Anúncio

Creche Alegria precisa de ajuda para continuar atendendo crianças carentes em Guarapari

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 9 de março de 2017 às 18:02
Atualizado em 9 de março de 2017 às 18:02

Anúncio

Assim que se entra no pátio da Creche Alegria, a impressão que se tem é de que não há expediente, por causa do silêncio e atmosfera de tranquilidade do lugar, mas logo ouvimos um murmurinho e a primeira criança aparece. “Ei tio!”. Aí percebemos que elas estão muito bem comportadas dentro da sala de aula.

As oitenta crianças que hoje são atendidas na creche recebem educação de primeira qualidade, com profissionais capacitados e dedicados ao trabalho. Elas recebem, além da educação convencional, aulas de balé, judô e tratamento odontológico. E isso é em período integral.

Oitenta crianças são assistidas pela Creche Alegria. Foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

Oitenta crianças são assistidas pela Creche Alegria. Foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

Mas tudo isso pode estar com os dias contados, já que a creche é uma ONG que sobrevive de doações e passa por problemas financeiros. Hoje a creche tem um déficit de R$ 10 mil por mês.

“Se não conseguirmos cobrir esta diferença teremos que reduzir ainda mais a quantidade de crianças assistidas na Creche Alegria. Já tivemos que reduzir este ano e é possível que tenhamos que diminuir ainda mais se não conseguirmos ajuda”, explicou Maria de Lourdes Novaes, diretora da Creche Alegria.

Na creche as crianças recebem aulas de balé e judô.

Na creche as crianças recebem aulas de balé e judô.

Cada criança custa em média R$ 500 por mês para a entidade e com a diminuição de uma contribuição que o município dá para a creche por causa da queda na arrecadação, as coisas ficaram ainda mais complicadas.

“Nossa despesa com a alimentação das crianças gira em R$ 6 mil por mês, mas a despesa maior é com a folha de pagamento. Tivemos que diminuir nosso pessoal de 18 para 13 profissionais. Aqui nós contratamos pedagogos, professores, cozinheira e faxineiras, além do pessoal da coordenação”, explicou a diretora.

Lourdes fala com certa tristeza que o local tem capacidade física para atender até 160 crianças, mas por falta de condições financeiras o número de crianças carentes atendidas no local está diminuindo ao invés de aumentar.

“O nosso cuidado com as crianças aqui é tão bom, que já veio até advogado querendo matricular o filho. Ele até queria pagar para o filho dele ficar aqui, mas não aceitamos. Nossa prioridade são as crianças carentes do bairro, que são muitas”, disse Lourdes.

Por causa da diminuição das doações, o número de crianças assistidas diminuiu. foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

Por causa da diminuição das doações, o número de crianças assistidas diminuiu. foto: João Thomazelli/Folha da Cidade

Para cobrir a falta de alguns profissionais em falta na creche, alguns pais que estão desempregados são chamados para ajudar em trabalhos menos complexos, mas a maioria não avisa à direção que está sem trabalho, o que dificulta a convocação.

“Para incentivar os pais a ajudarem na creche, a direção implementou um programa dá uma sexta básica para o pai  mãe que vier quatro vezes ao mês (uma vez por semana), como voluntário. Precisamos da ajuda de todos”, finalizou Lourdes.

Ajuda

Para que as crianças carentes assistidas pela Creche Alegria continuem recebendo a educação de que precisam, a entidade precisa de ajuda financeira. Se alguém tiver interesse em ajudar, ligue para o número 27 32622590 ou 27 99907-6092 e se informe sobre como proceder. Toda a ajuda é bem vinda.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

onibus-28-10-2019.mov-snapshot-00.10-2019.10.28-09.17.03-

Passageiros da Viação Alvorada reclamam de atrasos frequentes em linhas sem trocador

geada ES1

Aviso meteorológico prevê sensação térmica abaixo de 0 °C e formação de geada no ES

Anúncio

Anúncio

Julio-Joaquim-folhaonline-27-e-29Jul-2

Edital de Citação – Imóvel Usucapiendo

Casagrande clima

Casagrande e mais seis governadores se reúnem com enviado dos EUA para o clima

Anúncio

renato_entrevista

Entrevista: vereador busca alinhar Anchieta aos objetivos globais de desenvolvimento sustentável

Confira a entrevista exclusiva do jornal FolhaOnline.es com o vereador Renato Lorencini

detonacao_rocha_guarapari-2020-03-24

Detonação de rocha vai interditar BR-101 entre Guarapari e Anchieta

Anúncio