Anúncio

Guarapari tem 1163 moradores de rua cadastrados

Por Glenda Machado

Publicado em 8 de julho de 2015 às 17:56
Atualizado em 8 de julho de 2015 às 21:18
Anúncio

Terrenos baldios viram áreas de camping, marquises se transformam em abrigos e as ruas se tornam o lar de muitos homens e mulheres em Guarapari. O Folha da Cidade percorreu as principais avenidas da Praia do Morro: Oceânica, Praiana, Atlântica, Copacabana, Munir Abud e Paris. Em uma única noite, contamos 32 moradores de rua no dia 24 de junho.

moradores-de-rua-site

APENAS 4% são de Guarapari.

A maioria já estava dormindo, debaixo das cobertas. Outros não quiseram papo com a nossa equipe. Alguns já estavam alterados com a ingestão de álcool. Mas entre uma conversa e outra, conseguimos descobrir diferentes histórias de vida. Como é o caso de um casal que vive há mais de 10 anos pelas ruas.

Não quiseram tirar fotos, mas posso tentar descrever o cenário onde fazem da lona uma barraca para dormir, o latão vira um fogão improvisado e as colchas velhas servem de cama. De poucas palavras e arredios nos contam que estão na oitava gestação. No entanto, quatro não vingaram. Os três que nasceram foram encaminhados para adoção, pois o parceiro não abre mão de morar na rua. Mas por ela, de forma tímida e acanhada, ficaria com o neném.

Essa é apenas uma de muitas histórias por trás dessa crescente população de rua. Só cadastrados na prefeitura são 1.163 desde 2009, sem contar os reincidentes. Deste total, apenas 4% são realmente de Guarapari; 31% são de cidades vizinhas; 25% de Minas Gerais; 14% da Bahia; 10% do Rio de Janeiro, 8% de São Paulo e o restante de outros federados.  É o que mostra um levantamento do Centro de Referência Especial da Assistência Social (Creas).

“A Prefeitura disponibiliza banho com distribuição de material de higiene pessoal e refeições na Casa Dia. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Prainha. Além de plantões realizados uma vez por semana pela equipe de abordagem. A Casa Dia atende em média 60 usuários por mês”, conta a gerente de Proteção Social Especial, Tatiane Littike.

De acordo com ela, é feita toda uma assistência inclusive mediante contato com familiares. Mas a maioria está nas ruas por opção. “Acionamos a família, compramos passagem e encaminhamos muitos de volta para seus lares. Mas eles sempre retornam”, afirma a gerente. Tatiane ainda destaca outros projetos sociais da prefeitura voltados para a população de rua.

“No final do ano passado, conseguimos inserir seis moradores de rua no mercado de trabalho. Eles trabalham com reciclagem e ganham por produção na Asscamarg. Também temos o aluguel social. Três famílias hoje estão nesse sistema, quando a prefeitura paga o aluguel mensal de R$ 350 por até seis meses – tempo para que se ressocializem, consigam emprego e então paguem o próprio aluguel. É um primeiro passo para depois caminharem sozinhos”.

Enquanto isso, muitos têm tirado a paciência e a tranquilidade de moradores e comerciantes do bairro. Como de um casal que mora e têm um restaurante na Av. Praiana. “Eles dormem na calçada do nosso prédio, mas ficam em frente à porta, não saem para entrarmos. Quando falamos, ficam até violentos. Deixam sujeira, fazem xixi nas paredes. O cheiro fica insuportável”.

Reportagem: Lívia Rangel 

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

images (2)

Artigo: As consequências jurídicas na disseminação de fake news

Foto: Reprodução

Novo Mapa de Gestão de Risco divulgado hoje (06) classifica Guarapari com risco “Alto”

O novo Mapa de Risco divulgado neste sábado (06) pelo Governo do Estado do Espírito Santo será válido da próxima segunda-feira (08) até o domingo (14)

Anúncio
Anúncio
barreira

Fiscalização e barreiras sanitárias serão intensificadas durante feriados em Anchieta

As barreiras sanitárias irão acontecer até o dia 14 de junho, em virtude do feriado de São José de Anchieta (06/06) e Corpus Christi (11/06)

fachada_regional_guarapari

Suspeitos de roubo e tentativa de latrocínio são presos por policiais civis em Guarapari

As investigações apontam que um dos suspeitos era ex-funcionário da vítima

Anúncio
camara-2-550x482

Suspensa liminar que obrigava Câmara de Guarapari a marcar sessão para apreciar o Orçamento

Foto: Divulgação

Equipamentos para testes ultrarrápidos de Covid-19 são instalados em laboratório do ES

O Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen/ES) recebeu os equipamentos na última quinta-feira (04)