Anúncio

Eleições municipais e a polêmica em Guarapari

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 22 de julho de 2020 às 11:03
Atualizado em 23 de julho de 2020 às 08:09

Anúncio

Primeiro, a prefeitura de Guarapari decidiu mudar as regras de funcionamento de alguns estabelecimentos, desrespeitando as definições do Estado. Segundo, ignorou a notificação do Ministério Público capixaba para suspender o decreto, que prevê o funcionamento de restaurantes, pizzarias, cafeterias e hamburguerias até às 10 da noite.

Eleições

Já ficaram evidentes os altos custos sociais e econômicos que uma pandemia pode acarretar. Em ano de eleição municipal, também entram nessa conta os custos eleitorais. Como não arranhar a imagem diante medidas impopulares para uma parte da população? O enfrentamento do município às autoridades é uma forma de deixar claro para os moradores – e eleitores – o posicionamento do prefeito, o pré-candidato, Edson Magalhães (PSDB).

Eleições municipais e a polêmica em Guarapari

Justiça

Na terça-feira (21), o MPES entrou na Justiça para pedir a suspensão do decreto. A prefeitura disse que “a autorização do funcionamento de restaurantes foi adotada com uma série de exigências a serem observadas pelos empreendimentos do setor, com regras municipais mais rígidas e que não violam as políticas públicas, em sintonia com as diretrizes do Governo Estadual”.

*Texto de Luana Damasceno, da redação Folha Vitória.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Leitos Covid ES

Casagrande anuncia ampliação de mais 30 leitos para atendimento à Covid-19

corona

Covid-19: Guarapari se aproxima dos 200 óbitos e 8 mil casos confirmados

Praia do Morro segue o bairro com mais infectados, 1.153, quase o dobro dos registrados em Muquiçaba, 618, segundo no número de casos

Anúncio

Anúncio

Carteiradetrabalho

47 vagas de emprego estão disponíveis no Sine de Anchieta; 33 para moradores de Guarapari

Os candidatos podem se candidatar a partir de hoje (25)

ultrasonografia_feto_foto-Amina-Filkins-Pexels

Estado e Município devem custear fertilização in vitro de moradora de Guarapari

Anúncio

violência-doméstica-550x293-1

2020 teve menos denúncias e mais prisões relacionadas à violência contra a mulher em Guarapari

Para a titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) de Guarapari, Dra. Francini Moreschi, pandemia pode ter dificultado denúncias

coluna dom antonio rotativo (7)

Rotativo: será que emplaca?

Anúncio