Anúncio

Fogos de artifício assustam moradores e danificam objetos em comemoração de torcedores em Guarapari

Uma moradora conta que brasas dos fogos entraram pela janela do quarto, chegando a perfurar colchão e roupas de cama

Por Gislan Vitalino

Publicado em 26 de fevereiro de 2021 às 17:50

Anúncio

WhatsApp Image 2021 02 26 at 10.22.36 - Fogos de artifício assustam moradores e danificam objetos em comemoração de torcedores em Guarapari
Fotos: leitora.

A madrugada de hoje foi de comemoração para muitos torcedores flamenguistas de Guarapari. Os moradores da região do Centro da cidade, no entanto, viveram momentos de muita perturbação, medo e estresse. De acordo com o relato de moradoras, um homem entre os torcedores soltava rojões e fogos de artifício que estouravam próximo aos apartamentos do local.

Uma moradora que prefere não se identificar contou ao FolhaOnline.es que viveu momentos de medo durante a madrugada. Ela conta que as comemorações se iniciaram por volta de 23h40 e seguiu até 4h da madrugada. “Apesar de todo o barulho e bagunça, o problema maior foi que um indivíduo começou a soltar fogos do meio da multidão. As brasas caíram na minha varanda, por vezes tive que correr para apagar”, explicou a moradora.

Ela também contou que, em determinado momento, brasas dos fogos de artifício entraram pela janela do quarto, chegando a perfurar colchão e roupas de cama.

WhatsApp Image 2021 02 26 at 10.20.26 1 - Fogos de artifício assustam moradores e danificam objetos em comemoração de torcedores em Guarapari

Segundo o relato, a moradora ligou para a Polícia Militar por mais de 15 vezes, mas chegou a ouvir que eles não poderiam fazer nada. “Para os moradores foram cenas de terror. Estava sozinha em casa e os fogos estouravam quase dentro dos apartamentos. E a Polícia ainda falou que não poderia fazer nada, por que não podia controlar a situação? Se eles não podem, como nós, moradores, vamos poder nos defender, então?”, desabafou.

Outra moradora de um prédio vizinho que também não quis se identificar, contou que também tentou contato com a polícia, mas nenhuma viatura foi até o local. “Achei muito injusto, que tem muita gente aqui que trabalha no comércio e a fiscalização está sempre marcando em cima, quase levam as coisas, mandando fechas. Mas numa situação dessas, de aglomeração clara, não tinha fiscalização, nem polícia, nem nada. A fiscalização é só para o trabalhador?”, questionou.

Nós procuramos a Polícia Militar para esclarecer a situação. Em nota, a Assessoria de Imprensa do 10° Batalhão da Polícia Militar do ES informou que não foi possível atender essa ocorrência, pois devido à grande quantidade de torcedores concentrados no local, seria necessário acionar o efetivo especializado no combate de distúrbios civis, que no momento estava ocupado no atendimento de outra ocorrência.

Em tempo

Nas redes sociais, torcedores já estão organizando uma carreata para comemorar o título do time. Segundo os moradores, a preocupação de que o grupo se aglomere no local novamente é grande. Uma das moradoras, inclusive, citou que não estará em casa para evitar aborrecimentos.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Luciano-e-familia

Luciano Grasse assume presidência da Clac e demonstra otimismo com novos projetos

Ex-vice-presidente da cooperativa, Luciano disse que vai dar continuidade ao trabalho do antecessor

WhatsApp-Image-2024-05-14-at-11.38.11

Arraiá beneficente ‘Eita, sô’ inicia venda de ingressos em Guarapari

Segunda edição do evento acontece no dia 7 do próximo mês

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Súcia

WhatsApp-Image-2024-06-13-at-08.16.14

Coluna Dom Antônio: Guarapari está crescendo mais que a média nacional – isso tem um lado bom e um ruim

Anúncio

01.FOTO-DO-TEMA

Coluna Entenda Direito: Autismo e o direito ao benefício assistencial – BPC/Loas

20240614111133_HQF_4170

Governo do Estado assina parceria que garante ações voltadas à população LGBTQIA+

Cooperação foi assinada com o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania

Anúncio