Anúncio

Área de lazer do Supermercado Santo Antônio será leiloada em Guarapari

O dinheiro com a venda do imóvel será para o pagamento dos funcionários desligados da Rede

Por Aline Couto

Publicado em 13 de julho de 2020 às 10:19
Atualizado em 14 de julho de 2020 às 08:56
Anúncio
Foto: Arquivo/Folha.

O local onde se encontra a ABESSA – Associação Beneficente dos Empregados do Supermercado Santo Antônio, no Parque Areia Preta em Guarapari, será leiloada. O centro recreativo está avaliado em R$ 14 milhões e o lance mínimo a ser dado no leilão é de R$ 7 milhões.

De acordo com informações do site onde está sendo realizado o leilão, a área é de 5.738,35 m², composta pelos lotes nº 01 a 18. Da quadra nº 05, loteamento “Bairro Esplanada”, confronta-se pela frente com a Rua Noberto Vassoler e mede 47,60 m, pelo lado direito confronta-se com a Rus José Barcelos de Mattos e mede 120,20 m, pelo lado esquerdo confronta-se com a Avenida Dr. Pedro Ramos e mede 120,15 m, e pelos fundos confronta-se com a Rua Júlio Fabrio e mede 47,90 m perfazendo a área total de 5.738,35 m². Está averbada na matrícula uma edificação comercial (clube) com um pavimento, com área de construção de 240,87 m². Imóvel matriculado no CGRI, 2º ofício, livro 2, sob número 60228.

O centro recreativo ABESSA está avaliado em R$ 14 milhões e o lance mínimo a ser dado no leilão é de R$ 7 milhões. E o incremento de R$ 5 milhões.

A Rede Santo Antônio foi procurada. Segundo o que foi apurado, como forma de honrar o pagamento dos funcionários desligados da empresa o proprietário, Jorge Zouain, indicou o imóvel da ABESSA para uma venda direta.

Em tempo

Depois da retomada judicial da Rede Santo Antônio pelos antigos proprietários/fundadores, após venda para a DX Group, duas unidades foram fechadas. Uma no bairro Aeroporto, em Guarapari, no final de 2019, e outra no início do ano, a única loja no município vizinho de Anchieta. Na ocasião, cerca de 80 trabalhadores foram demitidos.

Recentemente, mais três filiais da rede, em Guarapari, foram fechadas. As lojas um, localizada na Rua Davino Mattos, Centro; dois, na Rua Getúlio Vargas, também no Centro; e a três, no bairro Muquiçaba. E mais de 100 funcionários forma demitidos.

Com mais de meio século de atuação em Guarapari, em princípio, a rede continua com duas lojas abertas na cidade.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

coletiva edson

Prefeito afirma que não vai cancelar programação de réveillon e carnaval em Guarapari

Edson Magalhães também defendeu uma maior flexibilização das atividades econômicas no município, especialmente do comércio

pequenos

Compre do Pequeno: Sebrae/ES cria campanha de apoio ao comércio local

A iniciativa tem por objetivo conscientizar os consumidores, incentivando-os a priorizar as micro e pequenas empresas e, assim, fortalecer a economia da região

Anúncio
Anúncio
Foto: Reprodução

Covid-19: Guarapari registra mais uma morte; Óbito no bairro Reta Grande é retificado

Por meio de nota, a Prefeitura de Guarapari esclareceu que o óbito registrado no bairro Reta Grande, no dia 03 deste mês, não ocorreu e trata-se de um erro do hospital

restauro capa

Prefeitura de Guarapari realiza restauração dos monumentos Marlin Azul e São Pedro

O responsável pela restauração é o artista plástico, Juliano Fillippi, o mesmo artista que criou essas duas importantes obras de arte

Anúncio
prefeitura_guarapari_TJES-750x354

Guarapari perde verba de R$ 750 mil por não assinar ordem de serviço no prazo

O recurso veio através de uma emenda parlamentar do deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) e era destinado para a construção da Unidade de Saúde no bairro Village do Sol

Foto: Reprodução

Paciente de Guarapari pode ter sido o primeiro caso de Coronavírus do Brasil

Anúncio