Anúncio

Anchieta presente em encontro para ações pós-rompimento da barragem de Fundão

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 28 de março de 2022 às 13:08

Anúncio

Anchieta presente em encontro para ações pós-rompimento da barragem de Fundão
Prefeito representou o município no Fórum dos Prefeitos da Bacia do Rio Doce. Fotos: Prefeitura de Anchieta.

O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, participou, na cidade de Rio Casca (MG), do 14º Encontro do Fórum dos Prefeitos da Bacia do Rio Doce. A principal finalidade da reunião foi dar continuidade à discussão das ações referentes aos danos socioeconômicos ocasionados pós-rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG).

O encontro aconteceu com a presença de dezenas de prefeitos e autoridades diversas envolvidas no caso, tanto de Minas Gerais quanto do Espírito Santo, incluindo secretários de estado e representantes da Fundação Renova. Além disso, foi debatida pauta sobre inclusão de municípios; apresentação e votação do estatuto; escolha de membros para o conselho fiscal e apresentação do Programa “Desenvolve Rio Doce”.

Em 2016 foi criado a Fundação Renova, entidade responsável pela mobilização para a reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão. A fundação é o resultado de um compromisso jurídico chamado Termo de Transação de Ajustamento de Conduta (TTAC), incluindo 29 municípios capixabas e mineiros na Fundação Renova, mas Anchieta ficou de fora, devido um erro.

Anchieta presente em encontro para ações pós-rompimento da barragem de Fundão

Conforme a Secretaria de Desenvolvimento e Integração, logo no início de 2017 a atual gestão iniciou uma longa batalha para ser reconhecido o erro e incluir Anchieta na lista. De acordo com a titular da pasta, Paula Louzada Martins, diversas reuniões foram realizadas para a revisão e inclusão de Anchieta.

“Desde 2017 iniciamos um trabalho incansável de conversas e reuniões, no Fórum dos Prefeitos do Rio Doce recebi apoio dos municípios mineiros que assinaram um manifesto para que fossemos reconhecidos como cidade impactada pela barragem. O momento é de repactuar a nova forma de governança para que os recursos das empresas envolvidas no desastre de Mariana possam chegar com menos burocracia aos moradores das regiões atingidas”, explicou o prefeito.

Com o rompimento da barragem, a Samarco suspendeu suas operações em Anchieta e a consequência foi centenas de pessoas desempregadas, brusca queda na receita municipal e queda na economia local, com muitos comércios fechando as portas.

*Com informações: Prefeitura de Anchieta.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

moto-rock-2022-4-1

Moto Rock agita Guarapari com o primeiro dia de sua 8ª edição

WhatsApp-Image-2022-08-01-at-13.22.36

Artigo: “Pais de Pet” – A tutela dos animais de estimação

Anúncio

Anúncio

ap22217686674430

Pesquisa Ipec revela a intenção de voto dos eleitores do ES para presidente

WhatsApp-Image-2022-09-21-at-20.11.11

AfroChaves conclui projeto com percussão, capoeira e show em Alfredo Chaves

Anúncio

WhatsApp Image 2022-09-23 at 15.40.48

Atletas de Guarapari garantem vagas para o Pan-Americano e Mundial de Canoa Havaiana

Conquista veio após vitória no campeonato nacional da modalidade

Moto Rock 2022 (9)

Guarapari: tudo pronto para a 8ª edição do maior evento motociclístico do Espírito Santo

O Moto Rock acontece durante este final de semana e tem expectativa de público de 30 mil pessoas

Anúncio