Anúncio

Administração de Edson sofre mais uma derrota na justiça

Por Livia Rangel

Publicado em 27 de fevereiro de 2012 às 00:00

Anúncio

Após perder em quatro processos neste começo de ano, o prefeito de Guarapari, Edson Magalhães (PPS), sofreu mais uma derrota na justiça. Desta vez é um processo  movido contra o município, através de ação civil pública junto ao Ministério Público Estadual, por um grupo de aprovados em um concurso público de 2009, para o cargo de Procurador Municipal.

De acordo com este processo, diversos assessores jurídicos comissionados, estariam trabalhando como procuradores municipais, cargo para o qual os reclamantes foram aprovados e não haviam sido convocados.  Por isso, eles pedem que “diante da ilegalidade, devem ser promovidas as medidas legais cabíveis para a exoneração dos assessores jurídicos e nomeação dos candidatos habilitados no concurso 001/2009”.

Um inquérito civil foi aberto para apurar “a possível prática de ato de improbidade administrativa, por parte dos agentes políticos em manterem procuradores e assessores comissionados, quando existe recente concurso público homologado, com candidatos à espera de nomeação”. Diz parte da sentença. 

Para o Juiz Gustavo Marçal da Silva e Silva “o concurso homologado em 2009 (Edital 001/2009) contempla vários aprovados, não justificando a permanência no cargo de assessores comissionados, exercendo de forma inconstitucional o cargo; a ausência de uma Procuradoria Municipal estruturada com Procuradores Municipais concursados, ao invés de comissionados, fere o princípio da moralidade e da eficiência, uma vez que fica ao sabor da interpretação do Chefe do Executivo, o que demonstra de forma insofismável a falta de atendimento ao interesse público ”.

O juiz ordena ainda que o município de Guarapari, “promova, no prazo de 72 (setenta e duas) horas, a exoneração de todos os servidores ocupantes dos cargos comissionados de Procurador Adjunto e de Assessor de Procuradoria existentes no âmbito da Procuradoria Geral do Município (envolvendo a divisão interna das Procuradorias Administrativa; Constitucional, Legislativa e Patrimonial; Fiscal; Cível e Criminal, e Trabalhista), bem como dos cargos de Assessor Jurídico de Orientação e Defesa do Consumidor, vinculado à SETAC, e de Assessor Jurídico, este último reproduzido junto à SEMED e à SEMSA, criados pelos dispositivos inconstitucionais acima enfocados, sob pena de incidência, na espécie, de multa diária que fixo no patamar de R$ 10.000,00 (dez mil reais), a qual deverá incidir até o máximo de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), sem prejuízo da caracterização de crime de desobediência e improbidade administrativa, bem como da adoção de outras penalidades e medidas de caráter cível, processual e administrativo voltadas à efetivação da ordem; ”, diz parte da sentença publicada no dia 23 de fevereiro.  

Procurada, a prefeitura de Guarapari, respondeu através da assessoria de comunicação que “acatou a decisão e exonerou todos os ocupantes de cargos em comissão da Procuradoria Geral do Município de Guarapari, conforme Decreto publicado na página 55/Classificadões, do Jornal A Gazeta/Notícia Agora de sábado, 25 de fevereiro de 2012.”

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

falta-de-agua-e-um-problema-politico-2-1024x683-1024x585

Governo do Estado declara Estado de Atenção para situação hídrica no ES

Medida foi tomada devido à falta de chuvas e estiagem nos últimos meses

Joao-Hadad-em-A-Grande-Conquista-2

Guarapariense João Hadad disputa final de reality show da Record

Final acontece nesta quinta (18)

Anúncio

Anúncio

casa-sinestescia-2024

Casa Sinestésica oferece Oficina de Desenho gratuita nesta quarta (17) em Guarapari

Com o tema Autorretrato, atividade tem vagas limitadas

IMG_9800-1

Terra dos Dinos: Guarapari deve ganhar filial do ‘Jurassic Park brasileiro’ em 2025

Parque temático, no RJ, possui diversas atrações e 40 modelos de dinossauros em tamanho real

Anúncio

20240701_160006

Fios acumulados e pendurados em postes preocupam moradores de Guarapari

Moradores flagraram casos em duas avenidas movimentadas da Praia do Morro

lei-seca_forca-pela-vida-7-1

Blitz Lei Seca flagra 131 motoristas alcoolizados em todo Estado no fim de semana

Ação faz parte do programa “Força pela Vida”, integrando diversos órgãos

Anúncio