Anúncio

Golpista é presa em flagrante tentando sacar dinheiro de aposentada em Guarapari

Por Gislan Vitalino

Publicado em 18 de fevereiro de 2022 às 15:00

Anúncio

Golpista é presa em flagrante tentando sacar dinheiro de aposentada em Guarapari
Material de falsificação apreendido no local de estadia da mulher detida. Foto: divulgação/PCES.

A Polícia Civil prendeu, nesta quarta-feira (16), em Guarapari, uma mulher suspeita de integrar uma organização criminosa que aplicava golpes entre aposentados e pensionistas. A mulher foi detida em flagrante, por policiais disfarçados, dentro de uma agência bancária, ao tentar sacar o dinheiro do golpe. As informações foram passadas em uma coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje (18).

Durante a coletiva de imprensa, o delegado titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Guarapari, Guilherme Eugênio, deu detalhes do golpe, que contratava empréstimos bancários em nome de aposentados e pensionistas de Guarapari. “A estelionatária falsificou um comprovante de residência, documentos de identidade e obteve extrato de crédito consignado de uma pensionista junto ao INSS. Com esses documentos ela conseguiu abrir uma conta em nome da vítima e contratou um empréstimo no valor de R$35 mil, valor máximo permitido pelo limite de renda da vítima”, explicou o delegado.

Apesar dos documentos falsos, a estelionatária conseguiu contratar o empréstimo, com ordem de desconto referente ao pagamento lançado na folha de pagamento na pensão da aposentada pelo INSS. “Porém a Caixa não autoriza o saque no mesmo dia da transação. Como a estelionatária insistiu muito no saque, a gerente do banco buscou a inteligência bancária, que acionou a Polícia Civil, viabilizando a investigação”, contou Guilherme Eugênio.

Na posse das informações, a equipe da Deic se dirigiu ao banco de forma descaracterizada, aguardou o momento da transação e prendeu a estelionatária em flagrante. No local de estadia da estelionatária, os policiais apreenderam uma impressora profissional para impressão de documentos falsos, documentos de 18 pessoas que seriam vítimas do golpe, vários documentos de bancos e diversos extratos de empréstimos consignados.

As vítimas só teriam conhecimento do golpe após notar o valor do desconto faltando no saldo do benefício dos pensionistas. Por isso, a Polícia Civil optou por divulgar a lista com os nomes das vítimas.

Confira a lista abaixo com as vítimas já identificadas pela Polícia Civil:

  • Cione Schraiber Pena;
  • Andrews Barcelos de Oliveira;
  • Leandro Mariano Aguiar;
  • Maria Lucia Oliveira;
  • Evandro de Oliveira Pio;
  • Cláudio Márcio Silva dos Santos;
  • Alessandro Mathera;
  • Rodrigo dos Santos Fernandes;
  • Leandro Mariano Aguiar;
  • Reinaldo Simas Ferreira;
  • Marcelo Augusto Ramos;
  • Luciano da Silva Alves;
  • Alexandre Cansancao Candido Renzulo;
  • Gabriela de Oliveira Alves Sanchs Vaillat;
  • Miguel Nicolau;
  • Antero Antunes Rodrigues da Silva;
  • Aldemir dos Santos Freitas;
  • Diego Corrêa da Rocha.

De acordo com a investigação policial, nenhuma dessas vítimas mora em Guarapari.

Empresário de Guarapari pode ter ajudado criminosos

Segundo a Polícia, as investigações apontam que a quadrilha parece atuar em pontos distintos do Brasil, sempre buscando vítimas nos locais de destino. O elo de ligação, entre os criminosos, em Guarapari, seria um empresário e servidor público, proprietário de restaurantes na cidade, que teria abrigado parte dos criminosos.

O homem, que não foi identificado pelos policiais, teria, inclusive, levado a criminosa até agências bancárias, como forma de passar aos profissionais dos bancos uma imagem mais confiável da criminosa. O suspeito também teria recebido, em outras ocasiões, os outros três integrantes da organização criminosa que aparecem nas fotos usadas na falsificação, já identificados pela polícia.

Polícia investiga vazamento de informações sigilosas

O meio de obtenção dos dados das vítimas também segue sob investigação policial. Segundo o delegado, ainda não se sabe se as informações privilegiadas utilizada pelos criminosos foram passadas por algum servidor do INSS relacionado com a quadrilha, ou se são fruto de obtenção ilícita ou vazamento de dados. O orgão foi oficiado pela Polícia Civil para obtenção de mais informações que colaborem com a investigação policial.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

carlos-von

Justiça determina que deputado de Guarapari fique inelegível; parlamentar contesta decisão

santo-antonio

Guarapari: Justiça decreta falência da rede Santo Antônio em meio a processos trabalhistas

Anúncio

Anúncio

Campanha Crescer com Viver (3)

Campanha arrecada material escolar e brinquedos para crianças atendidas em ONG de Guarapari

Captura-de-Tela-44

Licitação para reforma do Mercado de Peixe deve ser iniciada até janeiro, diz prefeito de Guarapari

Anúncio

WhatsApp-Image-2022-12-01-at-11.19.08

Nova campanha em Guarapari busca recursos para ajudar 35 animais abandonados

ubu---letreiro

Anchieta promove neste final de semana o 3ª Ublues Beer Fest

Anúncio