Anúncio

Casagrande aumenta valor do Cartão ES Solidário direcionado a famílias carentes do ES

O governador também ampliou os beneficiários de 70 mil para 87 mil. As mudanças foram possíveis através do repasse da reserva financeira do TCE-ES ao Estado

Por Aline Couto

Publicado em 30 de março de 2021 às 10:18
Atualizado em 31 de março de 2021 às 09:31

Anúncio

Governador Casagrande e Conselheiro Rodrigo Chamoun. Foto: Hélio Filho/Secom.

Após anunciar, na última sexta-feira (26), o investimento em torno de R$ 75 milhões em políticas de apoio, assistência, qualificação e oportunidades para mais de 70 mil famílias vulneráveis do Estado com o objetivo de reduzir os impactos causados pelo novo Coronavírus (Covid-19), o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande divulgou ontem (29) mudanças em uma das novas medidas de proteção social anunciadas.

O Cartão ES Solidário, para famílias na extrema pobreza com renda mensal de até R$ 147, teve o valor reajustado de R$ 450, três parcelas; abril, maio e junho; de R$ 150 cada; para R$ 600, também em três parcelas. E ampliou o público alvo do benefício, agora 87.612 famílias capixabas serão contempladas.

Repasse TCE-ES

As medidas foram possíveis em decorrência do repasse de R$ 20 milhões ao Tesouro Estadual de recursos oriundos do superávit financeiro do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES). “O Tribunal de Contas tomou a decisão de fazer a devolução de parte do superávit dos anos anteriores ao Governo do Estado. Uma decisão importante que mostra o compromisso dos membros do Tribunal, para os quais faço os meus agradecimentos. São recursos que vão ser aplicados em política social com o Cartão ES Solidário. Além do aumento no valor das parcelas, vamos ampliar o benefício para mais 17 mil famílias, garantindo mais proteção às pessoas mais vulneráveis”, afirmou o governador.

O presidente do TCE-ES, conselheiro Rodrigo Chamoun apontou que através do equilíbrio aplicado na gestão do Tribunal nos últimos anos foi possível poupar recursos, que agora serão fundamentais para combater a desigualdade acentuada pelo momento de crise sanitária e econômica.

Benefício

O auxílio será concedido por meio do Cartão ES Solidário a famílias cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico), que tenham renda mensal de até R$ 147 por pessoa e que tenham como integrantes crianças de até 6 anos, ou idosos acima de 60 anos ou pessoa com deficiência. O benefício não é cumulativo, caso a família tenha pessoas de mais de um desses grupos prioritários.

O valor, que agora totalizará R$ 600, pago em três meses a partir de abril, será creditado em um cartão de débito para ser utilizado prioritariamente para aquisição de gêneros alimentícios da rede credenciada.

A abertura das contas e a confecção dos cartões será feita pelo Banestes. Depois, os cartões serão distribuídos pelos órgãos municipais de assistência social, que vão agendar a data e local para a retirada.

Não haverá restrição quanto ao acúmulo de benefícios. Contanto que a família atenda aos critérios determinados pelo executivo estadual, ela receberá o dinheiro, mesmo que seja beneficiária de outro programa de distribuição de renda, como o Bolsa Família, Bolsa Capixaba ou auxílio emergencial do governo federal e de municípios.

*Com informações: Governo do ES e TCE-ES.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

RISA_cerimonia_lancamento_site_2021-04-14

Guarapari: Recanto dos Idosos celebra novo site que divulgará trabalho da instituição

Segundo Irmã Marilza, coordenadora da instituição, site vai dar transparência ao trabalho da instituição

secretária turismo

Pasta do turismo em Guarapari tem nova secretária

Anúncio

Anúncio

Centro-Social-Santa-Mônica

Centro Social em Guarapari mobiliza doações para bazar em prol das famílias atendidas

antígeno es

Covid-19: ES recebe 190 mil testes para identificar rapidamente novos casos positivos

Anúncio

valter_valentim_rifa_celular

Após amputação, morador de Guarapari realiza rifa para iniciar reabilitação física

A venda das rifas vai até o dia 5 de maio

baiano_destaque-edit-2021-04-14

Conhecido como Baiano, dono de restaurante em Guarapari perde a vida para a Covid-19

Ornélio da Silva Santos foi uma das 273 vítimas da doença no município

Anúncio