Anúncio

Regulamentação proposta pelo Comtur teria arrecadado R$300 mil no feriado de 7 de setembro em Guarapari

Por Gislan Vitalino

Publicado em 22 de setembro de 2021 às 09:00

Anúncio

Regulamentação proposta pelo Comtur teria arrecadado R$300 mil no feriado de 7 de setembro em Guarapari
Fotos: arquivo.

Com a aprovação da regulamentação de veículos de transporte coletivo de passageiros voltados para o turismo, a Prefeitura de Guarapari poderia ter arrecadado cerca de R$ 300 mil. É o que afirma o conselheiro municipal de turismo e autor da proposta, Fernando Otávio Campos.

Segundo o conselheiro, o cálculo em que se baseia o valor leva em consideração os quase 200 ônibus que estiveram em Guarapari sem registro, selo ou acompanhamento durante o feriado do dia 07 de setembro e que estes, provavelmente, foram para imóveis de temporada sem cadastro na prefeitura, conforme decreto municipal existente desde 2020.

“Guarapari poderia ter realizado uma arrecadação, somente neste feriado, superior à R$300 mil. Além disso, o cadastramento ajudaria a planejar mobilidade, ações de proteção para a saúde e eliminar o despejo de esgotos nas praias, devido ao descarrego de esgoto dos banheiros dos ônibus nas redes pluviais”, afirmou o conselheiro.

Regulamentação proposta pelo Comtur teria arrecadado R$300 mil no feriado de 7 de setembro em Guarapari

Entenda

O Conselho Municipal de Turismo (Comtur) protocolou junto à Prefeitura de Guarapari uma minuta com proposta de decreto regulamentando questões relacionadas ao trânsito e permanência de ônibus de turismo no município.

O texto da minuta, aprovado em unanimidade pelo Conselho Municipal de Turismo (Comtur), regulamenta legislações já existentes sobre o acesso, circulação e permanência de ônibus, micro-ônibus e demais veículos de transporte coletivos de passageiros para o turismo no município.

O que diz a Prefeitura?

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Turismo, Empreendedorismo e Cultura (Setec) informou que o Conselho minutou uma proposta de regulamentação da lei e foi aberto um processo que está em tramite para viabilizar e ter o parecer jurídico.

A Setec ressaltou ainda que o cálculo informado é apenas uma estimativa feita por um dos Conselheiros e que a legislação aplicada prevê receita ao município, mas só será possível estimar valor mediante sanção do prefeito e a aplicação da lei após efetivação, pois hoje se trata somente de uma minuta.

O processo encontra-se na procuradoria, pois envolve cobrança e precisa ter amparo legal junto ao código tributário.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

producao_de_uvas_guarapari_2022-1

Produtores celebram colheita e resultados da primeira safra de Uvas em Guarapari

expresso_lorenzutti-onibus_saude

Lorenzutti informa acordo com rodoviários e fim do estado de greve em Guarapari

De acordo com a empresa, os pagamentos atrasados dos funcionários serão realizados hoje (17) e amanhã (18)

Anúncio

Anúncio

vacinacao_criancas-2022-01

Guarapari abre primeiro agendamento para imunizar crianças contra Covid-19

Confira os parâmetros da imunização do público de 5 a 11 anos

praca_philomeno_pereira_2022-01-3-1

Crise com pessoas em situação de rua dificulta circulação e comércio em praça de Guarapari

Anúncio

vacina-covid-butantan-dose-imunizante-governo-do-es-2021-10-09

Guarapari realiza novo mutirão de vacinação contra Covid-19 e Influenza

IMG_3325-1

Entrevista: jovem de Guarapari concilia carreiras profissionais com o sucesso na internet

Anúncio