Anúncio

Pessoas pagam para furar a fila e conseguir vacina contra Febre Amarela em Guarapari

Por Gabriely Santana

Publicado em 25 de janeiro de 2017 às 16:22
Atualizado em 25 de janeiro de 2017 às 16:22
Anúncio

Tem gente pagando para furar a fila nas Unidades de Saúde de Guarapari. Com a alta procura das vacinas de Febre Amarela, na manhã desta terça-feira (24), a fila para imunização da Unidade de Saúde Doutor Roberto Calmon virou um grande comércio.

8e566b12-e242-45a8-94f5-e0bc7ef266ec

Fichas são vendidas em troca de um luga na fila. Foto: reprodução

O esquema funciona da seguinte forma: O “guardador de vaga” chega à unidade de saúde, antes mesmo dela abrir. Depois pega a ficha e fica aguardando até que acabem. Depois a venda é feita. Em uma das abordagens eles chegam a cobrar até R$150 reais pela vaga na fila.

Um turista do interior do Rio de Janeiro, que foi ao posto de saúde para se vacinar, fez a denúncia. “Muitas pessoas viram que isso aconteceu. Foi logo no começo da fila e eu estava no final aguardando a minha vez. Eles chegam cedo aqui e pegam as fichas para vender depois”, disse o rapaz que não quis se identificar. Ele também questionou a falta de fiscalização. “Só acho que teria que ter polícia pra vigilância, inclusive até chamaram a polícia no dia duas vezes”, completou.

Mais de 120 pessoas aguardavam na tentativa de conseguir a vacina, mas nem todo mundo conseguiu. José Mauro, que viaja sempre para Iúna, no interior do estado, região afetada pela Febre Amarela, foi um dos que voltou para casa sem a imunização que precisa. Ele já fez três tentativas para se vacinar. Todas elas sem êxito. “Eu chego cedo aqui, mas não tenho condições de madrugar. Acho um absurdo essa questão de guardar vaga para alguém, quem quer ser imunizado que venha aqui enfrentar fila”, questionou.

Ex-vereador foi acusado de furar fila

O ex-vereador José Raimundo Dantas, foi supostamente flagrado em uma tentativa de “furar fila”. Segundo informações, ele teria chegado na unidade de Saúde Doutor Roberto Calmon, no Centro e vacinado em apenas 15 minutos, além dele, a filha, esposa e duas mulheres.

dantas fila

Vídeo mostra O ex-vereador saindo da unidade de saúde. Foto: reprodução

“Enquanto a população chegou aqui às 1h30 da madrugada o ex-vereador apareceu na hora que o posto abriu e ainda conseguiu vacinar quatro pessoas junto com ele. Conclusão: saímos de lá (Posto de Saúde) às 13h30, sendo que chegamos às 4h30. Um absurdo!”, disse o rapaz que fez o flagra em um vídeo enviado ao Folha da Cidade.

Procurado pela reportagem, Dantas disse que pediu aos sogros dele para que aguardassem na fila para pegar apenas duas fichas. “Meu sogro e sogra chegaram na unidade de saúde às duas da manhã. Eu cheguei no posto por volta das nove horas para vacinar minha filha de dois anos. Não fiz nada ilegal. Qualquer pessoa pode ficar na fila para outra. Isso é maldade acusar alguém dessa forma sem provas. Estou com a minha consciência tranquila”.

Resposta da Prefeitura

A Secretaria de Saúde recebeu a denúncia na manhã de ontem e disse que irá investigar a situação e adotar as medidas que forem pertinentes ao caso. Em nota afirmou que Guarapari não é considerada uma região endêmica, mas que o município tem contado com o apoio do Governo Estadual com o envio semanal de lotes de vacinas.

“No momento estão sendo concentradas na Unidade Roberto Calmon, no Centro, e também no Centro Municipal de Saúde, em Muquiçaba. Por questão de ordenamento, diariamente, a partir das 8h, são distribuídas 100 senhas para as vacinas contra a febre amarela, levando em consideração os critérios do Ministério da Saúde”, disse a Prefeitura.

Veja o vídeo na íntegra

Anúncio
Anúncio

Veja também

Capa

Atleta de Guarapari é contratado por time europeu

O goleiro Thiago Correia aguarda o fim da pandemia para viajar para a Polônia

Foto: Reprodução

Prefeitura de Guarapari anuncia Orçamento Participativo Municipal

O objetivo da medida é fazer com que a população exerça seu papel de cidadão, influenciando o destino de recursos públicos

Anúncio
Anúncio
Foto: Antônio Ribeiro

Qual praça de Guarapari o povo gostaria que fosse reformada?

Foto: Reprodução

Coronavírus: Guarapari registra mais três mortes e ultrapassa os 1.300 casos

A cidade totaliza 1.312 casos confirmados e 64 óbitos pela Covid-19

Anúncio
Imagem Ilustrativa | Foto: Reprodução

Artigo: Em tempos de pandemia, é possível reduzir a pensão alimentícia?

Renato Casagrande. Foto: Divulgação / Rodrigo Araujo

Governo do ES divulga atualização do Mapa de Gestão de Risco da Covid-19

O novo mapa, que terá vigência a partir de segunda-feira (13), classifica 41 municípios capixabas com risco “Alto” e 37 com risco “Moderado”

Anúncio