Anúncio

Guarapari é uma das cidades com mais idosos com Covid-19 em instituições de permanência

Ao todo, as instituições de permanência de idosos do Espírito Santo registram 748 casos confirmados do novo coronavírus

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 12 de agosto de 2020 às 10:30
Atualizado em 13 de agosto de 2020 às 08:45
Anúncio
Foto: Reprodução

As Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) no Espírito Santo apresentaram um total de 748 casos confirmados de Covid-19, de acordo com o relatório semanal elaborado pelo Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC) do Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES). O boletim foi finalizado no dia 7 de agosto e apresenta mais 34 casos de contaminação pela Covid-19 em relação ao relatório anterior, do dia 31 de julho.  Com isso, sobem para 412 os casos constatados de pessoas idosas residentes contaminadas, e para 336 os casos entre os trabalhadores das ILPIs. O número de óbitos de idosos que permaneciam nas instituições passou de 64 para 66. Os dois novos casos foram distribuídos entre os municípios de Serra e Afonso Cláudio, que apresentou o primeiro óbito.

Foram registrados 21 novos casos de contaminações entre os idosos residentes nas instituições e mais 13 casos de funcionários. As cidades com mais idosos residentes nas instituições com o novo coronavírus são Vila Velha (95 casos), Vitória (61), Serra (48) e Guarapari (22), na Região Metropolitana, e Colatina (30), Alegre (26) e Cachoeiro de Itapemirim (18), nas demais regiões do Estado. Vila Velha e Vitória concentram o maior número de óbitos de idosos residentes nas instituições, com 20 e 12 casos, respectivamente.

Os municípios de Ecoporanga e São José do Calçado apresentaram casos confirmados de residentes pela primeira vez, sendo que Ecoporanga se destacou com 13 casos de residentes e 8 de profissionais.

O levantamento é elaborado pela equipe do Centro de Apoio Cível e Defesa da Cidadania (CACC), por meio das informações registradas pelas ILPIs em formulário eletrônico disponibilizado pelo Ministério Público Estadual. O CACC possui registro de 94 instituições que respondem ao formulário, divididas em 36 municípios do Estado, sendo duas unidades públicas, 37 filantrópicas e 55 com fins lucrativos. Do total apenas 25 não reportaram contaminação entre idosos ou trabalhadores até 7 de agosto.

Providências

O MPES tem atuado para que todas as instituições sejam abastecidas com os equipamentos de proteção individual (EPIs) necessários, bem como para que os funcionários sejam capacitados para enfrentar a pandemia. Tem requisitado, ainda, que os municípios adotem providências alternativas à institucionalização de novos idosos nas ILPIs já em funcionamento, uma vez que um novo acolhimento pode representar risco para os idosos já residentes.

  • Com informações do Ministério Público do Estado do Espírito Santo

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Hifa Dia das Crianças

Hifa Guarapari e grupo “Cheios da Graça” realizam ação em prol do Dia das Crianças

O objetivo é arrecadar lápis, lápis de cor, giz de cera, canetinha colorida, apontador, gibis, livrinhos passatempos de palavras cruzadas e caça palavras

Ideb-11072019

Educação de Guarapari destaca-se como melhor Ideb entre os municípios da região metropolitana

Anúncio
Anúncio
praia cheia feriado

Qual é a verdadeira vocação turística de Guarapari, hoje?

imagem para o artigo

Artigo: É possível realizar divórcio online?

Anúncio
upaa-550x413

Cidade Saúde completa 129 anos e profissionais da UPA Guarapari falam sobre enfrentamento à pandemia

Os profissionais da saúde acreditam que esse é um momento passageiro e, em breve, datas como essa poderão voltar a ser comemoradas coletivamente

verão-550x367

Covid-19: Guarapari é classificada como “Risco Baixo”; o município tem 3.198 casos confirmados

O ES tem três municípios em risco moderado e 75 em risco baixo. Não há mais municípios em risco alto

Anúncio