Anúncio

Mais uma vez, faltam fraldas para crianças especiais em Guarapari

Mães de crianças especiais haviam relatado o mesmo problema em junho do ano passado; uma das mães contou que há três anos já acontecia o mesmo

Por Aline Couto

Publicado em 25 de março de 2022 às 15:03

Anúncio

Divulgada em junho do ano passado pelo folhaonline.es, o relato de mães que estavam passando pela dificuldade de conseguir fraldas no Centro Municipal de Saúde de Guarapari, desde o mês de abril, para atender os filhos especiais. O mesmo problema tem se tornado frequente, novamente as mães procuraram o jornal e fizeram um novo desabafo sobre a situação.

posto Itapebussu - Mais uma vez, faltam fraldas para crianças especiais em Guarapari
Foto: reprodução.

“A última vez que peguei fralda para meu filho foi em fevereiro, mas algumas mães ainda não conseguiram este ano. A resposta é sempre a mesma, não tem o produto e não tem previsão de chegar”, contou Shirlei do Nascimento, uma das coordenadoras do grupo Colorindo Sonhos, que precisa das fraldas para o filho especial Matheus de 10 anos.

Ingrid Gabriel - Mais uma vez, faltam fraldas para crianças especiais em Guarapari
Gabriel e a mãe Ingrid. Fotos: arquivo pessoal.

Ingrid Virgínio relatou que com a falta das fraldas em abril do ano passado, precisou de ajuda dos amigos e parentes, além de ter feito uma rifa, para conseguir comprar o produto para o filho Gabriel de 12 anos que tem hidrocefalia.

“Somente em setembro que nos informaram que ia ter uma reunião para resolver o assunto, parece que era algum problema com fornecedores. Alguns tamanhos voltaram a ter de outubro à dezembro. Mas neste ano voltou a faltar, e deram a mesma resposta”.

Com um filho de 5 anos, Samuel, diagnosticado com autismo severo, Adriana Santana está precisando comprar as fraldas, através de ajudas, porque não consegue o produto há mais de três meses.

“Além de faltar sempre, quando há fraldas são de péssima qualidade. Rasgam à toa e não seguram nada”.

Adriana Samuel - Mais uma vez, faltam fraldas para crianças especiais em Guarapari
Mãe e filho: Adriana e Samuel.

Desde de novembro de 2021 que Claudina Ferreira não acha fraldas para o filho João Victor, de 10 anos, outra criança especial que precisa do uso diário do produto.

“Não há fraldas suficientes, além das pessoas especiais, os idosos acamados também precisam das fraldas geriátricas. O pior é não nos dão esclarecimentos e quando perguntamos nos tratam mal. Estou fazendo como a maioria das mães, contando com a boa vontade do próximo para receber doações. Está muito difícil, eu larguei o emprego para ficar com João que precisa de cuidados integralmente”.

Claudina Joao - Mais uma vez, faltam fraldas para crianças especiais em Guarapari
Claudina e o filho João Victor.

Apesar de atualmente o filho Samuel de 10 anos não precisar de fraldas, Rita de Cássia Lopes frisou que quando precisava do item há três anos, passava pela mesma situação de falta do produto quando ia buscar na Centro de Saúde.

“Meu filho tem autismo severo, mas hoje não usa mais fraldas. No entanto quando precisava, passava pela mesma dificuldade que essas mães estão passando hoje. Sempre faltava e ninguém respondia nada”.

O que diz a prefeitura

Em junho de 2021, a Prefeitura de Guarapari foi procurada para esclarecer o que mudou na distribuição de fraldas, e quando o serviço seria regularizado para o atendimento a essas mães.

Na ocasião, o órgão, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), informou apenas que já estava em andamento o processo de compra de fraldas geriátricas.

Em resposta a demanda enviada nesta semana, questionando novamente sobre a causa da falta das fraldas, o porque está acontecendo de forma recorrente, a respeito da qualidade do produto e quando as mães poderiam buscar novamente as fraldas, a administração municipal, através Semsa, comunicou que as fraldas foram solicitadas à empresa e tinham a previsão de serem entregues ao município na data de ontem (24).

A entrega aos usuários deverá ocorrer no início da próxima semana. As fraldas a serem entregues são do mesmo fornecedor, porém o município já lançou novo edital de licitação, e assim poderá ofertar fraldas de melhor qualidade aos usuários”. 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Crescer Com Viver1

ONG Crescer com Viver prepara mais uma edição do ‘Sertanejo Solidário’ em maio

Noite será de muita diversão, comida gostosa e solidariedade

20240418_162847

Espírito Santo vai receber primeira Usina de Biometano para uso industrial e residencial

Assinatura da parceria aconteceu na quinta (18), no Palácio Anchieta

Anúncio

Anúncio

Pastor Raphael

Coluna Palavra de Fé: Parte do remanescente

“Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça.” Romanos 11:5

motor-home

Coluna Dom Antônio: Guarapari na contramão do turismo de bom nível tem lei proibindo motor homes

Anúncio

01.FOTO-DO-TEMA.jpeg

Coluna Entenda Direito – Seletividade penal e encarceramento: ‘Cadeia guarda o que o sistema não quis’

iriri_letreiro

Com arte e gastronomia, Iriri Paixão Capixaba segue até amanhã (21) em Anchieta

Programação começa sempre às 17h com shows e outras apresentações artísticas

Anúncio