Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Artigo: Guarapari; lugar certo para se viver muito, com pouco dinheiro

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 25 de abril de 2021 às 09:00
Atualizado em 26 de abril de 2021 às 14:17

Anúncio

Foto: arquivo/ FolhaOnline.es

A maioria dos bons lugares para se viver bem, tem uma coisa em comum: são caros. Como exemplo, lembro de alguns: Porto Seguro, Búzios, Angra dos Reis, Paraty, Guarujá e Balneário Camboriu.

Muitos quando chegam à aposentadoria, tem sua receita reduzida, sem os extras que tinham na ativa e não conseguem manter o padrão de vida que levavam nas capitais ou grandes cidades onde viviam.

Aqueles que conseguiram comprar apartamento em Guarapari, tem um privilégio adicional por conta disso: viver mais com menos. Com mais saúde e menos despesas, como veremos a seguir.

Além de desfrutar das mais de cinquenta praias para todos os gostos e bolsos, passam a viver numa cidade com o custo de vida abaixo da média nacional, afora algumas gratuidades, que a diferenciam.

Para os privilegiados moradores da cidade saúde, boa parte das atividades são sem custo: caminhadas pelos calçadões a beira mar, pedalar nas ciclovias, correr para manter a forma e ir aos pontos turísticos.

Dormir sono bem descansado, quer à noite, quer após o almoço, com brisa constante na cidade, que no meu entender é tão importante como a radioatividade, é outro segredo à longevidade, que não tem custo.

Peixes, aves, frutas e legumes são abundantes e mais baratos em Guarapari, do que nas grandes cidades, além de serem mais saudáveis e indicados a uma dieta ideal para a melhor idade.

Agora temos também o Museu de Utilidades Domésticas, junto ao Mirante do Atalaia, ao lado da antiga delegacia, também uma atividade sem custo.

Outra delícia e prazer que tem custo aos turistas, mas que aos moradores é grátis: banhos de sol e de mar nas medicinais e radioativas areias das praias da cidade.

Conversar, contar ou escutar estórias e estórias, que nas capitais se faz pagando em bares ou restaurantes, aqui tem pontos para fazê-lo sem precisar gastar.

Fora da pandemia, outras diversões não se pagavam: saraus, serestas, forrós e samba em blocos. Nela sentimos falta e vemos o quanto são agradáveis e importantes.

Tudo isso que os aposentados consideram para decidir morar aqui, deve ser considerado pelos que aqui já residem, para valorizar mais a cidade que escolhemos para viver.

(*) Autor do Guia de Férias e Feriadões e 46 outros livros.

Contato: [email protected].

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

santuario_de_anchieta-2021-05-11

Governo do Estado pretende concluir restauro do Santuário Nacional de São José de Anchieta este ano

Execução do projeto teve início em 2018

tres-praias-guarapari-2021-05-14

Artigo: azul é a cor do mar que faz bem olhar em Guarapari

Anúncio

Anúncio

idosos

Artigo: regras atuais para aposentadoria

Anchieta-1

Anchieta participa de ações das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável

Anúncio

maio_amarelo_eco_101-2021-05-11

Maio Amarelo: ações na BR-101 vão conscientizar sobre segurança viária

Para 2021 a campanha traz como tema: “Respeito e responsabilidade. Pratique no trânsito”

casagrande-anuncio-novasrestricoes-2020-03-25

55° Mapa de Risco traz Guarapari em risco alto e mudanças na classificação da Grande Vitória

Anúncio