Anúncio

Antônio Ribeiro escreve para o folhaonline.es aos domingos e, a cada semana, o colunista relaciona Guarapari ao tema do momento. Antônio é administrador de empresas, viveu em Porto Alegre, São Paulo e Curitiba, esteve em todos os estados brasileiros, a exceção de Acre, Roraima e Amapá, ministrou cursos em todos os países da América Latina, menos nas três Guianas, e escreveu o Guia de Férias e Feriadões.

Artigo: por que os cachorros vão à praia em Guarapari e quais são os riscos?

Por Antônio Ribeiro

Publicado em 15 de agosto de 2021 às 09:00
Atualizado em 16 de agosto de 2021 às 15:31

Anúncio

Fotos: Antônio Ribeiro

Uns vão com os donos e outros, justo por não os terem. Quase todos sem coleira. A maioria vai porque os donos levam ou porque os donos deixam, sem saber o motivo real porque não deveriam ir. O bicho geográfico!

Muito se fala que as areias de Guarapari são medicinais. Esta deveria ser mais uma prova, já que os cães também apreciam os seus benefícios e não conheço outro lugar com tantos cachorros andando nas praias.

Em outros lugares, andam na praia, mas não entram na água e não deitam tanto na areia como aqui. Ficam deitados na areia porque o sol potencializa a radiação e faz com que seus efeitos sejam mais sentidos.

O problema é que quando preciso, os humanos vão ao banheiro, se bem que alguns porcos vão para a água e os cachorros fazem na areia a suas necessidades, sem jogar terra como fazem costumeiramente.

Bicho geográfico são larvas que surgem na pele dos humanos, causadas por parasitas que vivem no intestino de cães e gatos, que quando defecam nas areias das praias, transmitem esta doença.

O curioso é que esses parasitas se chamam cientificamente de Ancylostoma braziliense ou caninum, deixando clara a sua origem e onde mais não se dá o devido cuidado ao problema.

Andando nas ruas, se nota que muitos tem coleiras e seus donos tem sacolas para recolher os dejetos. Na praia muito pouco se vê com coleiras e menos ainda, sacolas para recolher.

Curioso este descuidado onde maior é o risco de transmissão de doenças, dando a impressão que se recolhem fezes para não se pisar nelas nas calçadas e não pelo risco de doenças.

Falando em coleiras, uma ideia simples para se encontrar pets fugidos ou perdidos é terem o nome e o telefone do dono na coleira, o que aumenta a chance de serem encontrados.

A falta de uma parte gramada nas calçadas é outro problema. Os pets gostam mais de fazer suas necessidades nela e não num piso de cimento. Isso sempre que exista grama.

Se houvessem mais calçadas com uma parte gramada, se pisaria menos em feses e o mau cheiro diminuiria nos calçados. A tira de grama deixaria a calçada mais bonita.

Pena também serem poucos os penduradores de sacolas de lixo em Guarapari, já que neles se poderiam colocar as sacolinhas, facilitando a coleta de ambas.

Nisto, as sacolas de mercado são boas para lixo, enquanto que as de farmácia e outras lojas, menos resistentes, são boas para animais, bastando separá-las.

Com conhecimento e organização tudo pode melhorar sem gastar!

*Antônio Ribeiro é administrador pelo Mackenzie, especialista em Marketing pela PUC e MBA pela FGV.

Contato: [email protected]

As informações e/ou opiniões contidas neste artigo são de cunho pessoal e de responsabilidade do autor; além disso, não refletem, necessariamente, os posicionamentos do folhaonline.es

Anúncio

Anúncio

Veja também

Anchieta-Credito-da-Foto-Andrews-Quinteiro_

Pelo quarto ano consecutivo, Anchieta recebe nota A do Tesouro Nacional

pfizer

Guarapari: ação de vacinação sem agendamento para adolescentes com comorbidades

Anúncio

Anúncio

ameazul-praia

Moradores da Enseada Azul, em Guarapari, realizam ação de limpeza neste sábado (18)

Ação é uma adesão ao Dia Mundial da Limpeza

Comunicado - 17-09-2021

Comunicado – 17/09/2021

Anúncio

pfizer

Vacinação dos adolescentes é mantida no Espírito Santo

O Ministério da Saúde suspendeu a imunização do público de 12 à 17 anos sem comorbidades

afrochaves-estacao-da-cultura-2021-09-16-4

Resistência preta marca abertura do Estação da Cultura em Alfredo Chaves

Anúncio