Anúncio

Bandes liberou mais de R$ 10 milhões em crédito para empresas do turismo no do Espírito Santo

Linhas de crédito, em condições especiais, foram ofertadas no início da pandemia e fazem parte do Plano de Retomada da Economia do Turismo da Setur.

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 13 de fevereiro de 2021 às 16:30
Atualizado em 15 de fevereiro de 2021 às 12:06

Anúncio

Foto: divulgação/ Setur-ES

Ciente dos impactos econômicos causados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid -19) no setor de turismo, o Governo do Estado do Espírito Santo disponibilizou o Fundo de Aval, mecanismo garantidor à contratação de operações de crédito, com o objetivo de prestar garantia aos financiamentos. Em 2020 foram liberados R$ 10,6 milhões, por meio de linhas de crédito aprovadas pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). As linhas de crédito, em condições especiais para o setor, foram ofertadas logo no início da pandemia e fazem parte do Plano de Retomada da Economia do Turismo elaborado e executado pela Secretaria de Turismo (Setur).

O secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana, destacou que logo no início da pandemia, atendendo à demanda do setor, o Governo do Estado, por meio do Bandes, viabilizou condições especiais de crédito, o que possibilitou uma ajuda importante para que as empresas conseguissem cumprir com seus compromissos. “A disponibilização do Fundo de Aval foi um grande diferencial para o setor”, enfatizou.  

No Estado, o Bandes ampliou a disponibilização de recursos direcionados aos empresários do segmento. Uma das alternativas foi o Fundo Geral do Turismo (Fungetur), que injetou R$ 8,8 milhões em negócios ao longo de 2020.

Desse valor, 61,6% foram destinados para capital de giro. Outros 26,8% foram recursos destinados à implantação de empresas. O valor aprovado em 2020 é comparativamente quatro vezes superior ao do mesmo período de 2019, quando foram aprovados R$ 2,1 milhões para o setor.

Um dos atrativos para os empresários e que potencializou a contratação de linhas do Fungetur foi a possibilidade de uso do Fundo de Aval Bandes, mecanismo garantidor à contratação de operações de crédito, criado pelo Governo do Estado, com o objetivo de prestar garantia aos financiamentos. “Com a criação do Fundo de Aval, o Espírito Santo mostrou que o turismo tem prioridade de atendimento dentro da estratégia de atuação do Bandes”, explicou Miguel Porcaro, gerente Comercial do banco capixaba.

A facilidade no processo de garantias se traduz em maior agilidade na contratação, permitindo que negócios voltados ao turismo, especialmente bares, lanchonetes, cafés e empresas do ramo de hospedagem, tenham acesso ao crédito com carência e prazo de pagamentos adequados, de até 60 meses, sem condicionantes, como manter folha de pagamento, por exemplo.

“Para se ter uma noção do ganho em agilidade no trâmite dos projetos de financiamento, os processos tiveram uma redução média de 50% no tempo de tramitação dentro do banco. Dessa forma, o recurso chega mais rápido aos empresários que precisam de financiamento”, complementou Porcaro.

Fungetur

O Bandes é uma das dez instituições de desenvolvimento no País que repassa os recursos do Fungetur, do Ministério do Turismo. Com o Fundo, os negócios com o Cadastur, especialmente para bares, lanchonetes, cafés e empresas do ramo de hospedagem, podem investir com prazos que podem chegar a 120 meses.

A atividade turística é uma das mais relevantes para a geração de emprego e renda, assim como a criação de novos negócios, uma vez que traz com ela desenvolvimento às localidades, além de possíveis melhorias na infraestrutura, trazendo benefícios aos turistas e à comunidade local.

*Com informações de Gerência de Comunicação Institucional do Bandes e Assessoria de Comunicação da Setur.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

recanto-1

Câmara de Guarapari aprova auxílios financeiros para Apae e Recanto dos Idosos

Aprovação dos projetos de lei de autoria do Poder Executivo aconteceu na sessão dessa quinta-feira (5)

dar_1

Dia da Mulher Empreendedora

Anúncio

Anúncio

camara_ouvidoria_da_mulher

Coordenadora e vereadoras realizam “pit-stop” sobre Ouvidoria da Mulher da Câmara de Guarapari

Ato acontecerá na segunda-feira (8), de 13h às 15h, na rotatória do ExtraCenter, em Muquiçaba

project_20210302_2247336-01

Artigo: Cancelei meu evento particular devido à Covid-19. E agora?

Anúncio

WhatsApp-Image-2021-03-05-at-11.50.30

Reivindicação de comunidade sobre trecho da BR-101 em Guarapari será analisada em revisão quinquenal

Projeto, de responsabilidade da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), será executado pela Eco-101. Próxima revisão deve acontecer em 2023

mulheres_conselho_municipal

Dia Internacional da Mulher será memorado com atividades nos Cras de Guarapari

Atividades voltadas para as mulheres atendidas acontecerão nos Centros de Referência e Assistência Social de Olaria, Santa Mônica e São José

Anúncio