Anúncio

“A população precisa colaborar para não haver lockdown”, disse prefeito de Guarapari

Por Aline Couto

Publicado em 4 de março de 2021 às 11:41
Atualizado em 5 de março de 2021 às 11:56

Anúncio

Prefeito Edson e secretário Luiz. Foto: Folha Online.

Nesta manhã (04), o prefeito de Guarapari, Edson Magalhães, junto ao secretário Municipal de Postura e Trânsito, Luiz Cardoso, falou sobre o novo decreto de enfrentamento ao coronavírus (Covid-19) durante coletiva de imprensa na prefeitura.

Entre as novas medidas, a proibição da entrada de ônibus de turismo e excursão, micro-ônibus, vans e similares no município, exceto as já cadastradas em hotéis e pousadas com estacionamento próprio.

“Estamos atravessando um momento muito difícil, um dos piores quadros da pandemia. Por isso voltamos com a barreira física e os coletivos estão proibidos de entrarem na cidade. Precisamos que todos cumpram as medidas e mantenham os protocolos. Os transportes coletivos, por conta da aglomeração, são uns dos maiores agentes contaminadores da Covid-19”, disse Edson.

A novidade desse decreto, é que a multa para o descumprimento da medida não será só para os ônibus, mas também para os donos dos estabelecimentos e/ou dos estacionamentos que receberem esses veículos de forma irregular.

“A multa gira em torno de R$ 2,5 mil (25 UFMG) por veículo. A fiscalização e a penalidade serão mais eficientes, também no transporte urbano, precisamos frear a doença no município. Não dá para ficar aglomerando, senão voltamos para o risco alto de infecção do vírus”, explicou o secretário.

Sobre a classificação de Guarapari em risco moderado, o prefeito atribuiu as determinações adotadas no período do Carnaval, mas enfatizou que é necessário que a população se conscientize em fazer a parte dela para que não haver lockdown na cidade.

“Fizemos a parte que nos cabe, que é preservar a saúde do nosso povo. Temos que seguir usando máscara, é essencial. Precisamos da colaboração de todos, pais para conversar com os filhos adolescentes para não aglomerar, comerciantes para não deixarem os clientes entrarem sem máscaras. Os óbitos precisam diminuir e a vacina chegar a todos antes de pensar em deixar de seguir os protocolos de saúde”.

Decreto

Ainda de acordo com as determinações, fica proibido o uso de caixa de som nas praias e orlas do município e autorizado o retorno das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino em formato híbrido.

O documento será publicado na tarde desta quinta-feira (04), no Diário Oficial dos Municípios, e não tem data de validade.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

RISA_cerimonia_lancamento_site_2021-04-14

Guarapari: Recanto dos Idosos celebra novo site que divulgará trabalho da instituição

Segundo Irmã Marilza, coordenadora da instituição, site vai dar transparência ao trabalho da instituição

secretária turismo

Pasta do turismo em Guarapari tem nova secretária

Anúncio

Anúncio

Centro-Social-Santa-Mônica

Centro Social em Guarapari mobiliza doações para bazar em prol das famílias atendidas

antígeno es

Covid-19: ES recebe 190 mil testes para identificar rapidamente novos casos positivos

Anúncio

valter_valentim_rifa_celular

Após amputação, morador de Guarapari realiza rifa para iniciar reabilitação física

A venda das rifas vai até o dia 5 de maio

baiano_destaque-edit-2021-04-14

Conhecido como Baiano, dono de restaurante em Guarapari perde a vida para a Covid-19

Ornélio da Silva Santos foi uma das 273 vítimas da doença no município

Anúncio