Anúncio

Imóveis de aluguel para temporada buscam regularização em Guarapari

Na útima semana, um imóvel do segmento cadastrou-se no Cadastur, tornando-se o primeiro do município a constar no sistema cadastral

Por Nicolly Credi-Dio

Publicado em 1 de julho de 2020 às 16:47

Anúncio

58d41fc274faa aluguel aluga se placa Divulgacao - Imóveis de aluguel para temporada buscam regularização em Guarapari
Foto: Reprodução

Recentemente, um imóvel de aluguel por temporada de Guarapari cadastrou-se no Cadastur, tornando-se o primeiro estabelecimento do segmento no município a constar no sistema cadastral. Esse caso motivou outros meios de hospedagem a buscarem a formalização, incentivados pelo Conselho Municipal de Turismo, que acredita que esse é o caminho para preparar-se para o “novo normal”, que vigorará após a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Para Fernando Otávio Campos, conselheiro do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Guarapari (Sindicig)  no Conselho Municipal de Turismo, o cadastro dos imóveis que alugam durante o período da alta temporada no Cadastur é fundamental para que se evite uma ocupação desordenada da cidade. “Sem a regularização, muitos apartamentos que foram projetados para comportar até seis pessoas recebem de 10 a 12 turistas. E essa superlotação do município afeta o sistema de saúde, as redes de telefonia, o fornecimento de água e energia elétrica. Porque a cidade não está preparada para receber tantas pessoas”, explica.

Além disso, segundo Fernando, a regularização dos imóveis preparará a cadeia produtiva do turismo de Guarapari para adaptar-se ao “novo normal”. “Nós acreditamos que, após a pandemia do novo Coronavírus, os espaços de aglomeração serão evitados. Até porque, quando diversos apartamentos de um mesmo prédio alugam sem respeitar o limite máximo do local, os elevadores e os espaços comuns também ficam superlotados, dificultando que se mantenha um distanciamento mínimo entre as pessoas. Então, o cadastro também irá garantir um ambiente seguro para o turista”. 

“Esse caso do primeiro estabelecimento do ramo a realizar o cadastro é uma prova de que a regularização não é impossível”, afirma Fernando. De acordo com ele, apenas 26 meios de hospedagem de Guarapari constam no sistema cadastral e em média 100 estabelecimentos funcionam sem a regularização. “É preciso lembrar que o Cadastur é online, gratuito e autodeclaratório. E só com o cadastro é possível obter o selo ‘Turismo Responsável’ do Ministério do Turismo”, finaliza. 

Cadastur 

O Cadastur é o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam na cadeia produtiva do turismo, executado pelo Ministério do Turismo (MTur) em parceria com os órgãos oficiais de Turismo das Unidades da Federação. Para realizar o cadastro, acesse o site https://cadastur.turismo.gov.br/ .

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Luciano-e-familia

Luciano Grasse assume presidência da Clac e demonstra otimismo com novos projetos

Ex-vice-presidente da cooperativa, Luciano disse que vai dar continuidade ao trabalho do antecessor

WhatsApp-Image-2024-05-14-at-11.38.11

Arraiá beneficente ‘Eita, sô’ inicia venda de ingressos em Guarapari

Segunda edição do evento acontece no dia 7 do próximo mês

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Súcia

WhatsApp-Image-2024-06-13-at-08.16.14

Coluna Dom Antônio: Guarapari está crescendo mais que a média nacional – isso tem um lado bom e um ruim

Anúncio

01.FOTO-DO-TEMA

Coluna Entenda Direito: Autismo e o direito ao benefício assistencial – BPC/Loas

20240614111133_HQF_4170

Governo do Estado assina parceria que garante ações voltadas à população LGBTQIA+

Cooperação foi assinada com o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania

Anúncio