Anúncio

Remoção de bancas no Centro causa comoção em Guarapari; Prefeitura se manifesta

Por Pedro Henrique Oliveira

Publicado em 19 de julho de 2022 às 15:23

Anúncio

Remoção de bancas no Centro causa comoção em Guarapari; Prefeitura se manifesta
Fotos: Ricardo Moulin

A remoção temporária das bancas de jornais, livros e revistas localizadas na Avenida Joaquim da Silva Lima, no Centro de Guarapari, causou grande repercussão nas redes sociais na segunda-feira (18). A ação da Prefeitura foi realizada com o objetivo de utilizar o espaço durante a realização do Esquina da Cultura, festival de inverno que ocorre nos próximos dois finais de semana naquela região. As bancas foram transferidas para os arredores do Radium Hotel, onde deverão ficar até o fim do evento.

De acordo com Celma Martins, responsável pela banca do Grupo Espírita Alan Kardec, em junho, a Prefeitura havia notificado sobre a utilização do espaço durante o festival.

“Nesse período, os proprietários foram até a Prefeitura para tentar evitar a retirada das bancas. Eles foram atendidos por uma representante da Secretaria de Turismo, que ficou de conversar com o prefeito para ver se iam ou não retirar as bancas. Depois desses pedidos, ficou acertado que as bancas não seriam retiradas”.

No entanto, ainda segundo Celma, um painel que serviria para encobrir as bancas, não ficou pronto a tempo, fazendo com que a Prefeitura emitisse uma nova notificação para a remoção dos estabelecimentos na segunda-feira (18).

Repercussão

Remoção de bancas no Centro causa comoção em Guarapari; Prefeitura se manifesta
Imagem viralizou nas redes sociais.

Enquanto retirava os quase dois mil livros do sebo literário Banca da Lua, o proprietário Ricardo Moulin foi fotografado por uma amiga. A imagem foi compartilhada nas redes sociais, gerando grande comoção entre os moradores de Guarapari.

“Fiquei muito triste com essa remoção e muito feliz pelo reconhecimento da população. Foi um carinho enorme. Só aí eu vi o quanto eu sou querido e o meu trabalho é reconhecido pelas pessoas”, conta Ricardo.

Ele ainda lamentou os danos na estrutura da banca causados pela transferência. “Quebrou o telhado e danificou toda a parte elétrica”, disse.

O comerciante explicou que há 32 anos mantém o estabelecimento no mesmo lugar. “Eu tive que sair da Esquina da Cultura dessa forma, fui expulso. Eu querendo trabalhar, eles poderiam utilizar o meu espaço com livros. Eu sustento minha família com esse espaço e, de um dia para o outro, fui expulso do meu lugar de trabalho”.

O que diz a Prefeitura

Em nota, a Prefeitura de Guarapari confirmou a utilização do espaço devido a realização do Esquina da Cultura e garantiu que os proprietários retornarão em breve ao local com seus estabelecimentos:

A Prefeitura de Guarapari, através da Secretaria de Postura e Trânsito (Septran), informa que não houve retirada das bancas, mas sim, uma mudança de local para a realização do evento na rua.  A Septran informa ainda que a mudança de local é temporária, foi necessária para dar mais espaço e melhorar a locomoção do público, durante o evento, conforme notificação. Enquanto isso, em seu novo local, na calçada do Radium Hotel, as bancas poderão funcionar diariamente, para manter as vendas durante o período do evento, assegurando que não haja nenhum prejuízo financeiro aos responsáveis. O Município arcou com a remoção das bancas”.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

escola perocão (1)

Pais manifestam sobre condições de escola para o ano letivo em Guarapari

Rapaz desapareceido1

Família procura por rapaz desaparecido em Guarapari

Anúncio

Anúncio

Fiscalizacao_20230203_Noticias3-847x476-1

Crea-ES alerta para risco de quedas e acidentes na Praia da Areia Preta, em Guarapari

vacina-06fev-sesa

Retorno às aulas é momento de colocar as vacinas em dia

Anúncio

Pablo Lira

Pesquisador de Guarapari é o novo presidente do Instituto Jones dos Santos Neves

Transito-Fernando-Ferrari-Foto-Victor-Amaral-12-2

Multas leves e médias podem ser convertidas em advertência por escrito no Espírito Santo

Anúncio