Anúncio

Você sabe o nível da sua pressão arterial?

Por Livia Rangel

Publicado em 7 de abril de 2015 às 12:09
Atualizado em 14 de abril de 2015 às 13:03
Anúncio

Um em cada quatro brasileiros tem hipertensão. Prevenção continua sendo o melhor remédio.  

Dr. Nilton web

O clínico geral Nilton Leite comenta sobre os perigos da hipertensão, uma doença silenciosa.

 

Um em cada quatro brasileiros tem hipertensão arterial, doença responsável pela morte de 9,4 milhões de pessoas por ano em todo o mundo de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Ela ainda está relacionada com 45% dos ataques do coração e 51% dos derrames cerebrais. Se o seu nível estiver igual ou superior a 14/9 já significa estado de alerta.

Chamada de doença democrática, ela acomete crianças, adultos, idosos, homens e mulheres de todas as classes sociais. Você já deve ter ouvido falar ou até mesmo ter alguém na família com a famosa “pressão alta”. Mas será que já pensou nas consequências que o seu hábito de vida pode te acarretar?

Não tem como fugir, o melhor remédio continua sendo a prevenção. E quando se trata de hipertensão, alguns dos sintomas são: cefaléia focada na nuca, tonteira, mal-estar, dor toráxica, dormência nas mãos e edema nos membros inferiores. No entanto, trata-se de uma doença traiçoeira: quando os sintomas aparecem, o funcionamento do organismo já está comprometido.

E também pode ser silenciosa. “A hipertensão pode ser assintomática, esses casos são os piores. Porque quando você sabe que tem a doença e não faz o tratamento corretamente ou quando você não sabe que é portador da doença e com isso não evita os fatores de risco, as chances de levar à morte são enormes”, explica o clinico geral, Dr. Nilton Leite.

De acordo com ele, a prevenção consiste em evitar sal, frituras, gorduras, massa, bebida alcoólica e cigarro.  “A obesidade, o sedentarismo, o estresse e a ansiedade também são fatores que contribuem para desencadear a doença. Já o melhor remédio para diminuir os níveis é a boa e saudável caminhada”, orienta Dr. Nilton.

Também é preciso ficar atento aos casos hereditários. “Se você tem alguém na família com pressão alta, a probabilidade de desencadear a doença é de 100%. Nesses casos, é importante aferir a pressão arterial com regularidade. Mas o que vai definir quando ela baterá a sua porta, mais cedo ou mais tarde, será o seu estilo de vida”, alerta o clínico geral.

E adverte: quem não trata da hipertensão arterial aumenta as chances de ter Acidente Vascular Cerebral (AVC) e Infarto do Miocardio. “Quem não cuida da alimentação e é sedentário pode causar a aterosclerose (entupimento das artérias) que vai levar ao infarto. As artérias já vão entupindo gradativamente, mas nossas ações podem acelerar esse processo”.

Reportagem: Lívia Rangel

Anúncio
Anúncio

Veja também

Casagrandecoletiva

Coronavírus: Governo do ES anuncia novo Mapa de Gestão de Risco

12 municípios capixabas estão enquadrados no Risco Alto; Mapa valerá da próxima segunda-feira (01) até o dia 07 de junho

Foto: Reprodução

Artigo: Coronavírus – O fim das atividades empresariais e a extinção dos contratos de trabalho

Anúncio
Anúncio
Foto: Divulgação

Prefeitura de Anchieta isola praias para enfrentar o avanço da Covid-19

O Município expediu ontem (29) dois novos decretos tratando de medidas de prevenção ao avanço do novo coronavírus (Covid-19)

prefeitura

Guarapari: Prefeitura propõe novo piso salarial para agentes de saúde e de combate a endemias

Para explicar o projeto, ontem (29), as Secretarias de Saúde (Semsa) e de Administração (Semad), realizaram um reunião com alguns representantes das categorias

Anúncio
office-1574717_1280-1-1024x700

Novo documento reúne medidas econômicas para enfrentamento à Covid-19 no ES

sala de aula1

Escolas e faculdades permanecem fechadas no Espírito Santo até o final de junho

Novo decreto será publicado em edição extra do Diário Oficial, neste sábado. Cinemas e teatros também seguem fechados e shows suspensos