Anúncio

ARSP prepara o ES para o novo mercado de Gás natural

Para se tornar realidade, o Novo Mercado de Gás depende também das medidas regulatórias de âmbito estadual.

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 9 de janeiro de 2021 às 12:00
Atualizado em 10 de janeiro de 2021 às 15:08

Anúncio

O Novo Mercado de Gás (NMG) amplamente divulgado na mídia nacional não depende apenas da aprovação da esperada Lei do Gás (PL 6407/2013), que encontra-se agora de volta à Câmara dos Deputados após ajustes pelo Senado. O NMG para se tornar realidade, depende também das medidas regulatórias que serão adotadas no âmbito estadual como forma de viabilizar o mercado livre de gás.

Foto: reprodução.

A figura do “autoimportador, autoprodutor e consumidor livre”, embora existente desde 2011 aqui no estado e também em outros estados, apenas agora com as medidas adotadas pela Petrobrás, CADE e Lei do Gás vai finalmente ter sentido no Brasil.

O Estado do Espírito Santo tem hoje a menor das Margens de Distribuição entre os estados da região Sudeste, tem as finanças estaduais sob controle, possui mão de obra qualificada, portos eficientes tornando o nosso estado uma ótima opção de investimento para diferentes classes de empresas. A margem de distribuição é a única parcela do “preço final” que é gerenciada pela ES GÁS e fiscalizada pela Agencia Reguladora – ARSP.

A Agencia de Regulação de Serviços Públicos (ARSP) através do seu diretor presidente Munir Abud, publicou ontem no Diário Oficial do E.S. a abertura de uma Consulta Pública para apresentar a sociedade uma “minuta de resolução para os Agentes Livres de Mercado” e receber as devidas contribuições.

Dr. Munir Abud é diretor presidente da ARSP.
Foto: divulgação.

Com isso, a ARSP prepara o estado para o Novo Mercado, objetivando o aumento de competitividade para as empresas já estabelecidas, geração de empregos e também sinalizar para os potenciais “entrantes” que o E.S. é uma ótima opção para novos investimentos.  Segundo o diretor de gás canalizado da ARSP, Claudio Saade, o estado possui todas as condições para se destacar no uso do gás natural como uma energia de “transição”, possuindo uma posição estratégica e com estimativas de receber R$ 50 bilhões em investimentos em dez anos, como gasodutos, térmicas e novas plantas industriais.

Imagem: reprodução.

*Com informações de Agência Reguladora de Serviços Públicos do Espírito Santo (Arsp).

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

MAPA_60_L1

Governo apresenta 60° Mapa de Risco com Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco moderado

transparencia-fiscalizacao-corrupcao-lupa

Espírito Santo é o Estado mais transparente nos dados da vacinação contra Covid-19

Anúncio

Anúncio

obras Camurugi

Moradores de Guarapari aguardam obras em rua do Camurugi contemplada em 2020

Até o momento, o serviço de dragagem da vala foi realizado; a promessa da prefeitura é que a obra de drenagem e pavimentação fique pronta até o fim do ano

Sine de Anchieta tem 46 vagas para moradores da região e oportunidades para Guarapari

As vagas são para os níveis fundamental, médio, técnico e superior

Anúncio

bazar_edicao_1

Projetos sociais de Guarapari realizam ações de solidariedade neste sábado (19)

Ações de bazar beneficente e cabide solidário visam ajudar famílias necessitadas de Guarapari

vacina_covid_guarapari_90

Guarapari abre agendamento da segunda dose de Coronavac para idosos acima de 60 anos

Anúncio