Anúncio

Rodoviários de Guarapari aguardam para amanhã (30) decisão da justiça sobre a greve

No dia 17 de março a justiça determinou que os trabalhadores rodoviários de Guarapari mantivessem 80% dos ônibus funcionando; os rodoviários recorreram da decisão

Por Aline Couto

Publicado em 29 de março de 2022 às 14:00

Anúncio

Rodoviários de Guarapari aguardam para amanhã (30) decisão da justiça sobre a greve
Foto: arquivo Folha.

Com novo rumores sobre mais uma greve geral dos rodoviários de Guarapari, o folhaonline.es procurou o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Guarapari (Sintrovig), que representa a categoria, e a Expresso Lorenzutti, empresa responsável pelo transporte coletivo do município, para saber se há veracidade na informação.

Segundo a Lorenzutti, a informação da greve não procede, e empresa segue atendendo os usuários normalmente respeitando a liminar concedida.

De acordo com o diretor do Sintrovig, Enis Gordin, não há intenção deste movimento até essa quarta-feira (30), quando os trabalhadores aguardam pela resposta da justiça para o recurso do Sindicato a respeito da obrigatoriedade de 80% dos ônibus circulando na cidade em horários de pico e 70% nos demais horários, após os rodoviários entrarem em estado de greve e anunciarem que apenas 30% dos veículos estariam rodando até que a empresa realizasse todos os pagamentos pendentes.

“A decisão da justiça deve sair amanhã, estamos com esperança que vamos conseguir reverter esta situação. Os motoristas ainda não foram pagos e os tickets continuam atrasados. Os funcionários estão trabalhando como escravos, sem receber. Está muito complicado, só na fé”, relatou.

Entenda

Iniciado no dia 14 de março, o novo estado de greve dos rodoviários colocou 30% dos coletivos rodando no município. No dia 16, o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Guarapari (Sintrovig) chegou a cogitar a possibilidade dos trabalhadores pararem 100% da frota, por conta dos salários atrasos.

No entanto, no dia 17, a justiça determinou que o movimento de greve dos trabalhadores rodoviários de Guarapari mantivesse 80% dos ônibus funcionando no município em horários de pico e 70% nos demais horários.

Já no dia 22, o Sintrovig informou que recorreu da decisão para derrubar a liminar. “Não aconteceu nenhum tipo de conversa com os trabalhadores. Por enquanto estamos cumprindo o que foi exigido, mas já recorremos para derrubar a liminar”, disse Enis Gordin na ocasião.

No mesmo dia, a Lorenzutti se manifestou sobre os pagamentos dos funcionários:

Na sexta-feira (18) a empresa realizou o pagamento de mais 50 funcionários, totalizando assim o pagamento de mais de 150 trabalhadores, faltando ainda realizar o pagamento dos motoristas.

Caso não tivesse ocorrido esta greve os salários teriam sido pagos no dia 18/03, conforme previsão da empresa, contudo com deflagração de greve as previsões de receita foram extremamente prejudicadas e estamos quitando os compromissos de acordo com a arrecadação”. 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

whatsapp-image-2022-09-26-at-14-53-15

Banco é multado pela Prefeitura de Guarapari por realizar empréstimos não solicitados

carteira-de-trabalho-digital-min

Sine divulga 57 vagas de emprego para Anchieta e Guarapari

Anúncio

Anúncio

Futuro-em-Pauta-Audifax

Entrevista: Audifax (Rede) – Futuro em Pauta – Governador

abuso sexual infantil PF

PF prende em Guarapari professor que armazenava e produzia conteúdo sexual infantil

Operação Xeque-Mate objetiva reprimir o abuso sexual infantil na internet

Anúncio

medico-saude-atendimento-clinico-medicina

Prefeitura de Guarapari abre inscrições para processo seletivo na área da Saúde

alunos-jorge-boueri-sobrinho-tampinhas

Alunos de Guarapari arrecadam tampinhas para ajudar projeto social

Anúncio