Anúncio

Plano Municipal de Saneamento Básico prevê esgotamento sanitário imediato em Meaípe

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 20 de dezembro de 2017 às 12:30
Atualizado em 20 de dezembro de 2017 às 14:32
Anúncio

por Aline Couto

A Prefeitura de Guarapari, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura, realizou uma audiência pública, no início do mês, para falar sobre o projeto do Plano Municipal de Saneamento Básico feito em parceria com Cesan e o Ministério Público. O evento contou com a presença de diversas Associações de Moradores.

Durante a audiência, a secretária do meio ambiente e agricultura, Thereza Cristina, discursou sobre a lei do Plano Municipal de Saneamento Básico, que de imediato irá beneficiar Meaípe, Condados e Nova Guarapari, locais com as estruturas prontas para receber o esgotamento.

O gestor da Divisão Litorânea da Cesan, Thiago Furtado, relatou “que Meaípe possui muitas ligações clandestinas de esgoto que deságuam direto no Rio Meaípe, sem tratamento algum. As ligações corretas passam pela estação de tratamento e após o esgoto tratado, retorna como água limpa para o rio”. Thiago completa que assim que a outra estação de esgoto for ativada, a atual, em estado defasado, será desligada.

“O projeto de lei 4182/2017, do Plano de Saneamento Básico de Guarapari, foi aprovado pela Câmara Municipal no último dia 12 de dezembro. Serão, aproximadamente, R$ 37 milhões para o saneamento de toda a cidade, com os planos, imediato, médio e longo prazo”, explicou o Engenheiro Ambiental, Breno Simões Ramos.

De acordo com estudos, planejamentos e o cronograma desenvolvido, em 30 anos, a expectativa é de 100% de cobertura no tratamento da água e do esgoto na cidade. Hoje, o tratamento cobre 68%%, mas somente 55% estão ligados a estação e são atendidos. O gasto com essa previsão é de R$ 347 milhões em esgoto e em água R$ 111 milhões.

 

Anúncio
Anúncio

Veja também

corona

Coronavírus: Guarapari registra 12º óbito e mais 10 casos da doença

A vítima fatal da doença residia no Centro

CTA

Centro de Testagem e Aconselhamento vira alvo de denúncias em Guarapari

Anúncio
Anúncio
Lucineia Santos de Souza. Foto: Arquivo Pessoal

Moradora de Guarapari já produziu e doou mais de 500 máscaras para famílias carentes

Com um saco de retalhos e um rolo de elástico, Lucineia Santos resolveu ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social a se protegerem da Covid-19

homicidio

Número de homicídios no ES reduz em maio e atinge melhor número dos últimos 24 anos

abertura de em presas

ES está entre os 12 estados com menor tempo de espera para abertura de novas empresas

cão4

Pandemia faz número de adoção de cães e gatos crescer em Guarapari