Anúncio

OAB Guarapari cria comissão para estudar rotativo e municipalização do trânsito 

A comissão tem o objetivo de buscar soluções efetivas para as inconsistências apontadas pela população

Por Aline Couto

Publicado em 17 de outubro de 2023 às 13:55

Anúncio

WhatsApp Image 2023 10 17 at 10.53.50
Além da Drª. Mônica, também são advogados da comissão: Dr. Charles Sant’Ana Alves e Dr. Júlio César Carminati Simões (esquerda).

A 4ª Subseção de Guarapari da Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo – OAB/ES criou uma comissão para realizar estudos a respeito do sistema de estacionamento rotativo e sobre a municipalização do trânsito na cidade.

“Atenta aos recentes eventos de conhecimento público relacionados à municipalização do trânsito, bem como da questionável administração do estacionamento rotativo do Município de Guarapari, foi criado no último 22 de setembro, uma comissão com o objetivo de promover a elaboração de estudos técnicos a respeito da matéria e buscar soluções efetivas para as inconsistências apontadas pela população”, explicou Drª. Mônica Silva Ferreira Goulart, presidente da 4ª Subseção, que reforçou o empenho e o compromisso com a proteção dos direitos difusos e coletivos dos cidadãos, bem como defesa da Constituição Federal, ordem Jurídica do Estado Democrático de Direito, Direitos Humanos e Justiça Social.

“A medida adotada se mostra na vanguarda efetiva e incansável da busca em salvaguardar os interesses dos moradores e da advocacia local”, finalizou.

Entenda

O sistema de estacionamento rotativo recebe críticas desde o início da atuação, assim como as multas aplicadas pelos agentes de trânsito do município. As reclamações têm como alvo as cobranças do rotativo, com funcionários inexistentes para o pagamento pontual, e os erros dos agentes na aplicação das multas. Entre as muitas alegações, a população vem chamando as aplicações das infrações de “indústria da multa”, visto que os fiscais de trânsito do município recebem uma porcentagem em cima de cada auto de infração aplicado.

Em entrevista ao folhaonline.es, o secretário Luiz Cardoso, à frente da Septran – Secretaria Municipal de Postura e Trânsito alegou que está sendo realizado no município apenas o comprimento da legislação de trânsito, um trabalho rotineiro realizado pelos agentes de trânsito designados pela Septran. 

Quando questionado sobre as cobranças do rotativo validadas pelos agentes de trânsito, o secretário respondeu que não há acordos com o sistema de estacionamento, mas apenas trabalho em conjunto para o bom funcionamento do trânsito em Guarapari. “Nós respeitamos a legislação do município e temos a obrigação de fiscalizar tudo, inclusive o rotativo”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

WhatsApp Image 2024-02-27 at 09.39.591

Aluno da APAE Guarapari conquista 3º lugar em Olimpíada de Matemática

Com o diagnóstico de autismo, Adrian é assistido pela APAE Guarapari e estuda no EMEIEF Zilnete Pereira Guimarães

Janelas - Foto Telma Amaral

Grupo de teatro de Anchieta leva espetáculo ‘Janelas’ para outros municípios capixabas

Peça foi contemplada no edital de Artes Cênicas da Secretaria de Estado da Cultura

Anúncio

Anúncio

20240226110635_IMG_2837

Guarapari é destaque no Plano de Expansão da ES Gás, que investirá R$ 100 milhões no Estado

O município será o 14º a receber gás natural no ES. Outras cidades contempladas serão Linhares, São Mateus e a Região Metropolitana da Grande Vitória

Navios de Cruzeiros. Foto Fernando Frazão -Agência Brasil

Governo do Estado quer cruzeiros marítimos de volta ao ES; Guarapari pode estar na rota

Estudos realizados na USP apontam parecer positivo para retomada de roteiro turístico no litoral capixaba

Anúncio

vacinacao-dengue-fev24

ES dá início à vacinação contra a dengue; postos de Guarapari começam a aplicar nesta terça (27)

Foram 58.530 doses de vacinas distribuídas para 23 cidades que compõem a Região Metropolitana de Saúde

ubu-casa-mirante-ubu

Projeto Orla: consulta pública sobre ordenamento de praias de Anchieta segue até dia 29

Data foi prorrogada para dar mais possibilidade de participação popular

Anúncio