Anúncio

Consumo de água: não basta ter consciência, é preciso agir

Por Livia Rangel

Publicado em 29 de janeiro de 2015 às 11:40
Atualizado em 29 de janeiro de 2015 às 11:42

Anúncio

Em pesquisa realizada pela Cesanabastecimento, abrangendo os 52 municípios que a empresa atende no Estado moradores foram questionados se em suas residências havia preocupação em reduzir o consumo de água. Na Região Metropolitana, a maioria – 93% – disse que sim. Já no interior o número é um pouco menor: 92% responderam que se preocupavam em reduzir o consumo. Pode-se concluir pelos dados da pesquisa que a população tem consciência de que a água é um recurso escasso e o consumo deve ser reduzido. Porém, na prática, a realidade é bem diferente.

Segundo os dados do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento (Snis), o consumo per capita no Espírito Santo é o segundo maior na Região Sudeste. Aqui, cada morador consome em média 191,1 litros de água por dia, enquanto a Organização Mundial de Saúde recomenda um consumo de 100 litros por pessoa por dia para suprir necessidades básicas como hidratação, preparação de alimentos e higiene.

Segundo David Holmgren, um dos criadores do conceito de permacultura, que trata de uma cultura humana permanente e sustentável, “nossa sociedade age como um adolescente que quer ter tudo, ter tudo agora, sem pensar nas consequências”. O aumento da temperatura do planeta e os longos períodos de seca que vivemos são resultados do comportamento irresponsável de consumo, não só da água, mas de todos os recursos naturais. Então, antes de colocar a culpa nesse ou naquele, precisamos tomar atitudes práticas para não reclamar da falta de água agora e no futuro.

E desperdiçar água potável em Guarapari agora também pode trazer consequências para o bolso. A Prefeitura publicou um decreto que proíbe atitudes como utilizar água da mangueira para lavar calçadas e muros e encher piscinas, sob pena de pagar multa de até R$ 600,00. Relembre aqui.

Confira a seguir 30 maneiras de reduzir o seu consumo de água:

NA COZINHA

– Limpe os restos dos pratos e panelas com uma escova ou guardanapo. Depois, coloque a louça suja de molho na pia com água e um pouco de detergente. Enquanto estiver ensaboando, deixe a torneira fechada. Abra-a novamente, com moderação, apenas na hora de enxaguar as peças.

– A quantidade de água usada em uma lavadora de louças geralmente é menor que na lavagem manual. Porém, use a lavadora somente quando ela estiver cheia.

– Reduza a quantidade de louça suja. Quando possível, reutilize os utensílios. Ao usar um copo para beber água são necessários, pelo menos, outros dois copos de água para lavá-lo.

– Não use água corrente para descongelar alimentos. Tanto pela economia de água, quanto pela segurança alimentar, o ideal é descongelar os alimentos gradualmente na geladeira.

NA LAVANDERIA

– Dê preferência aos modelos de lavadoras de roupa com abertura frontal, que economizam 50% de água em relação aos aparelhos convencionais.

– Planeje a lavagem para aproveitar a carga máxima da máquina de lavar. Não use excesso de sabão para evitar enxágues desnecessários.

– Distribua a roupa de modo homogêneo dentro da lavadora para obter melhor desempenho.

– Ao lavar as roupas à mão, aproveite a água do molho para esfregar as peças. Abra a torneira apenas para enxaguar.

– Reutilize o volume dos enxágues para outros serviços. A água do tanque ou da máquina de lavar pode ser reaproveitada para a limpeza do quintal ou da calçada, entre outros.

NO JARDIM, QUINTAL E ÁREAS DE LAZER

– Regue as plantas com regador em vez da mangueira. Os melhores são os que têm furos no bico (como um chuveirinho), pois reduzem o consumo e distribuem melhor a água.

– Durante o verão ou em dias mais quentes, irrigue as plantas no início da manhã ou à noite, quando a temperatura é mais amena. Isso reduz a evaporação e preserva a saúde dos vegetais.

– Se for realmente necessário usar a mangueira, use o modelo de esguicho-revólver. Em dez minutos, esse tipo de esguicho usa cerca de 90 litros de água, contra os 186 litros nos modelos convencionais.

– Mantenha piscinas cobertas sempre que não estiver usando para evitar a evaporação. Perde-se cerca de 190 litros de água por dia em uma piscina ou tanque descoberto com cerca de 46 m². Também desligue as fontes e quedas de água quando não estiverem em uso, pois o desperdício é maior quando a água está em movimento.

