Anúncio

Número de casos da Covid-19 pode voltar a crescer no ES após o Carnaval, alerta secretário

Segundo Nésio Fernandes, caso haja desrespeito ao isolamento social e aglomerações, números da doença tendem a aumentar em março e abril

Por Redacão Folha Vitória

Publicado em 9 de fevereiro de 2021 às 12:03
Atualizado em 10 de fevereiro de 2021 às 11:01

Anúncio

Foto: Marcelo Rosa.

O secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, demonstrou preocupação com a possibilidade de parte da população desrespeitar o isolamento social e promover aglomerações durante os dias de Carnaval — que começa no próximo sábado (13). 

Durante coletiva de imprensa na tarde dessa segunda-feira (8), o secretário alertou que o desrespeito às normas de prevenção contra a Covid-19, nesse período, pode resultar num significativo aumento do número de casos da doença no estado.

Nésio Fernandes também lembrou que, desde o final de janeiro, o Espírito Santo tem apresentado uma queda sustentada das internações e óbitos causados pelo coronavírus. Segundo ele, o cenário deve continuar em fevereiro.

No entanto, o secretário alertou que, caso haja desrespeito ao isolamento, com festas clandestinas durante o Carnaval, o número de casos tende a aumentar em março e abril. Portanto, segundo ele, consciência deve ser a palavra de ordem para evitar um novo avanço da doença.

“Nós vamos viver, nos próximos dias, um período que tradicionalmente o país consolidou como um período de festas, que é o Carnaval. Esse comportamento de queda sustentada dos casos, e também da internação e dos óbitos, esperamos que, ao longo de fevereiro, tenha uma queda permanente dos casos de internações e óbitos, e esperamos que tenha somente um novo aumento de casos para o período sazonal de março a abril. No entanto, essa queda sustentada pode ser interrompida, ao longo deste mês, caso ocorra um desrespeito ao isolamento e uma desobediência civil, na realização de festas clandestinas e festas familiares, que não são adequadas para este momento”, destacou Nésio Fernandes.

Já o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Réblin, que também participou da coletiva de ontem, lembrou que, apesar de algumas aglomerações pontuais durante as festas de final de ano, não houve um aumento significativo no crescimento de casos da Covid-19 no Estado. Para Reblin, é importante que esse comportamento seja mantido no Carnaval.

“O Carnaval pode sim alterar essa curva de tendência de estabilidade em algumas regiões e queda em outras regiões. Um exemplo altamente importante foram as festas de Natal e Ano Novo, em que houve aglomeração, mas em locais específicos, em pontos muito tradicionais, que felizmente não interferiram dramaticamente na curva de casos, internações e óbitos. É importante termos condições de repetir o comportamento de, no Carnaval, não realizar aglomerações”, frisou.

“Temos chance de continuar fazendo, no Espírito Santo, uma excelente gestão conjunta dos órgãos de governo, dos municípios e também por parte da sociedade. Foi possível manter uma questão de estabilidade em relação às festas de fim de ano e temos certeza que, com a cooperação de todos, também será possível essa mesma estabilidade e queda em relação ao período de Carnaval”, completou Reblin.

Fiscalização

O secretário e o subsecretário também lembraram da proibição, por meio de decreto estadual, de festas, shows e motivos de aglomeração. “O mesmo vai se aplicar ao Carnaval. Iremos realizar a fiscalização e ela será rigorosa contra aglomeração”, afirmou Nésio Fernandes, que pediu o bom senso da população neste momento. 

“Independente de se ter fiscalização na rua, faça a sua parte. Não aglomere e não banalize e naturalize a doença. Não é natural achar normal a morte das pessoas”, completou Reblin.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

MAPA_60_L1

Governo apresenta 60° Mapa de Risco com Guarapari, Anchieta e Alfredo Chaves em risco moderado

transparencia-fiscalizacao-corrupcao-lupa

Espírito Santo é o Estado mais transparente nos dados da vacinação contra Covid-19

Anúncio

Anúncio

obras Camurugi

Moradores de Guarapari aguardam obras em rua do Camurugi contemplada em 2020

Até o momento, o serviço de dragagem da vala foi realizado; a promessa da prefeitura é que a obra de drenagem e pavimentação fique pronta até o fim do ano

Sine de Anchieta tem 46 vagas para moradores da região e oportunidades para Guarapari

As vagas são para os níveis fundamental, médio, técnico e superior

Anúncio

bazar_edicao_1

Projetos sociais de Guarapari realizam ações de solidariedade neste sábado (19)

Ações de bazar beneficente e cabide solidário visam ajudar famílias necessitadas de Guarapari

vacina_covid_guarapari_90

Guarapari abre agendamento da segunda dose de Coronavac para idosos acima de 60 anos

Anúncio