Anúncio

Bairros sofrem com falta de água. Cesan culpa estiagem

Por Livia Rangel

Publicado em 6 de janeiro de 2015 às 00:00

Anúncio

A última semana foi marcada por sufoco e malabarismos por grande parte da população de Guarapari para conseguir ter acesso a um recurso essencial para a vida: a água. E foi justamente nos dias ensolarados e de maior sensação de calor que as caixas de água ficaram vazias, pela falha no abastecimento.

Em alguns bairros, como o Elza Nader, na região Norte, a escassez de água durou cinco dias seguidos, o que revoltou a população. No sábado (03), eles resolveram fazer um protesto fechando a Rodovia do Sol na altura do Trevo de Setiba.

Moradora do bairro Santa Mônica, Giovana Ferreira, relatou as dificuldades com a falta de água. “Depois ainda querem exigir dos turistas que tem que vêm para Guarapari trazer dinheiro. Nós não temos nem água que é o básico. Todo ano moradores e turistas passam por este transtorno, passa ano e entra ano e a falta de respeito é o mesmo. Deveria haver um planejamento baseado nessa situaçãom pois os transtornos são muitos”.

Pelo menos mais dois protestos pelo mesmo motivo aconteceram em seguida. Um na entrada do bairro Lameirão, na noite de sábado e outro no domingo (04), liderado por moradores dos bairros Bela Vista e São Gabriel. Eles bloquearam a BR 101 com pneus em chamas desde as 11 horas da manhã até o final da tarde, impedindo muitos turistas de voltarem para casa após o feriadão do Ano Novo.

Caso do morador de Ipatinga, Geraldo Bourgignon. “Estou com minha família querendo voltar para casa, mas não sei quando vou conseguir por causa desse bloqueio. Tentei fazer um contorno passando por dentro de um bairro e tive que voltar, pois fecharam o caminho também. O jeito é tentar contornar pelo outro lado da cidade”, disse.

Apesar do abastecimento de água ter sido praticamente normalizado esta semana, , a preocupação ainda não acabou. “Queremos que as autoridades tomem providências e garantam uma maior reserva de água, para não acontecer o mesmo durante o Carnaval, quando grande parte desses turistas voltar”, lembrou uma moradora do Bela Vista.

Resposta da Cesan. Em comunicado oficial à imprensa, a Cesan informou que, em função da falta de chuvas e da grande evaporação causada pelas altas temperaturas na água de seus mananciais em Guarapari, o nível dos rios Benevente, Jabuti e Conceição está reduzindo. Por causa disso, a empresa precisará realizar procedimentos operacionais para evitar o prejuízo no abastecimento de água da população local e veranistas. Contudo, não explicou quais seriam esses procedimentos.

“A companhia vinha operando com a sua capacidade máxima de produção de água tratada mas, diante da crescente estiagem, teve de reduzi-la. As faltas de água que vem ocorrendo em alguns bairros de Guarapari, se devem em vários casos ao excessivo consumo e a insuficiência de reservação dos imóveis, que deve ser adequada ao número de pessoas existentes no local. A CESAN ressalta a importância para o uso consciente da água distribuída para a população e pede que ela evite todas as formas de desperdício”, disse em nota.

Os clientes da Cesan contam com atendimento telefônico 24 horas pelo número 115. A ligação é gratuita de qualquer telefone fixo.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

Imagem-do-WhatsApp-de-2024-07-02-as-14.22.32_930ee451

Prestes a lançar novo filme, Rodrigo Aragão quer formar novos talentos do cinema em Guarapari

Cineasta finaliza seu novo longa, que se passa em um prédio assombrado por fantasmas na Praia do Morro

{"eId":"703898471388870","CameraPosition":1}

Hotéis e pousadas das montanhas preparam mimos para hóspedes durante a Festa do Morango

34ª edição do evento já está com ingressos à venda

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Schadenfreude

letreiro-guarapari-es-2021-08-27

Coluna Dom Antônio: O que falta para Guarapari ser uma cidade turística de verdade

Anúncio

regulamento foto (3)

Coluna Entenda Direito: A importância do Regulamento Interno das empresas nas relações de trabalho

Pipas_divulgacao

Guarapari foi a cidade mais atingida por problemas causados por pipas na rede elétrica

Nos primeiros meses do ano, cidade teve 1.668 clientes afetados na região; riscos de acidentes aumentam nas férias

Anúncio