Anúncio

Municípios da Grande Vitória devem ter a mesma classificação de risco, solicita MPES ao Governo do ES

Sesa deve adotar medidas necessárias para que esses municípios tenham a mesma classificação de risco de acordo com a cidade que tenha a avaliação mais grave

Por Aline Couto

Publicado em 31 de janeiro de 2022 às 11:03

Anúncio

Municípios da Grande Vitória devem ter a mesma classificação de risco, solicita MPES ao Governo do ES

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça Cível de Vitória, notificou o Secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, para adotar as medidas administrativas necessárias para que os municípios que compõem a Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV) tenham a mesma classificação na matriz de risco, considerando como referência o município que obtiver a avaliação mais grave. A medida vale para Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Fundão, Guarapari e Viana e decorre da classificação dos municípios de Serra e Vila Velha em Risco Moderado, diante do aumento expressivo de casos de Covid-19 no Estado e da epidemia do vírus Influenza provocada pela nova variante H3N2. 

Na notificação, o MPES destaca que a análise e tratamento em conjunto dos municípios da RMGV para fins de classificação na Matriz de Risco ajudará a preservar os cidadãos, as famílias e as comunidades, em especial, neste momento de preparativos para o retorno das aulas presenciais. 

O Ministério Público cita também que a população somada dos municípios da região corresponde quase a metade do número de habitantes de todo o Espírito Santo. Assim, o MPES considera que, se a região for analisada e tratada em conjunto, pode contribuir para a contenção significativa de novos casos da Covid-19 e para desafogar os serviços de saúde dos municípios, principalmente no momento atual de crescimento desenfreado da doença, em razão da variante Ômicron, em conjunto com as síndromes respiratórias, conforme dados retirados do Painel Covid-19 ES. 

A notificação ainda reforça, que neste mês de janeiro foram contabilizados mais de 162 mil novos casos de Covid-19 no Espírito Santo, somente até a última quinta-feira (27). Esse total é mais que o dobro de casos verificados em março de 2021, mês que, até então, teve a maior soma de casos confirmados desde o início da pandemia. 

Em tempo

As cidades de Alfredo Chaves e Anchieta voltaram à classificação de Risco Moderado para a Covid-19 no 92° Mapa de Risco, divulgado na tarde de sexta-feira (28), pelo Governo do Estado do Espírito Santo. Além das cidades da região Benevente, Serra e Vila Velha, na Grande Vitória, e Mantenópolis, Alto Rio Novo e Sooretama, no interior capixaba também estam em Risco Moderado. Não há municípios classificados em Risco Alto. O novo mapa será vigente entre hoje (31) e o próximo domingo (06).

De acordo com o governador Renato Casagrande, o aumento no número de casos da doença no estado tem crescido, assim como a quantidade de óbitos, o que leva ao aumento da classificação de risco. “Não é proporcional à quantidade de pessoas infectadas, mas infelizmente a variante continua tirando vida de irmãs e irmãos nossos”, pontuou.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

alunos-jorge-boueri-sobrinho-tampinhas

Alunos de Guarapari arrecadam tampinhas para ajudar projeto social

pratos-festival-capixaba-de-frutos-do-mar-2017-6

Festival Capixaba de Frutos do Mar começa no próximo fim de semana em Anchieta

Anúncio

Anúncio

mapa2-01-01

Coluna Dom Antônio: Mais vantagens para a via expressa interligando a ponte à Avenida Paris

moto-rock-2022-4-1

Moto Rock agita Guarapari com o primeiro dia de sua 8ª edição

Anúncio

WhatsApp-Image-2022-08-01-at-13.22.36

Artigo: “Pais de Pet” – A tutela dos animais de estimação

ap22217686674430

Pesquisa Ipec revela a intenção de voto dos eleitores do ES para presidente

Anúncio