou lotada desde as primeiras horas do dia. Foto: João Thomazelli/Folhaonline.es

Nesta terça-feira (02) uma rede de supermercados do Espírito Santo decidiu movimentar as coisas e espantar a crise. Para isso, realizou uma campanha publicitária maciça para anunciar um dia de promoções em produtos populares do dia a dia, como óleo de soja, trigo, arroz e açúcar.

O resultado disso: lojas lotadas de clientes desde as primeiras horas da manhã e que se mantiveram deste assim até a noite. O diretor geral da Rede de Supermercados EPA, Roberto Gosende, conversou com a reportagem do folhaonline.es e explicou que esta foi uma forma de agradecer ao cliente pela parceria.

“Nós fizemos um trabalho de divulgação intenso para chamar nossos clientes para as lojas. Nós estamos cientes da luta e das dificuldades pelas quais todos estão passando e como nós devemos tudo a eles (nossos clientes) esta é nossa forma de agradecê-los. E este foi apenas o primeiro dia de promoções. Podem esperar que mais descontos como estes virão nos próximos dias”, disse Gosende.

Para o consumidor, as promoções com descontos agressivos vieram na hora certa. “Está todo mundo segurando o pouquinho de dinheiro que tem justamente para promoções assim. Está tudo tão difícil, tanta gente desempregada e muitos até passando por necessidades, então poder comprar o arroz e feijão com descontos destes, é muito bom mesmo”, comemora o aposentado Getúlio Rosa de Jesus, 63 anos.

As filas nos caixas eram enormes e dobravam o supermercado, mas ninguém desistia da compra. Era possível ver aqueles que foram apenas comprar um frango mais barato e outros comerciantes que saiam com carrinhos cheios de óleo de soja e arroz.

Para a Câmara de Dirigentes Lojistas de Guarapari, a ideia é muito boa e faz a economia se movimentar. “Nós vemos com bastante satisfação este tipo de de ação, não só do EPA, mas de outros supermercadistas da cidade que fazem este tipo de promoções. É importante lembrar não apenas promoções são importantes, mas também qualidade no atendimento, principalmente em períodos de crise como os que estamos vivendo”, explicou Leonardo Brandão Rocha, presidente da Câmara de dirigentes Lojistas (CDL) de Guarapari.

Anúncio
Anúncio

Veja também

O projeto também divulgará o trabalho de artistas locais, que encontram dificuldades em manterem-se durante a pandemia. Foto: Divulgação

Coletivo transforma rede social em vitrine para pequenos negócios de Guarapari

O Sinestesia – Criatividade Coletiva decidiu usar o próprio perfil no Instagram, que conta com mais de mil seguidores, para evidenciar artistas e pequenos empreendimentos locais afetados pela pandemia

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra 10 novos casos e mais 5 curados

Ao todo, o município contabiliza 161 infectados; Desses, 116 já estão curados

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Profissional da saúde com Covid-19 é encontrada trabalhando em Guarapari

Descumprir o isolamento é infração sanitária e pode ser enquadrado como crime contra a saúde pública

civilpm

Policiais prendem um suspeito de assalto e outro de tentativa de homicídio em Guarapari

Anúncio
wendel1

Vereador de Guarapari poderá ser condenado a devolver dinheiro e a pagar multa

MPC pede condenação de Wendel Lima, então presidente da Câmara em 2017, por autorizar despesas sem interesse público

capa jose luiz

Médico que mora em Guarapari vence a Covid-19 e compartilha luta contra o vírus

“A gratidão é por uma nova chance da vida. A missão dele como médico ainda não acabou”, declarou a esposa e aliada de batalha