Anúncio

Novo decreto limita clientes em supermercados e determina uso de máscaras pelos funcionários no ES

Por Aline Couto

Publicado em 17 de abril de 2020 às 09:58
Atualizado em 17 de abril de 2020 às 10:13

Anúncio

As medidas serão válidas enquanto durar o período de calamidade e o descumprimento das mesmas poderá configurar a prática de infração administrativa

Casagrande anunciou novas medidas que deverão ser adotadas no estado. Foto: Arquivo/Folha.

Na tentativa de restringir a aglomeração de pessoas e reduzir a possibilidade de proliferação do novo Coronavírus (Covid-19), o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, anunciou, ontem (16), novas medidas que deverão ser adotadas em hipermercados, supermercados, minimercados, atacarejos, hortifrútis, padarias e lojas de conveniência.

De acordo com o novo decreto, haverá limite de entrada de clientes nos estabelecimentos, afim de evitar aglomerações e para que seja possível manter a distância de segurança, para atingir o total de um cliente por cada 10m² de área de venda. Quando houver fila, deverá ser utilizada faixas ou marcações para limitar a distância mínima de 1,5m entre clientes. Também foi determinada a disponibilização de sistema de venda on-line, via telefone ou whatsapp, com opção de entrega domiciliar de compras ou retirada no local.

Segundo o decreto, será necessário executar a desinfecção dos carrinhos e cestas imediatamente antes e depois do contato com o cliente e de forma frequente quando não estiverem em uso. Também deverão estar disponíveis itens para higienização das mãos de colaboradores e clientes, como lavatório com água potável corrente, sabonete líquido, toalhas de papel e lixeira para descarte, além de dispensers com álcool gel 70% em pontos estratégicos.

Outra medida adotada, foi o fornecimento de máscara facial a todos os colaboradores, para utilização em tempo integral, e quando o atendimento for realizado em distância inferior a 1,5 metros, sem a existência de barreira de proteção acrílica, além da máscara, deverá ser fornecido protetor Face Shield. Estão proibidos, o uso de secadores eletrônicos e o oferecimento de produtos e alimentos para degustação.

Ficam autorizadas as vendas de kits ou combos de produtos em geral, mediante entrega em domicílio e venda presencial, como medida de estímulo à agilidade nas compras e redução de possível aglomeração de pessoas no interior dos estabelecimentos.

As medidas serão válidas enquanto durar o período de calamidade e o descumprimento das mesmas poderá configurar a prática de infração administrativa.

 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Tags:

Anúncio

Anúncio

Veja também

centro-pop-oficina-de-artesanato-2021-07-31

Oficina ensina artesanato para pessoas em situação de rua no Centro Pop de Guarapari

esportes-investimentos-2021-07-31

Estado anuncia cerca de R$160 milhões de investimentos na área dos Esportes

Anúncio

Anúncio

jornais-pixabay-midia-2021-07-30

Artigo: TV, rádio, jornal e revista local para fugir da terrível depressão mundial

Guarapari vai sediar retomada dos Jogos Escolares do Espírito Santo em setembro

De acordo com Secretaria Estadual de Esporte e Lazer, evento deve contar apenas com municípios campeões das últimas etapas realizadas em 2019

Anúncio

artigo-2-2021-07-30-1

Artigo: danos morais no Direito do Trabalho

cover-painel-covid-19-julho01

Guarapari teve 12 óbitos e 460 novos casos de Covid-19 em julho

Números apresentam queda, em relação ao mês anterior

Anúncio