Anúncio

Verão Guarapari: Confira as dicas para evitar afogamentos com crianças

Tenente-coronel do Corpo de Bombeiros afirma que a principal estratégia é a supervisão.

Por Redação Folhaonline.es

Publicado em 30 de dezembro de 2021 às 12:00

Anúncio

Verão Guarapari: Confira as dicas para evitar afogamentos com crianças

Com o início oficial do verão no dia 21 de dezembro, as praias de Guarapari já estão cheias. Apesar de ser a época mais aguardada do ano, o período de férias também requer atenção, principalmente com as crianças. O Tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES), Carlos Wagner Borges, destaca que o principal método de prevenção é a supervisão constante dos pais. 

A dica vale para os dias de diversão em praias, cachoeiras ou piscinas. O tenente-coronel destaca que a atenção com os pequenos, assim como a utilização de coletes salva-vidas são estratégias fundamentais em qualquer ambiente de água. “O distanciamento correto é de um braço,  ou seja, não precisamos dar nenhum passo para efetuar o socorro”, aponta. 

Os pais que decidirem aproveitar os dias de calor em regiões interioranas devem ter atenção redobrada. “Jamais permitir que uma criança entre em ambiente de rio, mesmo que às margens. Há o perigo muito grande da correnteza levar a criança e logo a afundar”, explica o comandante, pontuando que, no caso das lagoas, a água deve estar sempre na altura dos joelhos.

Verão Guarapari: Confira as dicas para evitar afogamentos com crianças
Tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Carlos Wagner Borges. Foto: Governo do Estado.

Já no caso das cachoeiras, a orientação é que as crianças estejam a cinco metros de distância da queda d’água. “A força da água cria buracos e a criança pode ser sugada para o fundo e a força da água impedir sua saída”, exemplifica. 

Outro tipo de acidente recorrente no verão são os casos de crianças presas no ralo de sucção das piscinas. No início de dezembro, uma adolescente de 13 anos do Piauí  ficou submersa por dois minutos após ter o cabelo sugado por um desses ralos. 

A vítima só conseguiu se soltar após uma pessoa próxima cortar o cabelo da adolescente. De acordo com o tenente-coronel Borges, no caso da utilização de piscinas, a orientação é manter os cabelos presos e checar se o ralo de sucção está desligado.

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

casa-lar-alfredo-chaves

Casa Lar de Alfredo Chaves inicia ação entre amigos para arrecadar recursos

WhatsApp-Image-2022-04-29-at-17.52.45-2

Estado Presente: Centro das Juventudes de Guarapari oferta três oficinas gratuitas

Anúncio

Anúncio

coluna-antonio-25nov

Coluna Dom Antônio: Novidades de Vila Velha podem render um fim de semana com passeio especial

editais-de-cultura-2022

Governo do ES lança Editais da Cultura 2022 com maior investimento de sua história

Anúncio

Paciente cm cancer

Artigo: Conheça os direitos da pessoa com câncer

somos-do-mar

‘Mar de Soluções’: espetáculo sobre poluição no mar chega a Guarapari

Anúncio