Anúncio

TCE-ES determina que prefeitura organize nova licitação de transporte público em Guarapari

Decisão dos conselheiros ainda puniu, com multas, antigos membros da administração municipal

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 25 de julho de 2023 às 11:17

Anúncio

onibus lorenzutti guarapari 1 1 - TCE-ES determina que prefeitura organize nova licitação de transporte público em Guarapari
Foto: Arquivo

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES) determinou que a prefeitura de Guarapari organize, em até 60 dias, o cronograma para uma nova licitação de concessão dos serviços de transporte público na cidade. Os conselheiros também decidiram multar os gestores públicos da cidade por irregularidades encontradas na elaboração do último edital realizado.

Segundo o TCE-ES, a utilização de estudos deficientes ou desatualizados para a elaboração do edital, utilização de critérios indevidos no julgamento das propostas, restrição indevida à competitividade, licitação e concessão de serviço público inadequado, previsão no edital de prorrogação em desacordo com a legislação municipal, entre outros pontos, estão entre as irregularidades apontadas.

Na decisão, os conselheiros também determinaram que a prefeitura de Guarapari apresente, em até 60 dias, um cronograma de ações para a promoção de nova licitação para a concessão de serviços de transporte coletivo e também para a antecipação do término do contrato vigente. 

Com a determinação, o conselheiro Carlos Ranna e os demais membros da Primeira Câmara aplicaram multas que chegam a R$ 4.500 ao ex-prefeito da cidade, Orly Gomes. Além do antigo chefe do executivo, o ex-procurador-Geral do Município, Marcos Paulo Gomes Dias; o ex-secretário Municipal de Fiscalização, Danilo Carlos Bastos Porto; e o ex-secretário adjunto de trânsito e transporte, Wederson Brambati Maioli, também foram multados. A punição também alcançou outros responsáveis pela elaboração do edital de licitação.

A prefeitura também deverá fazer o levantamento dos bens passíveis de caracterização como reversíveis, inseridos no objeto do contrato atual, e elaborar estudos necessários à regular licitação da concessão dos serviços contemplando temas como a verificação de viabilidade de instalação de abrigos.

Outra determinação é que a administração faça, a cada 90 dias, o envio da atualização do cronograma para o TCE-ES. Por fim, caso ocorra prejuízo ao erário decorrente da redução do prazo do contrato vigente será instalada uma Tomada de Contas Especial para apurar o dano.

Procurada, a prefeitura de Guarapari informou que ainda não foi notificada pelo tribunal e, por enquanto, não irá se manifestar sobre a decisão.

Veja como ficaram as punições para os envolvidos: 

Nome Cargo Irregularidades Valor da multa 
Orly Gomes da Silva ex-prefeito de Guarapari 6.1.2, 6.1.3, 6.1.4, 6.1.5, 6.1.6, 6.1.7, 6.1.8 e 6.1.10 R$ 3.000 
6.1.1 R$ 1.500 
Marcos Paulo Gomes Dias ex-procurador-Geral do Município de Guarapari 6.1.2, 6.1.3, 6.1.4, 6.1.5, 6.1.6, 6.1.8 e 6.1.10 R$ 2.625 
6.1.1 R$ 1.500 
Danilo Carlos Bastos Porto ex-secretário Municipal de Fiscalização 6.1.2, 6.1.3, 6.1.9 e 6.1.10 R$ 1.500 
6.1.1 R$ 1.500 
Wederson Brambati Maioli ex-secretário adjunto de Trânsito e Transporte de Guarapari 6.1.2 e 6.1.3 R$ 750 
6.1.1 R$ 1.500 
Ariane de Souza de Freitas  ex-presidente da Comissão Permanente de Licitação de Guarapari (Copel) 6.1.3, 6.1.6, 6.1.7 e 6.1.10 R$ 1.500 
6.1.1 R$ 1.500 
Otávio Junior Rodrigues Postay membro da Copel 6.1.7 e 6.1.10 R$ 750 
Maria Aparecida da Silva Ramos membro da Copel 6.1.7 e 6.1.10 R$ 750 
Ivete da Silva Almeida Loss ex-presidente da Copel 6.1.7 e 6.1.10 R$ 750 
Ruth Alves Pereira Radael membro da Copel 6.1.7 e 6.1.10 R$ 750 
Giancarlo Bissa Marchezi especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental da Prefeitura de Vila Velha 6.1.9 R$ 375 
Marcelo de Oliveira ex-secretário de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade de Vila Velha 6.1.9 R$ 375 
Sara Nalú Ramos Magnoni presidente da Comissão municipal de Cadastro de Fornecedores de Vila Velha 6.1.9 R$ 375 

O que é cada irregularidade: 

6.1.1 – Descumprimento de determinações impostas no acórdão TC 221/2014.  

6.1.2 – Licitação e concessão de serviço público com Projeto Básico/Termo de Referência/Estudos de Viabilidade Técnica e Econômico-Financeira deficientes e desatualizados. 

6.1.3 – Utilização de critério indevido de julgamento de propostas. 

6.1.4 – Restrição indevida à competitividade da Concorrência Pública. 

6.1.5 – Licitação e concessão de serviço público inadequado. 

6.1.6 – Previsão no edital de prorrogação do contrato em desacordo com a legislação municipal. 

6.1.7 – Habilitação indevida e não fundamentada de licitante. 

6.1.8 – Imposição, em edital de licitação, de obrigação não prevista em lei. 

6.1.9 – Declaração falsa em atestados de capacidade técnico-operacional. 

6.1.10 – Direcionamento de licitação.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

rizzo-parking-estacionamento-rotativo-guarapari

Prefeitura notifica empresa para rescisão do contrato do estacionamento rotativo em Guarapari

A Rizzo Parking tem cinco dias úteis após o recebimento da notificação para eventual manifestação

chuva-e-frio-2021-08-05

Chegada de frente fria pode trazer ventos fortes para o litoral do ES, alerta Marinha

Final do mês deve ter temperaturas amenas em Guarapari

Anúncio

Anúncio

joaquim-da-silva-lima-17fev

Ruas do Centro de Guarapari serão interditadas para celebrações de Corpus Christi

Confecção de tapetes e procissão fazem parte da tradição religiosa

eletricista-predial-residencial

Projeto de qualificação profissional no setor da construção civil oferta 180 vagas gratuitas em Guarapari

Pelo segundo ano a união do Sindicig com a igreja Coroado oportuniza vagas nesta área

Anúncio

projeto-saude-presente-bela-vista

Projeto Saúde Presente oferece serviços de saúde em horário estendido no bairro Bela Vista

Objetivo é atender a população que trabalha durante o horário de funcionamento da unidade de saúde

moto-rock-2022-4-1

Guarapari prolonga comemoração e terá Festa da Cidade e Moto Rock na mesma semana

Realizados em setembro, eventos devem reunir mais de 85 mil pessoas durante cinco dias

Anúncio