Anúncio

Câmara de Anchieta abre CPI para investigar Dalva da Matta

Por Livia Rangel

Publicado em 4 de setembro de 2013 às 00:00
Atualizado em 27 de janeiro de 2015 às 11:00

Anúncio

Por unanimidade, foi aprovada a abertura de uma Comissão Processual de Inquérito – CPI para investigar denúncias contra a presidente da Câmara de Anchieta, Dalva da Matta (PDT). A decisão aconteceu em sessão na noite dessa terça (03). 

Por orientação da Procuradoria da Câmara, os partidos com maior representatividade escolheriam dois nomes de vereadores, e um seria por sorteio. O vereador Válber Salarini (presidente) foi indicado pela bancada do PSDB e o vereador Giovane Meneguele (relator), pelo PSD. Já no sorteio, caiu o nome de João Carlos Simões Nunes (membro – PMDB).

O vereador Carlinhos Simões (PMDB), disse que a Câmara deve dar uma satisfação ao povo, que pede a cassação de Dalva: “não podemos ir contra o Ministério Público, que fez investigações detalhadas. Vamos dar a chance de Dalva se defender”.

Os parlamentares Válber Salarini e Giovane Meneguele (PSD), admitem que, se os demais vereadores e o povo pedirem o afastamento de Dalva da presidência e do cargo de vereadora enquanto durar a CPI, eles irão acatar.     

Dalva fez questão de frisar que todas as denúncias que serão investigadas pela CPI já são peças de investigação no Ministério Público e no Tribunal de Contas. “Eu estou confiante que seguirei presidente e vou me candidatar à reeleição a presidência da Câmara e seguir presidente até 2016”, disse.

Reações. Populares que lotaram a Casa afirmaram que não irão aceitar Dalva continuando a presidir a Câmara.  “Ela se tem que deveria se julgar impedida, pois na certa vai influenciar, nos trabalhos”, disse o agricultor João Lopes, de 39 anos.

A revolta seguiu com a dona de casa Maria das Dores, de 42 anos: “Isto fede. Os vereadores tem que pedir na próxima sessão a afastamento de Dalva da presidência, até que apure os fatos”. Para o pedreiro Paulo Simões, de 45 anos, “A Justiça tem que intervir na Câmara e afastar Dalva do cargo de vereadora enquanto durar a CPI, senão vira pizza”.

Por orientação do MP, a presidente da Câmara já teve os bens bloqueados na suspeita de superfaturamento da empresa Inovar Consultoria e Medicina. E em relação à denúncia de Rachid, existe a acusação de uma ex-funcionária da Casa de que a presidente solicitava metade do seu salário. Esta funcionária atualmente mora nos Estados Unidos, por isso seu depoimento pode ser feito via Interpol ou Policia Federal.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

RISA_cerimonia_lancamento_site_2021-04-14

Guarapari: Recanto dos Idosos celebra novo site que divulgará trabalho da instituição

Segundo Irmã Marilza, coordenadora da instituição, site vai dar transparência ao trabalho da instituição

secretária turismo

Pasta do turismo em Guarapari tem nova secretária

Anúncio

Anúncio

Centro-Social-Santa-Mônica

Centro Social em Guarapari mobiliza doações para bazar em prol das famílias atendidas

antígeno es

Covid-19: ES recebe 190 mil testes para identificar rapidamente novos casos positivos

Anúncio

valter_valentim_rifa_celular

Após amputação, morador de Guarapari realiza rifa para iniciar reabilitação física

A venda das rifas vai até o dia 5 de maio

baiano_destaque-edit-2021-04-14

Conhecido como Baiano, dono de restaurante em Guarapari perde a vida para a Covid-19

Ornélio da Silva Santos foi uma das 273 vítimas da doença no município

Anúncio