Anúncio

Moradora de Guarapari pede ajuda para comprar remédio para irmã com autismo severo

Por Aline Couto

Publicado em 18 de fevereiro de 2021 às 16:15

Anúncio

Moradora de Guarapari pede ajuda para comprar remédio para irmã com autismo severo
Flaviany tem 11 anos e foi diagnosticada com o autismo da forma mais grave. Fotos: arquivo pessoal.

Vitória Loyola Souto iniciou uma campanha nas redes socias com a intenção de conseguir ajudar o pai, Flaviano Souto Neto, a comprar um medicamento de valor alto para a irmã, Flaviany Brito Souto, 11 anos, diagnosticada com autismo severo. “Desde o primeiro diagnóstico, houve piora no quadro. Aumentaram as crises e tudo se complicou. Ela não interage, não fala, e as crises são manifestadas por meio de choros e gritos”, explicou Vitória.

A irmã contou que, por conta do agravamento da doença*, na última consulta a neurologista prescreveu um novo remédio, Nabix 100 mg/ml, para ajudá-la. Porém, ele custa em torno de R$ 3 mil.

“Infelizmente meu pai não tem como pagar sozinho. É mais um remédio de uso contínuo, assim como os outros medicamentos que ela já toma. Minha madrasta fica em casa para cuidar da Flaviany e meu pai tem uma loja de fotografia. Eles moram na Serra e eu em Guarapari, ajudo como posso, mas também não tenho como custear o tratamento”.

Moradora de Guarapari pede ajuda para comprar remédio para irmã com autismo severo
Vitória entre o pai, Flaviano, e a madrasta, Marilete Brito Souto.

Sobre pedir o remédio para o Governo para receber de forma gratuita, Vitória disse que eles já estão se informando para entrar com o processo. “Estamos pedindo ajuda para comprar pelo menos o primeiro frasco, assim conseguimos ganhar tempo para o andamento do processo. O que não pode é ela ficar sem se medicar até sair o resultado. Me falaram que é bem demorado e muita burocracia, mas vamos correr atrás”.

Para ajudar, basta realizar a doação no Pix ou PicPay descritos abaixo:

Moradora de Guarapari pede ajuda para comprar remédio para irmã com autismo severo
Post publicado por Vitória na rede social dela.

*De acordo com o laudo médico do dia 09 de fevereiro de 2021, Flaviany Brito Souto foi diagnosticada com Transtorno de Espectro Autista Grave (TEA). Ela apresenta atraso de desenvolvimento acometendo a área da linguagem verbal e não verbal, dificuldade de socialização, apraxia motora, estereotipias, ecolalia, agitação psicomotora, hetero agressão e incapacidade de frequentar escola regular.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

governador_casagrande_visita_meaipe-2022-01-29-02

Governador visita obras em Meaípe e destaca importância para o turismo em Guarapari e no ES

92mapa-de-risco-covid-19-2022-28

Alfredo Chaves e Anchieta voltam ao Risco Moderado no 92° Mapa de Risco Covid-19

Confira o que muda a partir da vigência do novo mapa nos municípios

Anúncio

Anúncio

vacina-criancas-2022-covi

Vacina de crianças contra Covid-19 também poderá ser agendada neste sábado (29), em Guarapari

vacina crianças1

Guarapari realiza nesse sábado (29) um mutirão de vacinação para crianças e adolescentes

Anúncio

cafe-de-la-musique-guarapari-es-reveillon

Após acordo judicial, Café de La Musique é autorizado a funcionar nesta sexta (28), em Guarapari

Boate-Poa

Shows e eventos sociais no ES estão liberados independente da classificação de risco

Bares e restaurantes terão que exigir o comprovante de vacinação dos clientes, mas não terão restrição de horário de funcionamento

Anúncio