Anúncio

Casagrande anuncia ajustes na metodologia da Matriz de Risco do Espírito Santo

Além disso, o governador comunicou a alteração das regras para o funcionamento de lanchonetes e restaurantes, a partir da próxima semana

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 11 de julho de 2020 às 08:01
Atualizado em 12 de julho de 2020 às 09:01
Anúncio
Renato Casagrande. Foto: Divulgação

O governador do Estado, Renato Casagrande, liderou, na última sexta-feira (10), mais uma reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, por meio de videoconferência. Foi anunciado um ajuste na metodologia da Matriz de Risco, que classifica o grau de risco dos municípios capixabas com base nas ameaças e vulnerabilidades frente à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O coeficiente de incidência da doença e a taxa de letalidade vão levar em consideração os dados referentes aos últimos 28 dias.

Também foram retiradas três variáveis externas: a necessidade da permanência do município pelo período mínimo de 14 dias quando for classificado no Risco Alto; a classificação única das cidades da Grande Vitória; e a regra limítrofe. Desta forma, todas as cidades capixabas serão classificadas de forma individual, sem influência do grau de risco dos municípios vizinhos.

Além disso, o governador Renato Casagrande comunicou a alteração das regras para o funcionamento de lanchonetes e restaurantes, a partir da próxima semana. Nos municípios classificados como Risco Baixo, não haverá mais limitação do horário de funcionamento. Nas cidades com Risco Moderado, os estabelecimentos poderão funcionar entre 10 horas e 18 horas e também aos sábados até às 16 horas. Nas cidades de Risco Alto, será permitido o funcionamento até às 18 horas, de segunda a sexta-feira.

Também haverá uma alteração nos critérios de funcionamento das academias de ginástica nos municípios de Risco Moderado. A partir da próxima semana, os estabelecimentos não estarão mais limitados ao atendimento de até cinco alunos, de forma simultânea, mediante agendamento. A regra permanece em vigor nas cidades classificadas como Risco Alto. No entanto, todos os municípios devem continuar a seguir o protocolo de distanciamento mínimo entre os usuários.

  • Com informações do Governo do Estado do Espírito Santo

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Covid-19: mais 27 pessoas se curam da doença em Guarapari

PM GRI

PM de Guarapari faz sucesso na internet e tem mais de 80 mil seguidores

Raphael Santana também faz faculdade de direito e trabalhos como modelo

Anúncio
Anúncio
Foto: Arquivo/Folha

INMET emite alerta de chuva forte e ventos intensos em Guarapari

Ao todo, 50 municípios capixabas podem ser afetados pela mudança climática; Há risco de alagamentos, deslizamentos e transbordamentos de rios

HFA_fachada_tratada-1024x778

Votação popular: Hifa Guarapari pode ser contemplado com emenda parlamentar

A proposta consiste na renovação do Parque Tecnológico da Unidade Hospitalar do Centro Cirúrgico com aquisição de novos equipamentos

Anúncio
nesio

Covid-19: Secretário diz que número de casos deve aumentar nos próximos dias, mas não é ‘nova onda’

Nésio Fernandes explicou os fatores que vão influenciar no aumento de casos

drogas GRI

Operação conjunta prende suspeito de tráfico de drogas em Guarapari e Vila Velha

Anúncio