Anúncio

Câmara de Anchieta abre CPI para investigar Dalva da Matta

Por Livia Rangel

Publicado em 4 de setembro de 2013 às 00:00
Atualizado em 27 de janeiro de 2015 às 11:00

Anúncio

Por unanimidade, foi aprovada a abertura de uma Comissão Processual de Inquérito – CPI para investigar denúncias contra a presidente da Câmara de Anchieta, Dalva da Matta (PDT). A decisão aconteceu em sessão na noite dessa terça (03). 

Por orientação da Procuradoria da Câmara, os partidos com maior representatividade escolheriam dois nomes de vereadores, e um seria por sorteio. O vereador Válber Salarini (presidente) foi indicado pela bancada do PSDB e o vereador Giovane Meneguele (relator), pelo PSD. Já no sorteio, caiu o nome de João Carlos Simões Nunes (membro – PMDB).

O vereador Carlinhos Simões (PMDB), disse que a Câmara deve dar uma satisfação ao povo, que pede a cassação de Dalva: “não podemos ir contra o Ministério Público, que fez investigações detalhadas. Vamos dar a chance de Dalva se defender”.

Os parlamentares Válber Salarini e Giovane Meneguele (PSD), admitem que, se os demais vereadores e o povo pedirem o afastamento de Dalva da presidência e do cargo de vereadora enquanto durar a CPI, eles irão acatar.     

Dalva fez questão de frisar que todas as denúncias que serão investigadas pela CPI já são peças de investigação no Ministério Público e no Tribunal de Contas. “Eu estou confiante que seguirei presidente e vou me candidatar à reeleição a presidência da Câmara e seguir presidente até 2016”, disse.

Reações. Populares que lotaram a Casa afirmaram que não irão aceitar Dalva continuando a presidir a Câmara.  “Ela se tem que deveria se julgar impedida, pois na certa vai influenciar, nos trabalhos”, disse o agricultor João Lopes, de 39 anos.

A revolta seguiu com a dona de casa Maria das Dores, de 42 anos: “Isto fede. Os vereadores tem que pedir na próxima sessão a afastamento de Dalva da presidência, até que apure os fatos”. Para o pedreiro Paulo Simões, de 45 anos, “A Justiça tem que intervir na Câmara e afastar Dalva do cargo de vereadora enquanto durar a CPI, senão vira pizza”.

Por orientação do MP, a presidente da Câmara já teve os bens bloqueados na suspeita de superfaturamento da empresa Inovar Consultoria e Medicina. E em relação à denúncia de Rachid, existe a acusação de uma ex-funcionária da Casa de que a presidente solicitava metade do seu salário. Esta funcionária atualmente mora nos Estados Unidos, por isso seu depoimento pode ser feito via Interpol ou Policia Federal.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

mapa-de-risco-05032021

47º Mapa de Risco Covid-19: Piúma deixa risco alto e Guarapari segue em risco moderado

Nas redes sociais, Renato Casagrande alertou a população para a necessidade de cumprir os protocolos sanitários e de distanciamento

cv__2918_claudio_vieira

Projeto social de Guarapari promove festival de pipas no bairro Kubitschek

O projeto, criado por quatro amigos, existe há um ano e meio

Anúncio

Anúncio

fiscalizacao_procon_consumidor

Representante de Consórcio em Guarapari é notificado por fraude

Segundo denúncias, consumidores são enganados e levados a assinar contrato de consórcio

PC e PM

Ação conjunta prende suspeitos de homicídio em Guarapari

Anúncio

Cirurgia Pietra2

Em Guarapari, pais agradecem ajuda para cirurgia da filha com tumor no olho

A cirurgia foi bem sucedida e Pietra já está em casa

Debate-dos-Vereadores-sobre-Projeto-de-Incentivos-Fiscais_

Projeto de lei de incentivos fiscais busca retomar crescimento da economia em Anchieta

Apresentado por Renato Lorencini e outros vereadores, projeto visa conceder incentivos fiscais a empresas que instalarem ou ampliarem plantas industriais, comerciais ou de serviço no município

Anúncio