Anúncio

Polícia procura liderança de facção que fornecia drogas para Village do Sol, em Guarapari

Procurado integra o "Trem Bala" e seria responsável por expandir negócios do grupo para municípios do interior do Espírito Santo

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 14 de outubro de 2021 às 11:40

Anúncio

policia civil delegacia GRI
Foto: arquivo.

A Polícia Civil está em busca de um dos líderes da organização criminosa Primeiro Comando de Vitória (PCV) responsável pelo fornecimento de drogas para o tráfico no bairro Village do Sol, em Guarapari. Giuliano Alves Marques, de 37 anos, foi identificado a partir de operações iniciadas após a prisão do traficante Vinícius Valkenier dos Santos e sua companheira, que chefiavam o tráfico no bairro. Giuliano e Vinícius integram o “Trem Bala”, braço armado da facção PCV.

Segundo a Polícia Civil, o procurado tem mandado de prisão preventiva em aberto e é considerado foragido da Justiça por fornecer entorpecentes para regiões fora da capital do Espírito Santo. As investigações identificaram ações do grupo em Village do Sol, em Guarapari, e em localidades do município de Nova Venécia.

Trem Bala - PCV; Guarapari; Nova Venécia; Tráfico de drogas; Village do Sol
Giuliano Alves Marques, de 37 anos. Procurado pela Polícia Civil.
Fotos: divulgação.

De acordo com o delegado titular da Denarc de Guarapari, Guilherme Eugênio, o suspeito seria o responsável por tentar expandir a ação desse grupo para outras regiões do estado. “Começa tudo no Morro da Penha. Eles querem se consolidar como uma facção criminosa grande e tentam estender seus braços para outras regiões”, contou o delegado.

Vinícius Valkenier dos Santos, de 22 anos, está preso desde dezembro de 2020. Segundo os levantamentos, ele atuava como gerente do grupo criminoso nos dois bairros em que a Polícia Civil identificou drogas que eram fornecidas por Giuliano, em Guarapari e Nova Venécia.

“Chegamos até este gerente após o recebimento de denúncias anônimas, que informavam sobre suas atividades criminosas. Fizemos levantamentos e, em novembro do ano passado, empreendemos diligências que resultaram na prisão da companheira de Vinícius, que guardava, em casa, armas e entorpecentes pertencentes ao investigado”, explicou o delegado.

Na ocasião os policiais apreenderam um revólver calibre 38, um simulacro de arma de fogo, munições, drogas, material para refino de entorpecentes, dinheiro e anotações do tráfico. A companheira do investigado foi presa em flagrante e, após novas apurações, ficou constatado que seu companheiro, Vinícius, gerenciava o tráfico de drogas no bairro.

“Ambos já estiveram presos e, uma vez autorizados a deixar a prisão, voltaram a traficar. Apuramos que Giuliano é o fornecedor de armas e entorpecentes, comandando o tráfico nas duas localidades a distância. Já Vinícius, na função de gerente, ia até os pontos de venda, entregava entorpecentes e recolhia os valores arrecadados pelos vapores. Tudo leva a crer que há uma espécie de rodízio entre os vapores, de modo que nenhum se torne muito conhecido pelos policiais dos locais em que atuam”, disse o delegado.

Trem Bala - PCV; Guarapari; Nova Venécia; Tráfico de drogas Village do Sol
Vinícius Valkenier dos Santos, de 22 anos está preso desde dezembro de 2020.

A investigação da Polícia Civil aponta que os traficantes responsáveis pela venda final das drogas atuavam em turnos de rodízio entre as cidades. Além dos entorpecentes, Giuliano dava ordens diretas a Vinícius, ditava diretrizes, inspecionava as atividades do grupo e cobrava satisfações quando os integrantes do grupo “abandonavam o posto”.

Vinícius, em contrapartida, tinha a missão de ir diariamente, por volta de 05h da manhã, ao encontro dos traficantes, recolher o dinheiro, repassar novas cargas e organizar a ação do dia, repassando o motante devido à Giuliano.

A cada R$ 1.400 arrecadados, por exemplo, R$ 400 correspondem ao pagamento do responsável pela venda, R$ 400,00 eram de Vinícius e R$ 600 de Giuliano.

A Polícia Civil reforça que a população pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

SpeedFestival_02

Speed Festival: Guarapari recebe 3ª edição do evento automobilístico

Além das corridas, o evento contará com atividades para fãs de automobilismo

policia-civil_pc_viatura

DHPP Guarapari prende irmão de um dos traficantes mais procurados do Estado

O indivíduo, que foi detido em Anchieta, atuava como gerente do tráfico e é irmão de Willian Zanoli, vulgo “Terceirão”

Anúncio

Anúncio

WhatsApp Image 2024-02-27 at 09.39.591

Aluno da APAE Guarapari conquista 3º lugar em Olimpíada de Matemática

Com o diagnóstico de autismo, Adrian é assistido pela APAE Guarapari e estuda no EMEIEF Zilnete Pereira Guimarães

Janelas - Foto Telma Amaral

Grupo de teatro de Anchieta leva espetáculo ‘Janelas’ para outros municípios capixabas

Peça foi contemplada no edital de Artes Cênicas da Secretaria de Estado da Cultura

Anúncio

20240226110635_IMG_2837

Guarapari é destaque no Plano de Expansão da ES Gás, que investirá R$ 100 milhões no Estado

O município será o 14º a receber gás natural no ES. Outras cidades contempladas serão Linhares, São Mateus e a Região Metropolitana da Grande Vitória

Navios de Cruzeiros. Foto Fernando Frazão -Agência Brasil

Governo do Estado quer cruzeiros marítimos de volta ao ES; Guarapari pode estar na rota

Estudos realizados na USP apontam parecer positivo para retomada de roteiro turístico no litoral capixaba

Anúncio