Anúncio

Avô usa neto recém-nascido como “escudo” para resistir a prisão em Guarapari

Preso é investigado por roubar equipamentos de material de construção

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 26 de março de 2022 às 11:57

Anúncio

Avô usa neto recém-nascido como "escudo" para resistir a prisão em Guarapari
Foto: divulgação.

As equipes da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (DEIC) e da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) de Guarapari, durante ação realizada nessa quarta-feira (23), prendeu dois homens, de 33 anos e 41, em Guarapari. O mais velho, suspeito de furtar objetos avaliados em R$ 1.600,00 de uma loja de materiais de construção, chegou a utilizar o próprio neto, recém-nascido, como escudo humano para resistir à prisão.

A equipe de policiais civis chegou até o homem de 33 anos, com a suspeita de que estaria revendendo os equipamentos furtados, um nível a laser e uma parafusadeira elétrica, por meio de um anúncio nas redes sociais. Os policiais marcaram um encontro com o suspeito em via pública, fingindo interesse no produto. Na ocasião, o indivíduo, que já tinha passagens por tráfico de drogas no Estado do Rio de Janeiro, foi preso sem resistir.

O suspeito detido informou que os equipamentos teriamo sido furtados pelo vizinho, um homem de 41 anos. A equipe então se dirigiu até a casa do outro indivíduo de 41 anos. Ao chegar na residência do investigado, os policiais o localizaram e tentaram prender o suspeito, que resistiu.

“Indo muito mais além nesses atos de resistência, o suspeito pegou o neto recém-nascido pelos braços, agarrou-se a ele e passou a gritar dizendo para que os policiais que procuravam detê-lo ‘atirasse’ nele. Em outras palavras, o indivíduo usou o próprio neto como ‘escudo humano’, com o qual pretendia evitar o avanço da ação policial”, informou o delegado responsável pela ação, delegado Guilherme Eugênio, titular da Deic de Guarapari.

Ainda segundo o delegado, o indivíduo, que tabmém já tinha outras passagens na Justiça por furto, roubo e violência doméstica, se recusou a largar o neto. Foi preciso que os policiais fizessem uso da força física para que o suspeito se rendesse, soltando o recém-nascido.

“Gostaria de destacar o valor do trabalho da equipe de policiais civis que, com muita calma, equilíbrio e técnica, conseguiu conter o suspeito e salvar a criança, viabilizando o sucesso da operação. Em outro cenário, o trabalho poderia ter implicado em uma terrível tragédia”, disse o delegado Guilherme Eugênio.

Considerando as circunstâncias da resistência, o suspeito vai responder, além do furto, pelos crimes de sequestro, resistência e exposição à vida alheia. Já o segundo investigado, vai responder por receptação. Ambos foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarapari, onde permanecem à disposição da Justiça.

*Com informações de Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

moto-rock-2022-4-1

Moto Rock agita Guarapari com o primeiro dia de sua 8ª edição

WhatsApp-Image-2022-08-01-at-13.22.36

Artigo: “Pais de Pet” – A tutela dos animais de estimação

Anúncio

Anúncio

ap22217686674430

Pesquisa Ipec revela a intenção de voto dos eleitores do ES para presidente

WhatsApp-Image-2022-09-21-at-20.11.11

AfroChaves conclui projeto com percussão, capoeira e show em Alfredo Chaves

Anúncio

WhatsApp Image 2022-09-23 at 15.40.48

Atletas de Guarapari garantem vagas para o Pan-Americano e Mundial de Canoa Havaiana

Conquista veio após vitória no campeonato nacional da modalidade

Moto Rock 2022 (9)

Guarapari: tudo pronto para a 8ª edição do maior evento motociclístico do Espírito Santo

O Moto Rock acontece durante este final de semana e tem expectativa de público de 30 mil pessoas

Anúncio