Anúncio

Abandono afetivo

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 3 de agosto de 2019 às 15:00

Anúncio

Por Valquíria Pontes Oliveira (*) advogada – OAB/ES 20.573

abandono foto - Abandono afetivo

Foto: Reprodução.

O cuidado que uma criança recebe durante sua vida é de total importância para sua formação. A responsabilidade de cuidar devidamente do menor recai sobre os genitores, cabendo a estes o dever de oferecer à criança mais do que apoio material apto a mantê-lo alimentado e em segurança, mas também um convívio necessário para a sua saúde mental e comportamento social.

Quando os genitores deixam de exercer esse dever de cuidado, agindo com indiferença afetiva para com sua prole, ocorre o abandono afetivo, também denominado como teoria do desamor. Tal abandono pode gerar uma responsabilização civil, por se tratar de algo que repercutirá em toda a vida da criança, com os prejuízos e frustrações que dele decorrem.

Surge, diante desse contexto, a possibilidade de indenização extrapatrimonial por abandono filial, ou seja, o pai ou a mãe que deixa de conviver voluntariamente com seu filho poderá responder pelos danos morais causados pelo descumprimento do dever de cuidado, inerente à relação pai-filho.

Não se trata de compensar danos extrapatrimoniais decorrentes de fatos corriqueiros ou falta de amor. Amor não pode ser cobrado, mas afeto compreende também os deveres dos pais com os filhos. A proteção integral à criança exige afeto, mesmo que pragmático, e impõe o dever de cuidar.

O dever de convivência dos pais é claro, eis que o art. 1.634 do Código Civil impõe como atributos do poder familiar a direção da criação dos filhos e o dever dos pais de ter os filhos em sua companhia. Prevê ainda o art. 229 da Constituição Federal que os pais têm dever de assistir, criar e educar os filhos menores. Diante disso, uma vez violado qualquer desses deveres e sendo causado dano ao filho menor, restará configurado o ato ilícito e a consequente responsabilidade civil.

Amar é faculdade, cuidar é dever.

Perfil - Abandono afetivo

Foto: Reprodução.

(*) Dra. Valquiria Pontes Oliveira 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp-Image-2024-07-22-at-16.01.35

PSB oficializa Rolmar Botecchia e Valtamir Grassi como candidatos à prefeito e vice em Alfredo Chaves

Evento contou com presenças de autoridades que apoiam a chapa

Celular na mão

Governo do Estado lança projeto para rastrear celulares roubados; Guarapari registrou 347 ocorrências este ano

Iniciativa busca reduzir crimes e facilitar a restituição de aparelhos aos proprietários

Anúncio

Anúncio

WhatsApp-Image-2024-07-19-at-16.47.38

Mais de dez pinguins foram resgatados nas praias de Guarapari na última semana

Cinco aves foram resgatadas e estão em tratamento na sede do IPRAM

engineer-man-construction-worker-concept 1 inspeção

Empresas de Guarapari enfrentam dificuldades para emitir alvará sanitário

Relatos apontam atrasos na emissão e obstáculos burocráticos desde o início do ano

Anúncio

WhatsApp-Image-2024-07-22-at-14.00.26

Esquina da Cultura recebeu cerca de 40 mil pessoas no primeiro fim de semana, afirma Prefeitura

Noites foram marcadas por shows de Thiago Martins, Léo Maia e Zé Geraldo

Divulgacao-Samarco

35 vagas: Samarco abre processo seletivo para pessoas com deficiência em Anchieta

As inscrições vão até 04/08 para oportunidades em áreas operacionais e administrativas

Anúncio