Anúncio

Coluna Entenda Direito: Existe aposentadoria para quem nunca pagou o INSS?

Publicado em 27 de maio de 2023 às 15:00
Atualizado em 27 de maio de 2023 às 15:00

Anúncio

*por Dr. Dener Chagas de Souza – OAB/ES 38.121.

image 1 - Coluna Entenda Direito: Existe aposentadoria para quem nunca pagou o INSS?
Foto: reprodução

Seja jovem, adulto ou pessoa idosa, você certamente já conversou sobre aposentadoria, seja a própria, de conhecidos ou de familiares. Afinal, quem não quer se aposentar e aproveitar a vida com maior tranquilidade?

No entanto, a pergunta que não quer calar é: será que é possível se aposentar sem nunca ter contribuído ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)?

A regra geral diz que não existe aposentadoria sem contribuição, até porque todas as contribuições feitas ao longo da vida são utilizadas para a verificação do valor do salário de benefício, que pode chegar até o atual teto da Previdência Social (R$ 7.507,49).

Contudo, existe uma exceção à regra geral: o trabalhador rural, desde que se enquadre no conceito de segurado especial, a exemplo do pescador artesanal, pode se aposentar mesmo sem nunca ter contribuído ao INSS.

Mas não é tão simples quanto parece.

Para ter direito à aposentadoria, o segurado especial, além de precisar preencher o requisito da idade, deverá comprovar o exercício da atividade rural pelo período de 15 anos.

Além disso, por ser um benefício previdenciário que não exige contribuição, o salário de benefício será de um salário mínimo, inclusive o valor do 13º salário.

Mas talvez você já tenha ouvido falar em uma outra “aposentadoria” que não exige contribuição, concedida através da Lei n. 8.742/93 (Lei Orgânica de Assistência Social – LOAS).

Esse benefício, porém, não é uma aposentadoria, mas, sim, um benefício assistencial garantido pela Constituição Federal, destinado à pessoa com deficiência de qualquer da idade, ou à pessoa idosa que possua 65 anos ou mais, desde que não possuam meios de sustento próprio.

O nome correto desse benefício assistencial é Benefício de Prestação Continuada (BPC), conhecido também como BPC/LOAS.

Muito embora seja analisado e pago pelo INSS, o BPC/LOAS possui algumas peculiaridades que o diferencia de uma aposentadoria, como (i) a inexistência de cálculo, pois o seu valor sempre será de um salário mínimo; (ii) ausência de 13º salário; e (iii) revisão obrigatória a cada dois anos.

Compreender essas diferenças é essencial para solicitar o melhor benefício, mas lembre-se: cada caso deve ser avaliado individualmente, considerando-se as circunstâncias e as normas vigentes.

Portanto, priorize a orientação de um advogado especializado em Direito Previdenciário, pois este ramo do Direito está repleto de detalhes que podem fazer toda a diferença no pedido de seu benefício.

image - Coluna Entenda Direito: Existe aposentadoria para quem nunca pagou o INSS?
*Dr. Dener Chagas de Souza – OAB/ES 38.121. Bacharel em Direito pela Faculdade Doctum. Advogado associado no Escritório Ávila & Andrade Advogados, atuando, prioritariamente, nas áreas do Direito Previdenciário e Direito Administrativo.

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp-Image-2023-10-10-at-16.24.33-1024x768

Incubadora do IFES Guarapari oferta últimas vagas para curso gratuito de Impressão 3D

Inscrições podem ser realizados on-line e vão até dia 23

casa-sinestescia-2024

Seminário debate cultura e inteligência para o turismo de Guarapari

Evento acontece nesta quarta (19) na Casa Sinestésica

Anúncio

Anúncio

WhatsApp-Image-2024-06-18-at-10.47.46

Polícia prende suspeito de estuprar criança de 9 anos em Guarapari

Crime aconteceu no dia 15 de maio

whatsapp-image-2024-06-14-at-16-37-17

Guarapari conquista bronze na premiação Cidade Empreendedora do Sebrae

Reconhecimento premia cidades que incentivam o empreendedorismo

Anúncio

WhatsApp-Image-2024-06-17-at-10.47.38

Polícia prende dois empresários por suspeita de envolvimento com comércio clandestino de carnes em Guarapari

Ação também interditou duas empresas

ce70bba0-29c7-11ef-895e-9d65eb610057-minified

Remoção das cabines de pedágio da Terceira Ponte começam nesta segunda (17)

Segundo o governador, em breve as cabines da Rodovia do Sol, em Guarapari, também serão removidas

Anúncio