Anúncio

Moradora de Guarapari pede ajuda para comprar remédio para irmã com autismo severo

Por Aline Couto

Publicado em 18 de fevereiro de 2021 às 16:15
Atualizado em 19 de fevereiro de 2021 às 15:01

Anúncio

Flaviany tem 11 anos e foi diagnosticada com o autismo da forma mais grave. Fotos: arquivo pessoal.

Vitória Loyola Souto iniciou uma campanha nas redes socias com a intenção de conseguir ajudar o pai, Flaviano Souto Neto, a comprar um medicamento de valor alto para a irmã, Flaviany Brito Souto, 11 anos, diagnosticada com autismo severo. “Desde o primeiro diagnóstico, houve piora no quadro. Aumentaram as crises e tudo se complicou. Ela não interage, não fala, e as crises são manifestadas por meio de choros e gritos”, explicou Vitória.

A irmã contou que, por conta do agravamento da doença*, na última consulta a neurologista prescreveu um novo remédio, Nabix 100 mg/ml, para ajudá-la. Porém, ele custa em torno de R$ 3 mil.

“Infelizmente meu pai não tem como pagar sozinho. É mais um remédio de uso contínuo, assim como os outros medicamentos que ela já toma. Minha madrasta fica em casa para cuidar da Flaviany e meu pai tem uma loja de fotografia. Eles moram na Serra e eu em Guarapari, ajudo como posso, mas também não tenho como custear o tratamento”.

Vitória entre o pai, Flaviano, e a madrasta, Marilete Brito Souto.

Sobre pedir o remédio para o Governo para receber de forma gratuita, Vitória disse que eles já estão se informando para entrar com o processo. “Estamos pedindo ajuda para comprar pelo menos o primeiro frasco, assim conseguimos ganhar tempo para o andamento do processo. O que não pode é ela ficar sem se medicar até sair o resultado. Me falaram que é bem demorado e muita burocracia, mas vamos correr atrás”.

Para ajudar, basta realizar a doação no Pix ou PicPay descritos abaixo:

Post publicado por Vitória na rede social dela.

*De acordo com o laudo médico do dia 09 de fevereiro de 2021, Flaviany Brito Souto foi diagnosticada com Transtorno de Espectro Autista Grave (TEA). Ela apresenta atraso de desenvolvimento acometendo a área da linguagem verbal e não verbal, dificuldade de socialização, apraxia motora, estereotipias, ecolalia, agitação psicomotora, hetero agressão e incapacidade de frequentar escola regular.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

kit merenda

Guarapari realiza nova distribuição de kit merenda para alunos da Rede Municipal de Ensino

Covid-19_ES ultrapassa 10 mil obitos - 2021-05-11

Painel Covid-19: Guarapari se aproxima de 350 e ES ultrapassa 10 mil óbitos por Covid-19

Segundo a última atualização, na tarde de hoje (11), o número de óbitos chegou a 10.013 em todo o Estado

Anúncio

Anúncio

vacina_butantan_covid-divugacao_es

Guarapari abre agendamento para segunda dose da Coronavac em idosos acima de 70 anos

vacinacao-gripe-vilhena-2021-05-11

Imunização contra gripe para idosos e professores começou hoje (11) em Guarapari

Anúncio

Desaparecido Secr Saúde1

Encontrado morador de Guarapari que estava desaparecido

vacina pfizer

Vacina da Pfizer será aplicada em gestantes do ES após suspensão da AstraZeneca

A vacina, até então, só estava sendo aplicada em moradores de Vitória; Anvisa orientou a suspensão da aplicação da AstraZeneca em gestantes nessa segunda-feira (10)

Anúncio