Anúncio

Guarapari está em alerta para surto de dengue, chikungunya e zika

Por Natália Zandomingo

Publicado em 30 de novembro de 2016 às 17:28
Atualizado em 30 de novembro de 2016 às 17:28
Anúncio

Informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde.

larvas_dengue

O Ministério da Saúde divulgou na última semana os dados do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) de 2016. De acordo com o relatório, Guarapari e mais oito cidades capixabas estão em alerta de surto de dengue, chikungunya e zika. No caso da Cidade Saúde, o Índice de Infestação Predial (IPP) é de 1,3%. A situação mais crítica no estado foi registrada em Pedro Canário (6,4%), classificada com risco de surto.

O levantamento é realizado pelos próprios municípios. Os imóveis são divididos em grupos de 9 mil a 12 mil. Em cada grupo, os agentes visitam 450 habitações procurando larvas do mosquito transmissor das doenças. Quando o IIP é inferior a 1% a situação é satisfatória. De 1% a 3,9% o quadro é de alerta. Se for superior a 4%, o estado é de risco.

Confira a tabela completa com municípios de todo o Brasil.

De acordo com a gerente de vigilância epidemiológica da secretaria Municipal de Saúde, Ludimila Maretto de Almada, de janeiro a 26 de novembro deste ano, Guarapari registrou 427 notificações de suspeita de dengue e 206 casos foram confirmados. A maior incidência ocorreu nos bairros mais populosos: Praia do Morro (57), Itapebussu (34) e Muquiçaba (29). Um óbito foi confirmado.

No caso da chikungunya, foram 11 suspeitas e quatro confirmações. Já a Zika teve 80 notificações, sendo 29 casos confirmados. A maior incidência foi em Muquiçaba (14), Itapebussu (15) e Praia do Morro (08). Outra preocupação é com a microcefalia. Três casos estão confirmados pelo comitê estadual. Outros 12 estão sendo avaliados.

ludimila-e-lorena

Ludimila Maretto de Almada e Lorena Santos da Silva.

Para Ludimila, os números estão melhorando. No ano passado, só de dengue foram 1500 notificações. O vírus Zika apareceu pela primeira vez no município este mês e a chikungunya em fevereiro. “Nossa maior dificuldade são com as casas abertas. Apesar de muitos imóveis passarem a maior parte do ano fechados, temos um bom relacionamentos com as administradoras que facilitam o acesso dos agentes de saúde”.

A gerente de vigilância ambiental, Lorena Santos da Silva, chamou atenção para a quantidade de lixo encontrada nas casas. “Não adianta só o agente fazer a visita. É preciso que o morador ajude a evitar que a larva do mosquito nasça. Essa é a forma mais eficiente de combater o mosquito”.

Capacitação para médicos e enfermeiros

Nesta quinta-feira (1), a médica infectologista da Secretaria de Estado da Saúde, Theresa Cardoso, ministrará um curso de capacitação para médicos e enfermeiros de Guarapari.

Theresa é referencia estadual nas três doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. A formação é voltada para profissionais da rede municipal e da saúde e do Hospital Francisco de Assis (HFA), mas também estará aberto para quem atua em instituições privadas. O evento acontece das 13h às 16h, na faculdade Pitágoras.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Casagrandecoletiva

Coronavírus: Governo do ES anuncia novo Mapa de Gestão de Risco

12 municípios capixabas estão enquadrados no Risco Alto; Mapa valerá da próxima segunda-feira (01) até o dia 07 de junho

Foto: Reprodução

Artigo: Coronavírus – O fim das atividades empresariais e a extinção dos contratos de trabalho

Anúncio
Anúncio
Foto: Divulgação

Prefeitura de Anchieta isola praias para enfrentar o avanço da Covid-19

O Município expediu ontem (29) dois novos decretos tratando de medidas de prevenção ao avanço do novo coronavírus (Covid-19)

prefeitura

Guarapari: Prefeitura propõe novo piso salarial para agentes de saúde e de combate a endemias

Para explicar o projeto, ontem (29), as Secretarias de Saúde (Semsa) e de Administração (Semad), realizaram um reunião com alguns representantes das categorias

Anúncio
office-1574717_1280-1-1024x700

Novo documento reúne medidas econômicas para enfrentamento à Covid-19 no ES

sala de aula1

Escolas e faculdades permanecem fechadas no Espírito Santo até o final de junho

Novo decreto será publicado em edição extra do Diário Oficial, neste sábado. Cinemas e teatros também seguem fechados e shows suspensos