– Mantenha a linha d´água da piscina entre 10 a 15 cm abaixo do nível das margens. Isso evita que a água seja desperdiçada pelo transbordamento.

– Não lave o carro em períodos de estiagem. Mas se for realmente necessário, use balde e panos em vez da mangueira. Quem usa o balde gasta cerca de 80 litros na lavagem de um veículo de passeio. Quem usa mangueira gasta pelo menos 320 litros. Se usar o serviço de um lava rápido, dê preferência àqueles lavam a seco.

– Não lave calçadas no período de seca. Se for lavar, utilize um balde. Durante o período de estiagem é recomendável apenas varrer a calçada. Caso seja necessário lavar, prefira a dupla vassoura e balde (de preferência com água reutilizada da máquina de lavar roupas). Em hipótese nenhuma varra a calçada com o esguicho da mangueira. Essa atitude desperdiça cerca de 270 litros em apenas 15 minutos.

– Colete água da chuva para regar as plantas. Distribua alguns baldes pelo quintal, área de serviço ou sob calhas. Quando parar de chover, transfira o líquido para recipientes fechados para evitar a proliferação do mosquito da dengue.

– Reaproveite a água quando lavar o aquário para regar plantas, pois é enriquecida com nitrogênio e fósforo. Além de reduzir o consumo de água você economiza na compra de fertilizantes.

NO BANHEIRO

– Feche a torneira ao escovar os dentes. Escovar os dentes por cinco minutos com a torneira aberta gasta cerca de 12 litros de água

– Feche a torneira também na hora de lavar o rosto ou fazer a barba. Encha a pia com alguns centímetros de água para lavar o barbeador ou use um potinho para retirar a espuma do aparelho em vez de usar água corrente.

– Tome banhos curtos. Um banho de ducha por 15 minutos consome 135 litros de água. Se o registro for fechado na hora de ensaboar o corpo a duração da ducha for reduzida para cinco minutos, o consumo cai para 45 litros. Uma pequena mudança de hábito economiza quase 70% de água.

– Em dias frios é comum deixar a água do chuveiro correr um pouco até ficar quente. Para não desperdiçar essa água, colete em um balde e use na limpeza da casa, para regar as plantas ou mesmo para dar descarga.

MANUTENÇÃO

– Feche torneiras e certifique-se de que ela não permaneça pingando. Uma torneira pingando pode ser consertada de forma simples, com a substituição de uma borrachinha. O desperdício por gotejamento pode chegar a 46 litros de água por dia.

– Corrija qualquer vazamento. Para verificar se há problemas desse tipo na sua casa, fecha as torneiras, interrompa o consumo e verifique se os indicadores do hidrômetro continuam girando.

– Escolha vasos sanitários com caixa acoplada, que gastam cerca de seis litros por descarga, enquanto os equipados com válvulas de parede liberam até 20 litros a cada disparo.

– Outra alternativa é adaptar a válvula de descarga convencional da sua casa para a versão com dois botões de acionamento (um para a evacuação de líquidos e outro para a descarga de sólidos). Esse produto, conhecido como “dual flush”, economiza cerca de 30% em relação aos modelos mais antigos.

– Não use o vaso sanitário como lixeira. Jogue o lixo no lixo, assim você economiza água e evita entupimentos na rede de esgoto.

– Instale arejadores nas torneiras. Esses dispositivos ajudam a reduzir o consumo de água ao proporcionar a sensação de fluxo mais intenso.

– Equipe duchas e chuveiros com restritores de vazão. Esse dispositivo pode prover uma economia que chega a 62%.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

compras_natal_1-770x470

Natal Premiado com R$ 15 mil de premiação em Anchieta

IPVA-2016-Romero

Governo do ES divulga datas para pagamento do IPVA 2022

Anúncio

Anúncio

artigo-antonio-ribeiro-2021-11-26-viatura-policia-militar-pm

Artigo: Polícia Militar fazendo blitz em diversos pontos da cidade saúde

interior view of a steel factory,steel industry in city of China.

Sine de Anchieta tem 132 oportunidades de emprego em aberto para Guarapari e região

Anúncio

Sinal-Vermelho-Arte-AMB-Fonte-cnj.jus_.br_

Artigo: Sinal Vermelho – respeitar a mulher é respeitar a sociedade

vendedor-ambulante-550x367

Guarapari inicia cadastramento de ambulantes nesta segunda (29)

Anúncio