Anúncio

Pais lutam por instalações de brinquedos adaptados em praças de Guarapari

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 15 de novembro de 2017 às 13:38
Atualizado em 15 de novembro de 2017 às 13:40
Anúncio

por Larissa Castro

Em Guarapari as praças públicas não possuem adaptações para crianças com necessidades especiais se divertirem. Vendo a limitação dos pequenos para o lazer, o Grupo Colorindo Sonhos buscou junto à Câmara de Vereadores o pedido para a inserção de brinquedos em pelo alguns pontos da cidade. Mesmo com o Projeto aprovado em unanimidade, o executivo vetou a iniciativa, mas teve o veto derrubado na Casa de Leis.

As mães das crianças buscam por direitos que estão determinados em Lei Federal.

O Projeto de Lei N.º 056/2017, de autoria do vereador Lennon Monjardim (PTN) foi criado após os pedidos dos integrantes do grupo de familiares das crianças especiais que moram em Guarapari. Na descrição não havia a quantidade de brinquedos solicitados. “A parceria feita com o Colorindo Sonhos foi baseada em algo que envolve benefícios para nossas crianças. Eu me surpreendi com o veto por parte do Executivo, mas acredito que com a derrubada unanime, quando retornar ao prefeito, ele irá abraçar a causa”, explicou o vereador.

Além dos pedidos e Projeto elaborado por Monjardim, no dia 12 de maio deste ano, o presidente Michel Temer sancionou a lei 13.443/2017, com a descrição de que no mínimo 5% dos brinquedos localizados em espaços de uso público devem ser obrigatoriamente adaptados para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

O vereador Lennon Monjardim criou o Projeto, mas foi vetado pelo Executivo.

Na busca pelos direitos do filho Gabriel Doná da Costa, de 8 anos, Nádia Luciana Doná, destacou a  luta que terão, para que a Lei se concretize. “Apesar de termos uma Lei Federal que nos ampara, temos que lutar para que esses direitos sejam cumpridos e respeitados. A nossa cidade, infelizmente precisa melhorar muito no que se refere à acessibilidade. Nossos filhos já vivem com restrições em muitas coisas. E não é justo que eles fiquem reféns dentro de casa por falta de acessibilidade”.

Apesar do veto pelo Poder Executivo, a derrubada unanime por parte dos vereadores deixa os integrantes do grupo com esperança de conquistas positivas para as crianças que necessitam dos benefícios. “O que nos causou extrema tristeza foi o fato de que não estávamos pleiteando nada fora da lei, pois essas adaptações são de direito de nossos filhos. Felizmente, ao ser encaminhado à câmara, os vereadores derrubaram o veto do prefeito. Voltamos novamente a acreditar que os direitos de nossos filhos serão respeitados. Temos muito ainda para buscar, para lutar. Mas não desanimamos. Nosso lema é: Juntos somos mais fortes”, finalizou Nádia.

Anúncio
Anúncio

Veja também

Foto: Reprodução

Guarapari registra mais 7 óbitos e totaliza 61 mortes pela Covid-19

Município contabiliza 1296 casos confirmados; 1011 estão curados

PSB Podemos

Eleições 2020: Consolidada aliança entre PSB e Podemos para as disputas em Guarapari

Anúncio
Anúncio
Samarco-1-1024x683

Samarco reforça expectativa de retomar atividades até o fim deste ano em Anchieta

Durante encontro virtual, o gerente-geral de Operações da empresa abordou a preparação da Samarco para reiniciar atividades

PCmaconha1

PC apreende pés de maconha plantados no quintal de uma casa em Guarapari

Anúncio
fogos

Lei que proíbe fogos de artifícios sonoros em Guarapari é aprovada

O Projeto de Lei é de autoria do vereador Grijó e foi aprovado pela Câmara Municipal

Renato Casagrande. Foto: Divulgação / Rodrigo Araujo

Governo do ES apresenta pesquisas contratadas para combate à Covid-19

Foram destinados R$ 3 milhões para o apoio a projetos de pesquisa científica e de inovação

Anúncio