Anúncio

Projeto busca recursos para ensinar luta para crianças com deficiência em Guarapari

"Arquitetando Campeões, Nocauteando Barreiras" quer ensinar Muay Thai para crianças carentes ou com deficiência entre 8 e 12 anos de idade

Por Gislan Vitalino

Publicado em 18 de fevereiro de 2022 às 13:15

Anúncio

Esportes Inclusão Projeto Social Guarapari Criança
Matheus Betzel, de 10 anos, é uma das crianças que pode ser atendida pelo projeto. Foto: acervo pessoal.

Um projeto social de Guarapari está buscando recursos para conseguir ampliar as possibilidades para crianças com necessidades específicas de Guarapari. O projeto “Arquitetando Campeões, Nocauteando Barreiras” está em busca de apoiadores e patrocinadores para ensinar a arte do Muay Thai para crianças carentes ou com deficiência de 8 a 12 anos de idade.

A iniciativa surge com o objetivo de desenvolver habilidades motoras e possibilitar inclusão para essas crianças por meio do esporte.

A idealizadora, Virgínia Silva, explica que a iniciativa surgiu da observação da necessidade de ações do tipo em Guarapari. “É uma ideia que surgiu antes da pandemia. Na época, minha filha frequentava a Pestalozzi e eu via a falta de oportunidades para essas crianças. Como veio a pandemia, precisamos segurar a realização. Agora, que a situação está se amenizando, estamos nos preparando para começar com tudo”, explicou Virgínia.

Para desenvolver as atividades, Virgínia buscou o apoio do atleta e professor Cleiton Batista Prisco. Para ele, além de transformar a vida dos pequenos novos atletas, o projeto também tem a possibilidade de mostrar para a sociedade o poder do esporte de melhorar a vida das pessoas. “Estamos com uma expectativa bem legal para esse projeto, de conseguir abranger e incluir um público que tem pouca oportunidade desse tipo. Queremos trazer as crianças carentes para o esporte e mostrar ao deficiente que ele também é capaz de exercer a prática esportiva. Acredito muito que isso vai ser bem válido e que vamos conseguir atingir o nível que pretendemos”, destacou Cleiton.

Cleiton Prisco CBPrisco Team Muay Thai Esportes Inclusão Projeto Social Guarapari
Foto: reprodução/redes sociais.

Agora, ambos buscam meios de estruturar o projeto para iniciar as atividades e receber as crianças. As atividades serão realizadas no Centro de Treinamento do CBPrisco Team, local onde Cleiton realiza aulas e treina sua equipe de Muay Thai. “Em relação à estrutura, materiais e documentação estamos correndo atrás. Temos conseguido algum apoio de voluntários.  Ainda não chegamos ao que precisamos, mas estamos sendo abraçados pelo público em geral e temos certeza que conseguiremos”, explica o professor.

Matheus, 10 anos, já está animado

Uma das crianças que vai ser atendida pelo projeto é o Matheus Betzel, de 10 anos, que é cadeirante e ama esportes de luta. A mãe do Matheus, a Shirlei Nascimento, falou sobre a importância de projetos do tipo em Guarapari. “Na nossa cidade, uma oportunidade como essa é necessária e maravilhosa. Vem para agregar para as crianças com deficiência, possibilitar o desenvolvimento pessoal e até mesmo mudar a mentalidade de mais pessoas na nossa cidade de que as crianças com deficiências também podem ser integradas nas atividades e alcançar conquistas muito importantes”, contou Shirlei.

E o Matheus, sabendo da oportunidade, já está animado para participar das aulas. “Desde que conversamos com ele sobre a possibilidade do projeto, está sempre lembrando, tentando fazer os movimentos e imitando os sons de luta que ele vê em filmes e séries”, afirma a mãe, também em tom de empolgação.

Dentre os materiais que o projeto precisa para iniciar as atividades, estão listados os itens abaixo:

  • 20 pares de luvas tamanho 12;
  • 10 aparadores;
  • 2 cinturões;
  • 30 bandagens;
  • 10 caneleiras tamanho P;
  • 10 caneleiras tamanho M;
  • Mesa;
  • Cadeiras;
  • Bancos;
  • Garrafas térmicas de 5 litros;
  • Squeezers;
  • Copos plásticos;
  • Itens descartáveis para refeições e bebidas;

Como ajudar?

Além destes itens, doações em dinheiro serão utilizadas para a abertura do CNPJ do projeto ou revertida para a compra do material. Para saber como doar ou ajudar o projeto é possível entrar em contato com o Cleiton (27 9 9204.7051) ou com a Virgínia (27 99928.8311), diretamente pelo telefone ou WhatsApp.

Esportes Inclusão Projeto Social Guarapari Cleiton Prisco CBPrisco Team Muay Thai
Imagem: reprodução/redes sociais.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

20240422_181007582_iOS

OAB Guarapari e Faculdade Anhanguera reforçam vínculos em encontro institucional

Novo diretor da instituição de ensino foi recebido pela presidente da 4ª Subseção da OAB/ES

4-20240410_192004

Celebração e gratidão: Sabor do Frango completa 15 anos de história em Guarapari

Equipe comemorou a marca com encontro especial

Anúncio

Anúncio

Habitação 5 - Carlos Eugênio Alves

Espírito Santo registra redução nas taxas de pobreza e extrema pobreza

Ainda de acordo com o estudo a taxa de pobreza do ES foi de 22,8%, percentual abaixo da média registrada pelo Brasil (27,5%)

capa_43544_RotadaFerraduraManoellvesDivulgacao3

Último dia para se inscrever na Corrida Rota da Ferradura 12 Milhas; entrega dos kits começa na quarta-feira (24)

A 1ª edição do evento acontece no próximo domingo (28) na Rota da Ferradura (Buenos Aires, Boa Esperança e Jaboti)

Anúncio

os-sao-joao-jaboti-04-2024-001

Prefeitura de Guarapari anuncia obras de drenagem e asfaltamento em São João do Jabuti

Comunidade é vista como região de potencial para o agroturismo

Crescer Com Viver1

ONG Crescer com Viver prepara mais uma edição do ‘Sertanejo Solidário’ em maio

Noite será de muita diversão, comida gostosa e solidariedade

Anúncio