Anúncio

Cinco mil profissionais de saúde recebem treinamento para os Jogos Olímpicos

Por Hamilton Garcia

Publicado em 27 de julho de 2016 às 12:01
Atualizado em 28 de julho de 2016 às 11:11

Anúncio

estácio treinamento rio 2016Responsável pelo treinamento dos profissionais de saúde que atuarão nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a instituição de ensino Estácio está realizando a capacitação de 5 mil profissionais da área. Ao todo, são 1.200 médicos, mil enfermeiros, 400 fisioterapeutas e dentistas, além de 2.400 socorristas, que prestarão os primeiros socorros e cuidados avançados aos atletas, comissões técnicas e espectadores durante o maior evento esportivo do mundo.

Os treinamentos estão ocorrendo desde o início deste ano no Rio de Janeiro. Cerca de quinze professores da instituição estão envolvidos na capacitação. O conteúdo foi idealizado pela Estácio e está dividido em quatro módulos práticos, que variam de 4 a 16 horas de duração cada.

Há simulações de reanimação cardiopulmonar, uso de desfibrilador externo automático, intubação, imobilização e transporte com prancha rígida, reconhecimento dos principais agravos críticos como infarto, acidente vascular cerebral, feridas, hemorragias, crises convulsivas entre outros. Nos módulos mais avançados, os voluntários vivenciam cenários realísticos no simulador (robô) e pacientes simulados (atores).

“Os principais objetivos do treinamento são dar suporte à vida e garantir o correto atendimento para que riscos maiores sejam evitados. Desenvolvemos um conteúdo com alto grau de customização para o Comitê Rio 2016 e tivemos a preocupação de criar uma dinâmica motivadora para atrair e manter a atenção desse grupo de voluntários”, conta o Dr. Silvio Pessanha Neto, coordenador da Estácio para o treinamento de profissionais de saúde dos Jogos Rio 2016.

estácio treinamento rio 2016 2O nível de complexidade desse treinamento é inédito em eventos de grande porte. Pela primeira vez os voluntários da área de saúde estão tendo acesso a laboratórios com tecnologia de última geração em simulação médica, sendo submetidos a treinamentos com simuladores, que reproduzem com alta fidelidade as condições de pacientes reais. Por meio da metodologia desenvolvida pela Estácio, os voluntários podem praticar repetidas vezes os mais recentes protocolos de urgência e emergência, para que possam atuar nos Jogos Olímpicos com mais segurança e qualificação técnica.

Os voluntários serão divididos, de acordo com a sua formação e experiência, no field of play (área de jogo), nos postos médicos de espectadores, postos médicos de atletas, na Policlínica Olímpica, na Vila Olímpica, nas arquibancadas, prestando atendimento a atletas, delegações, família olímpica, espectadores e força de trabalho voluntária.

Com informações da Estácio.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

projeto-escola-rural-2021-09-21-1

Escola Rural de Guarapari trabalha impacto da Educação Física para outras matérias e para a vida

Trabalho envolve professores de diversas matérias e incentiva inclusão e disciplina

ondas

Previsão de ondas de até 5 metros e ventos que podem chegar a 75 km/h no ES

Anúncio

Anúncio

vacina pfizer crianças

ES espera aval da Anvisa para vacinar crianças a partir de 3 anos contra Covid-19

O secretário de Saúde afirmou que a expectativa do governo é que a Sinovac e a Pfizer apresentem a documentação necessária para liberação da vacinação desse público até dezembro

vacinação adolecente

Guarapari vacinará adolescentes a partir dos 12 anos; o agendamento acontece hoje (21)

Anúncio

falta-de-agua-e-um-problema-politico-2-1024x683-1024x585

Bairros de Guarapari terão abastecimento de água paralisado nessa terça-feira (21)

Meninos Adalberto (2)

Projeto social que acolhe crianças e adolescentes precisa de apoio em Guarapari

Anúncio