Anúncio

Mães tentam conscientizar população sobre uso de brinquedo acessível em praça de Guarapari

Alguns brinquedos exclusivos para crianças especiais foram recém-instalados em praças do município

Por Aline Couto

Publicado em 15 de setembro de 2022 às 14:07

Anúncio

Mães tentam conscientizar população sobre uso de brinquedo acessível em praça de Guarapari
Fotos: arquivo pessoal.

A Prefeitura de Guarapari iniciou a instalação de brinquedos acessíveis para crianças com deficiência nas praças da cidade. Na Praça Irineu José Vicente, Praça do Bradesco, no Centro, um brinquedo foi colocado e mães comemoraram o início da inclusão dos filhos.

No entanto, o que parecia um sonho de muitos anos se tornando realidade nas praças de Guarapari, virou uma nova luta para essas mães, a da conscientização da comunidade.

Nádia Luciana Doná, uma das coordenadoras do grupo *Colorindo Sonhos, explicou que no ano de 2017 foi aprovada uma lei municipal que garante a instalação de brinquedos acessíveis nas praças públicas e parques escolares no município. Mas que a Prefeitura vem instalando somente um brinquedo em cada praça, mesmo sem estimativa de quantas crianças com deficiência Guarapari possui.

“Comemoramos essa vitória mesmo sabendo que apenas um brinquedo por praça é insuficiente para quantidade de crianças com deficiência no município. Porém, a Prefeitura ao colocar os brinquedos não colocou nenhuma placa de orientação de uso indicando que é um brinquedo de utilização de crianças com deficiência”.

Conscientização

No último sábado (10), Nádia e outras mães de crianças especiais foram a Praça do Bradesco para fazer uma conscientização do uso adequado do brinquedo.

Mães tentam conscientizar população sobre uso de brinquedo acessível em praça de Guarapari
Panfleto distribuído na Praça do Bradesco no último sábado (10).

“No dia presenciamos cerca de 15 crianças ao mesmo tempo no brinquedo acessível. E, infelizmente, encontramos muita resistência dos adultos responsáveis pelas crianças. Ouvimos muitos comentários como: a praça é pública; meu filho vai brincar aí sim; não adianta tirar meu filho se quando vocês saírem outros irão brincar; entre outras frases. Imagina como nos sentimos tristes e frustradas ao ver que a inclusão com equidade está longe de acontecer”, lamentou. 

Na mesma praça, há quatro outros brinquedos para crianças sem deficiência. “Não tinha a necessidade das crianças brincarem no único acessível para nossos filhos. Os pais perderam uma grande oportunidade de ensinar e ser exemplo. Temos uma sociedade egoísta e doente, que não consegue se colocar no lugar do próximo. O que é frustrante, pois sabemos que a conscientização começa em casa”.

Nádia frisou a importância da conscientização das crianças e fez um alerta: “Ensinem seus filhos que o brinquedo é de uso exclusivo das crianças com deficiência.  Explique que essas crianças não iam ao parque porque não tinha brinquedo para eles. E agora, podem ir. Mas se continuarem usando assim o brinquedo acessível, nossos filhos com deficiência terão onde brincar?”.

As mães também fizeram uma solicitação para a administração municipal. “Solicitamos a Prefeitura de Guarapari que coloque placas de indicação de uso. E a comunidade se conscientize”.

O que diz a Prefeitura?

O órgão foi procurado para esclarecer quais praças receberam e quais irão receber os brinquedos acessíveis; qual a quantidade de brinquedo será instalado em cada praça; e se a Prefeitura pretende colocar placas de indicação de uso desses brinquedos como forma de conscientização.

Mas até o fechamento desta matéria não houve resposta.

*grupo de mães de crianças especiais que luta por acessibilidade, qualidade de vida, e direito ao lazer para crianças e adolescentes com deficiência em Guarapari.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

doação hifa11

Campanha “Fazer o bem tá no sangue” arrecada mais de 140 bolsas de sangue em Guarapari

Mutirão também cadastrou 58 pessoas no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea

Jayme Reisen11

14 dias após transplante, pai dos quíntuplos de Guarapari segue em observação

Jayme teve alguns episódios de febre, que é um dos efeitos colaterais do tratamento do Cart t cell, mas está há dias sem

Anúncio

Anúncio

Edson-lei-Hospital

Prefeito de Guarapari sanciona lei que concede gestão do Hospital Cidade Saúde para o HIFA

A previsão de entrega para o Hospital Cidade Saúde é para maio deste ano

m peixe

Prefeitura anuncia Novo Mercado de Peixe em Guarapari

Na quarta-feira (29), às 18h, será realizada a assinatura da Ordem de Serviço, para a construção do Novo Mercado Municipal de Peixe

Anúncio

faculdade-pitagoras_guarapari-2022

Faculdade Anhanguera retorna com atendimento psicológico a preços acessíveis em Guarapari

dona-sonia-sou

Entrevista: voluntária de 81 anos conta como se tornou exemplo em Guarapari

Através da reciclagem, Dona Sônia encontrou uma forma de ajudar projetos sociais

Anúncio