Anúncio

Cuidados simples podem evitar surgimento de micoses no verão

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 12 de janeiro de 2015 às 00:00
Atualizado em 14 de janeiro de 2015 às 18:01

Anúncio

A micose, doença causada por fungos, é mais comum na época do verão. O suor causado pelo forte calor, aliado à oleosidade e à umidade da pele, são condições favoráveis para que esse micro-organismo se instale no nosso corpo. Adotar medidas simples ajuda a evitar o aparecimento de manchas e coceiras.

Quem mora em locais quentes está mais suscetível a desenvolvê-la. Na estação mais quente do ano, muitos casos acontecem porque as pessoas têm contato com ambiente onde há presença de fungo, como areia da praia e do parquinho das crianças, poças de água que ficam na beirada da piscina e do chuveiro comunitário, por exemplo.

“O surgimento da micose é mais comum nessa época devido ao calor, e pode acometer várias partes do corpo. Às vezes a pessoa já tem micose, mas só acaba percebendo no verão, quando o corpo fica mais exposto”, lembra a dermatologista da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) Patrícia Gaspar.

Cuidados. A dermatologista dá uma série de dicas para evitar as desagradáveis manchas e coceiras, como usar roupa fresca, como as de algodão, que absorvem o calor e evitam o suor e umidade. 

Quem não abre mão de se refrescar deve dar preferência para praias limpas e a piscinas de clubes onde os sócios devem apresentar atestado de pele. Uma vez na praia, é importante tomar cuidados extras para evitar contato direto com a areia, como usar cadeira, canga ou toalha e sandálias.

“Além disso, é importante evitar ficar com o biquíni ou com sunga molhada por períodos longos e, no caso de mulheres, evitar cabelos molhados por muito tempo, já que a umidade favorece o aparecimento dessa doença”, orienta a médica.

Tratamento. O tratamento varia de acordo com o tipo de micose e com a condição de saúde do paciente. Pode ser oral, com antifúngico, ou tópico, com uso de pomada, creme ou esmalte no caso de unha. A micose de corpo geralmente leva cerca de 30 dias para ser curada, mas a da unha pode durar até dois anos.

Embora muitos façam uso da automedicação, ela não é recomendada. “Na dermatologia muitas manchas se parecem, nada melhor do que um olhar treinado do especialista para fazer o tratamento correto”, ressalta Patrícia.

TIPOS DE MICOSE MAIS COMUNS

Pano branco (ptiríase versicolor): É uma das micoses mais comuns em homens e mulheres, independentemente da idade. Apresenta manchas brancas e acastanhadas que podem aparecer no tronco da pessoa. Pode gerar coceira e descamar. Quem vai à praia percebe a alteração quando todo o corpo está bronzeado, com exceção da região da mancha.

Tinha: Pode aparecer em qualquer parte do corpo. É comum surgir na virilha dos homens geralmente com a sunga molhada por muito tempo e devido à presença de pelos que retém a umidade. Mulheres que usam roupa de ginástica muito apertada também podem desenvolvê-la. Caracteriza-se por manchas avermelhadas com borda elevada e coceira. Quando acomete o pé pode ser chamada de pé-de-atleta.

Micose de unha (onicomicose): A unha do pé ou da mão fica amarelada, quebradiça e às vezes mais espessa. Na época do verão acomete o pé quando há contato com locais com presença de fungo. Nas mãos é comum aparecer em pessoas que frequentam manicure sem ter equipamento próprio. Quando inflama, fica dolorida.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

compras_natal_1-770x470

Natal Premiado com R$ 15 mil de premiação em Anchieta

IPVA-2016-Romero

Governo do ES divulga datas para pagamento do IPVA 2022

Anúncio

Anúncio

artigo-antonio-ribeiro-2021-11-26-viatura-policia-militar-pm

Artigo: Polícia Militar fazendo blitz em diversos pontos da cidade saúde

interior view of a steel factory,steel industry in city of China.

Sine de Anchieta tem 132 oportunidades de emprego em aberto para Guarapari e região

Anúncio

Sinal-Vermelho-Arte-AMB-Fonte-cnj.jus_.br_

Artigo: Sinal Vermelho – respeitar a mulher é respeitar a sociedade

vendedor-ambulante-550x367

Guarapari inicia cadastramento de ambulantes nesta segunda (29)

Anúncio