Anúncio

Justiça determina que Lorenzutti pague os salários dos rodoviários de Guarapari

A decisão foi deferida na noite dessa terça-feira (29) e a empresa tem cinco dias para realizar o pagamento de fevereiro, sob pena de multa diária

Por Aline Couto

Publicado em 30 de março de 2022 às 10:49

Anúncio

Justiça determina que Lorenzutti pague os salários dos rodoviários de Guarapari
Foto: arquivo Folha.

Na noite de ontem (29), o juiz do trabalho, Alvino Marchiori Junior, determinou que a empresa Expresso Lorenzutti, empresa responsável pelo transporte coletivo de Guarapari, pague os salários de fevereiro de 2022 dos motoristas, no prazo de cinco dias úteis, sob pena de multa diária de R$ 20.000,00, até limite de R$ 500.000,00, sem prejuízo de outras medidas.

No pedido à justiça, enviado pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Guarapari (Sintrovig), o Sindicato solicitava de forma urgente o pagamento dos salários em aberto, no percentual de 100%, de fevereiro 2022, vencidos em 10/03, dos motoristas e empregados internos em atraso no prazo improrrogável de 48h.

Diante da decisão favorável, a diretoria do Sintrovig enviou um comunicado à categoria que representa.

Justiça determina que Lorenzutti pague os salários dos rodoviários de Guarapari
Representantes do Sintrovig. Foto: arquivo pessoal.

O Sintrovig informa que após muita luta e persistência, foi deferido na noite de ontem o nosso pedido para que a empresa C LORENZUTTI PARTICIPAÇÕES LTDA realize o pagamento dos salários de fevereiro de 2022 no prazo de cinco dias úteis, sob pena de multa diária de R$ 20.000,00.

Importante dizer que o nosso trabalho não para por aqui. Continuamos em busca de derrubar a liminar de circulação de 80% da frota dos veículos”.

Entenda

Iniciado no dia 14 de março, o estado de greve dos rodoviários colocou 30% dos coletivos rodando em Guarapari. No dia 16, o Sintrovig chegou a cogitar a possibilidade dos trabalhadores pararem 100% da frota, por conta dos salários atrasos.

No entanto, no dia 17, a justiça determinou que o movimento de greve dos trabalhadores rodoviários mantivesse 80% dos ônibus funcionando no município em horários de pico e 70% nos demais horários. No dia 22, o Sindicato informou que recorreu da decisão para derrubar a liminar porque não havia nenhum tipo de sinalização por parte da Lorenzutti para a resolução dos salários atrasados.

No mesmo dia, a empresa se manifestou dizendo que no dia 18 de março 150 funcionários haviam sido pagos, restando ainda realizar o pagamento dos motoristas. E informou que caso não tivesse ocorrido a greve, todos os salários teriam sido pagos no dia 18, mas com o movimento a receita da Lorenzutti foi prejudicada e os pagamentos aconteceriam de acordo com a arrecadação. 

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do FolhaOnline.es.

Anúncio

Anúncio

Veja também

Ponto de ônibus11

Ponto de ônibus torto causa estranheza em Guarapari

passeio_jardineira_guarapari-2022-05-26-1

Roteiro turístico em jardineira visita pontos turísticos e históricos de Guarapari

Roteiro inclui praias, mercados municipais e pontos históricos como ruínas da Igreja de Nossa Senhora da Conceição e Gruta de Sant’ana

Anúncio

Anúncio

Rampa-voo-livre-de-Cachoeira-Alta-Alfredo-Chaves_WR-2021-06-08

Campeonato de voo livre começa amanhã (27) em Alfredo Chaves

Atletas disputarão pontos para a 4ª etapa do Capixaba de Parapente 2022

Programa_de_Estágio_Vale_-_foto_Salviano_Machado_1

Vale abre inscrições para estágios com mais de 130 vagas no ES

Os selecionados terão bolsa auxílio que pode passar de R$ 1.300, além de outros benefícios

Anúncio

seminario_sindicig_petroleo_e_gas-2022-05-25-9

Seminário levanta oportunidades e caminhos para integrar Guarapari ao setor de petróleo e gás

A iniciativa do Sindicig reuniu lideranças deo setor, empresários locais e estudantes do Ifes

curso-agentes-da-guarda1

Lei garante Guarda Municipal armada em Anchieta

Anúncio