Anúncio

ES decreta Situação de Emergência em Saúde devido ao aumento de casos de dengue

Anúncio foi feito pelo governador após reunião com prefeitos nesta quarta (21)

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 21 de fevereiro de 2024 às 14:01

Anúncio

WhatsApp Image 2024 02 21 at 12.24.13 - ES decreta Situação de Emergência em Saúde devido ao aumento de casos de dengue
Foto: divulgação

O Governo do Espírito Santo decretou, nesta quarta-feira (21), Situação de Emergência em Saúde Pública devido ao aumento de casos de dengue no estado. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande após reunião com prefeitos, no Palácio Anchieta.

Na ocasião, Casagrande também instituiu o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) de Arboviroses com objetivo de integrar esforços de diferentes setores do Estado no enfrentamento ao mosquito e reduzir número de casos e óbitos.

O Centro, inicialmente, integrará ações conjuntas da Secretaria da Saúde (Sesa), da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo e do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), com a possibilidade de articulação de demais órgãos, com reuniões semanais.

Além disso, o governador Renato Casagrande anunciou o repasse de R$ 2 milhões aos municípios capixabas para enfrentamento às arboviroses, que poderão ser utilizados em apoio às ações de redução de risco e dano causado, de acordo com o Plano de Contingência das Arboviroses de cada município.

“Estamos com uma situação grave em diversos estados do País. Isso exige um reforço nos cuidados que já estamos adotando, além da maior integração das ações. Temos duas pessoas que infelizmente perderam a vida e outros 11 casos em investigação. Alguns municípios montaram uma sala de situação e quem ainda não montou, é importante tomar essa decisão para que fiquem integrados conosco. Temos a Dengue Tipo 1 e Tipo 2, mas em diversos Estados foram identificados o Tipo 3 e Tipo 4”, alertou o governador.

A criação do CICC tem como princípio integrar, coordenar e articular os órgãos para o enfrentamento às arboviroses a fim de definir soluções e nivelar informações e o uso de recursos.

Dados

O Espírito Santo vivenciou, em 2023, a maior epidemia de dengue, com 192.136 casos notificados e 98 óbitos. Atualmente, o Estado é o sexto no ranking brasileiro entre as unidades federativas com maior incidência da doença, ficando atrás do Distrito Federal, Minas Gerais, Acre, Paraná e Goiás.

Além disso, dentro do cenário da dengue, há a circulação no País de quatro sorotipos, sendo notificado no território capixaba apenas os sorotipos DENV-1 e DENV-2, mas já com a circulação confirmada do DENV-3 e DENV-4 em estados que fazem fronteiras, como Minas Gerais, Rio de Janeiro e na Bahia.

Durante a apresentação, foram mostrados que os dados de 2024 no Espírito Santo já apontam mais de 24 mil casos notificados de dengue, mais de 1,3 mil casos notificados de chikungunya e 507 casos notificados de Zika até a semana epidemiológica (SE) 07.

“O nosso objetivo é poder trabalhar com todas as forças para reduzir os impactos que estas doenças já têm trazido ao País neste ano, de forma a estabilizar os casos notificados e reduzir os óbitos futuros. E isso será proposto também de forma integrada, com a saúde no centro das ações, mas com a participação importante de todos os demais atores nesta mobilização”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Miguel Duarte.

Estratégias 

Para as primeiras ações a serem trabalhadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) de Arboviroses, serão definidas ações voltadas ao combate aos focos do vetor, por meio de treinamentos com apoio aos agentes de campo.

Para o fortalecimento dessas ações, elas serão pautadas de acordo com as informações disponibilizadas no Mapa de Risco, que apontam os municípios com maiores incidências de casos e também os municípios com situações mais críticas. Os dados do Mapa são atualizados diariamente pela equipe técnica da Sesa, de acordo com informações de notificações dos municípios realizados no sistema de notificação compulsória, o e-sus Vigilância em Saúde.

Outra estratégia a ser trabalhada, é o fortalecimento de campanhas educativas em todo território, com suporte de todos setores que integram o CICC. Campanhas que visem o combate ao vetor e também ao cuidado em saúde.

Além disso, a preparação do Sistema Único de Saúde (SUS) de forma conjunta em todo Estado, como o fortalecimento da testagem de RT-PCR para o diagnóstico das arboviroses, assim como a importância dessa ferramenta para a vigilância genômica dos vírus. O apoio aos municípios com insumos e orientações, tais como a ampliação de salas de hidratação.

*Com informações do Governo do Estado.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp Image 2024-03-22 at 11.35.14

Sicoob amplia acesso a bens e serviços através de consórcios

Os consórcios do Sicoob abrangem uma gama diversificada de categorias, incluindo imóveis, veículos, serviços e até mesmo equipamentos

20240422_181007582_iOS

OAB Guarapari e Faculdade Anhanguera reforçam vínculos em encontro institucional

Novo diretor da instituição de ensino foi recebido pela presidente da 4ª Subseção da OAB/ES

Anúncio

Anúncio

4-20240410_192004

Celebração e gratidão: Sabor do Frango completa 15 anos de história em Guarapari

Equipe comemorou a marca com encontro especial

Habitação 5 - Carlos Eugênio Alves

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Ainda de acordo com o estudo a taxa de pobreza do ES foi de 22,8%, percentual abaixo da média registrada pelo Brasil (27,5%)

Anúncio

capa_43544_RotadaFerraduraManoellvesDivulgacao3

Último dia para se inscrever na Corrida Rota da Ferradura 12 Milhas; entrega dos kits começa na quarta-feira (24)

A 1ª edição do evento acontece no próximo domingo (28) na Rota da Ferradura (Buenos Aires, Boa Esperança e Jaboti)

os-sao-joao-jaboti-04-2024-001

Prefeitura de Guarapari anuncia obras de drenagem e asfaltamento em São João do Jabuti

Comunidade é vista como região de potencial para o agroturismo

Anúncio