Anúncio

Corredoras de Guarapari conquistam pódio durante competição em Alfredo Chaves

As atletas Vera e Jaqueline foram segundo e terceiro lugar nos 10km e Sônia terceiro nos 5km, todos na faixa acima dos 50 anos

Por Aline Couto

Publicado em 13 de julho de 2021 às 11:38
Atualizado em 14 de julho de 2021 às 11:49

Anúncio

Fotos: TeamFR Assessoria Esportiva.

Vera Lobato, 61 anos; Jaqueline Mota, 58; e Sônia Freitas, 60 anos subiram ao pódio no último domingo (11) em Alfredo Chaves, Espírito Santo, após chegarem em segundo e terceiro lugar na prova de 10Km, na faixa etária acima dos 50 anos, e em terceiro nos 5km, também na faixa etária 50 anos acima, respectivamente, na corrida UPRISE BRASIL etapa Alfredo Chaves.

“Conseguir chegar em terceiro lugar na minha categoria, foi muito mais que uma vitória, foi persistência e superação. Não desisti nos obstáculos apresentados e, por isso, quero levar essa lição para minha vida pessoal também.  Subir ao pódio pela primeira vez foi uma emoção singular em minha vida! Fica a dica: #boracorrer”, comemorou Sônia.

As três e mais 13 atletas da TeamFR Assessoria Esportiva de Guarapari participaram da UPRISE BRASIL, competição de provas de corrida de 5Km, 10Km e 21Km nos gêneros masculino e feminino, além de provas de MountainBike de 26Km e 50Km, e a equipe, comandada pelo treinador Felipe Rocha, voltou para casa com 10 troféus em diversas categorias disputadas.

Sobre a preparação para a competição, Vera garante que nesse momento a expectativa já era grande. “É tudo emocionante, sou muito grata ao time e ao Felipe que foram essenciais para eu chegar onde cheguei.  Imagina, eu com 61 anos tive que competir com mulheres de 50 anos, fiquei aflita, mas dei o meu melhor. Eu só pensava na frase que li em uma revista “Quando você for correr, tenha sangue nos olhos”. E foi o que fiz, ignorei as subidas e o cansaço, e consegui chegar em segundo lugar. Esse troféu é a recompensa de todo trabalho que tive”.

Jaqueline não concluiu a prova no tempo desejado, mas teve a surpresa do pódio. “A corrida foi difícil, mas uma prova sensacional. Eu não tinha pretensões de pódio, só esperava chegar até o final em menos de uma hora, mas como havia muito morro, não consegui. Porém, quando cheguei e constatei que fiquei em terceiro lugar, foi incrível e uma alegria total. Sou muito grata ao Felipe e ao meu marido, Roberto, que chegou junto comigo. Amei demais, que venha a próxima”.

O treinador era só orgulho com o resultado do time.

“Os atletas voltaram para a casa com a sensação de dever cumprido, após a dedicação nos treinos e na prova. Ressaltando a importância no incentivo à prática da corrida, modalidade esportiva que se torna a cada dia mais praticada por moradores da cidade e da região”, relatou Felipe, também dono de um troféu da competição, ele ficou em terceiro lugar na prova de 5 Km na faixa etária de 40 a 49 anos.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

800px-Rugendas_indios

Palestra vai debater influência da cultura indígena no cotidiano de Guarapari

momento-dvd-banda-musical-prateado

Destaque em Anchieta e região, Musical Prateado completa 30 anos de carreira

Anúncio

Anúncio

artigo-paisagens-guarapari-1

Artigo: como tornar Guarapari um lugar mais atrativo e inesquecível

vitor-e-casagrande-educacao-20212

Governo do Estado anuncia criação de 40 novas escolas de tempo integral no Espírito Santo

Anúncio

imagens-artigo-lei-incentivo-ao-esporte

Artigo: os impactos da nova Lei Estadual de Incentivo ao Esporte

policia-civil_pc_viatura

Polícia prende suspeito de tentativa de homicídio em Guarapari

Anúncio